Cunhado de Ana Hickmann é acusado de homicídio após atentado

'Seja qual for a decisão, enfrentarei de cabeça erguida', declarou o empresário em seu Instagram, nesta terça-feira (18)

19/07/2017 08:41h

Compartilhar no

A juíza Ámalin Aziz Sant'ana aceitou a denúncia de homicídio do Ministério Público contra Gustavo Correa, cunhado de Ana Hickmann, após matar Rodrigo de Pádua durante atentado em que Rodrigo invadiu quarto de hotel, ameaçou tirar a vida da apresentadora e atirou contra a sua mulher, Giovana Oliveira, em maio deste ano.

Alexander Correa, Ana Hickman e Gustavo Correa. Foto: Arquivo pessoal/instagram 

Após ficar ciente da acusação, o empresário usou suas redes sociais para comentar a acusação e criticar a atuação da Justiça brasileira.

Fiz o que tinha que ser feito para salvar minha família e me manter vivo. Meu muito obrigado a todos que estão me dando força e indignados: famosos, anônimos e pessoas que nunca vi na vida. Seja qual for a decisão, enfrentarei de cabeça erguida. Se a lei é absurda, precisamos trabalhar para mudá-la para que a vítima não vire réu", agradeceu ele em sua conta no Instagram, na tarde desta terça-feira (18). Alexandre Correa, marido da artista, também mostrou indignação na web: " Isso é uma vergonha! Tem que mudar as leis desse país urgente".

Ana Hickmann o defende: 'Se não fosse ele, não estaríamos aqui'

Em entrevista ao "Programa do Porchat", Ana Hickmann voltou a exaltar a atitude de seu cunhado em ter salvado a sua vida e de Giovana. "Não é um final que eu gostaria para ninguém, claro. Mas se não fosse o Gustavo, não estaríamos aqui", disse.

Após o episódio, a amiga de Ticiane Pinheiro, que passa por tratamento contra dermatite nervosa, se considera uma mulher mais forte. "Não tenho mais medo de deixar as pessoas me verem chorar. Nunca contive as lágrimas quando via, por exemplo, uma reportagem comovente. Mas, com coisas minhas, sempre me guardei. Essa parte frágil, nunca deixei ninguém enxergar. Agora, não mais".

Compartilhar no
Fonte: Terra

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário