O Suricate que diverte mais de 1 milhão de pessoas

Criador do Suricate Seboso participou de videoconferencia com blogueiros do PortalODIA.

18/10/2013 17:00h - Atualizado em 18/10/2013 17:31h

Compartilhar no


Há quase dois anos, um animalzinho típico das regiões mais quentes da frica se mudou para o Nordeste. Com a sua cabeça chata e as expressões que todos nós conhecemos bem, o Suricate ganhou o sobrenome de Seboso e rapidamente se transformou em um dos maiores sucessos no Facebook. Atualmente, ele é seguido por mais de 1 milhão de pessoas.

O criador da famosa página na rede social, Diego Jovino, tem uma característica bem parecida com a do Suricate: a cabeça chata. Mas ele garante que a escolha do animal não tem relação com a semelhança entre os dois. €œEscolhi o Suricate porque ele é muito expressivo, parece que está olhando para a câmera. Eu nem prestei atenção que ele era cabeça chata também€, brinca Diego.

A ideia começou a surgir depois que o jovem cearense conheceu as páginas Esquilo Lombroso e Calango Mancoso, ambas da Paraíba. A proposta era a mesma: Pegar um animal, colocar um adjetivo engraçado e usar diálogos típicos dos nordestinos. €œA diferença é que as expressões deles eram mais direcionadas àquele Estado. Eu queria algo do Cearဝ, conta Diego.

Assim como as páginas dos colegas paraibanos, o Suricate Seboso começou a ajudar os nordestinos a relembrarem histórias, conversas e jeitos que sempre nos identificaram. €œO Suricate pega o ônibus lotado que a gente pega, tem aula na escola pública que nós tivemos, brinca das mesmas coisas, usa expressões que a gente usa€, disse Diego.

A partir de então, €œas mina pira€, €œmanolo€ e outras expressões comuns aos sulistas, foram perdendo lugar para o nosso €œarmaria, nam€, €œvalဝ, €œlesado€, €œmarminino€... €œAs pessoas tinham vergonha de falar do nosso jeito. Vejo que agora a gente já valoriza mais nossos costumes. O Suricate também virou um meme, só que regional€, avalia Diego.

Empresa já tentou comprar a página

No mundo capitalista, até um Suricate Seboso vale dinheiro. Mas isso se o seu criador tivesse aceitado vendê-lo para uma empresa. Diego não sabe dizer o valor eles pretendiam oferecer, pois sequer cogitou a possibilidade. Pelo contrário, ele teve que pagar quando decidiu registrar o domínio suricateseboso.com.

Acesse a página do Suricate Seboso no Facebook 

Outra pessoa já tinha pensado nisso e decidiu se antecipar ao verdadeiro proprietário da marca. €œEle cobrou R$ 15 mil pelo domínio. Mas eu não tinha como pagar isso. Começamos a negociar e ele baixou o valor. Ainda bem que ele mora em Fortaleza e gosta do Suricate. Me vendeu quase de graça. Se bem que eu não tinha que pagar era nada. Devia ter era dado uma mãozada na cara dele€, afirma Diego, que hoje ri da história.

Antes recepcionista de uma empresa de informática, o pai do Suricate já ganha dinheiro somente com os produtos do personagem. Além da fanpage ele tem um canal no You Tube, o Instagram, o Twitter, o blog e um site de compras coletivas.

Encontro com blogueiros do PortalODIA

Diego Jovino participou de uma videoconferência durante o café da manhã oferecido aos blogueiros do PortalODIA, nesta quinta-feira (17). Na ocasião, descobrimos que o Suricate nunca comeu o nosso saboroso bolo frito. Prometemos, então, apresentar a iguaria quando ele vier ao Piauí.


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário