• Campanha Mobieduca
  • Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

Caso Neymar: Terceiro advogado se retira da defesa de Najila

Antes de Danilo Garcia, outros dois advogados abandonaram a defesa de Najila: José Edgard Bueno e Yasmin Pastore Abdalla.

11/06/2019 08:48h

Danilo Garcia de Andrade não é mais advogado de Najila Trindade no ‘caso Neymar’. É o terceiro profissional que abandona a defesa dela. Ele fez o anúncio em entrevista ao SBT e citou ‘idoneidade moral’ ao explicar os seus motivos.

“Vou renunciar ao meu mandato advocatício, devo me retirar do processo. Sim, estou anunciando oficialmente nessa entrevista. Não sou mais advogado de Najila. Sim, verbalmente (já comunicou Najila que está deixando o caso)”, anunciou.

“Houve um incidente de um eventual arrombamento ao apartamento dela, e nesse incidente ela alega que haveria um tablet. E ela disse que pegou uma marcação de rastreamento desse tablet, e que ele estaria na avenida que é o meu escritório. Ela foi muito enfática, e um cliente não deve colocar a idoneidade de um advogado (em suspeita). Ainda mais um advogado que sai de uma delegacia carregando ela nos braços. A minha idoneidade moral está acima de qualquer valor”, completou.

A reportagem do SBT também falou com Najila sobre o sumiço do tal tablet.

“Queria muito saber”, disse ela sobre o paradeiro do dispositivo.

“Invadiram meu apartamento, assim quando as coisas deram confusão. Não sei (quem invadiu o apartamento e roubou o tablet), não posso acusar. Mas está nas mãos de Deus”, completou.

Ela ainda acusou a polícia ao ser perguntada sobre o fato de só terem sido encontradas digitais dela e da empregada após a invasão.

“A polícia está comprada, né? Ou não? Ou eu estou louca?”, disse.

Antes de Danilo Garcia, outros dois advogados abandonaram a defesa de Najila: José Edgard Bueno e Yasmin Pastore Abdalla.

Danilo já havia prometido deixar o caso se a íntegra do vídeo da briga entre Najila e Neymar não fosse apresentada até o fim desta segunda-feira.

Entenda o caso

Neymar foi acusado de estupro por uma mulher cuja identidade foi preservada pela polícia. Ela registrou boletim de ocorrência na sexta-feira (31), revelado pelo ESPN.com.br no sábado 1º de junho, na 6ª Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher, em São Paulo.

Segundo o documento, ela alegou ter conhecido o jogador de Paris Saint-Germain e seleção brasileira nas redes sociais. E no dia 12 de maio, um assessor identificado como Gallo entrou em contato fornecendo passagens e hospedagem para ela viajar para Paris, na França. Ela afirmou ter embarcado no dia 14 e chego no dia 15.

A mulher também relatou que ficou no Hotel Sofitel Paris Arc Du Triumphe e recebeu o atleta de 27 anos por volta de 20h locais do dia 15. Segundo ela, o jogador chegou “aparentemente embriagado”. “Começaram a conversar, trocaram carícias, porém, em determinado momento, Neymar se tornou agressivo e, mediante violência, praticou relação sexual.”

Tanto Neymar, por meio de vídeo em uma rede social – que depois o tirou do ar - na qual expôs as conversas com a mulher, quanto seu pai, Neymar da Silva Santos, em duas entrevistas à TV Bandeirantes, uma por telefone e a outra participando ao vivo de um programa, negam que tenha havido estupro. Eles confirmam que houve relação sexual, mas que a mesma foi consensual.

Na quarta-feira (05), o caso teve mais desdobramentos. Em entrevista ao SBT, a modelo falou pela primeira vez. Ela admitiu ter viajado com intuito de fazer sexo com Neymar, mas reiterou que foi estuprada e agredida após dizer que não queria ter relações sem o uso de preservativo.

Depois, surgiu um novo vídeo que mostra Najila agredindo Neymar com tapas. A defesa da modelo diz que ela atraiu o jogador para gravar esse vídeo e tentar ter provas do que ele já havia feito com ela anteriormente.

Fonte: MSN
Edição: Maria Clara Estrêla
Por: Sandy Swamy

Deixe seu comentário