Teresina recebe “Signos Acreanos” em exposição no SESC

Nas telas é possível detectar animais, desenhos indígenas, pessoas, em uma verdadeira intervenção com pinturas e fotografias

10/09/2013 09:22h

Compartilhar no

Os teresinenses terão oportunidade de conhecer de perto um pouco da arte do Acre. Isso por conta da exposição “Signos Acreanos”, do artista acreano Ueliton Santana, que está montada no Espaço Cultural Cosme Oliveira, no SESC da Campo Sales. A exposição prossegue até o dia 27 de setembro, das 8 às 18 horas.

A exposição tem entrada gratuita e faz parte do Projeto Mostra Sesc Amazônia das Artes. O trabalho de Ueliton Santana tem múltiplas intenções. “Signos Acreanos” são imagens pintadas em telas com tinta acrílica. No trabalho do artista, a mistura de cores e símbolos se faz presente, formando imagens de agradar.

Nas telas é possível detectar animais, desenhos indígenas, pessoas, em uma verdadeira intervenção com pinturas e fotografias. Ao caracterizar seu trabalho, em panfleto apresentativo, Ueliton explica que “todas as marcas deixadas em mim, são aos poucos condensadas, em pinturas e símbolos incrustrados. Na verdade transformados em signos, logomarcas, pois apenas a sugestão das imagens figurativas já deixa a identificar, inclusive por pessoas leigas no campo da arte, mas experientes em vivências”, pontua.

Segundo Marina Medeiros, técnica em Artes Visuais do Sesc, as pinturas de Ueliton são concebidas em telas, geralmente grandes, esticadas em bastidores e depois retiradas dos seus devidos locais como se  fosse arrancada a pele de uma serpente. “É um trabalho interessante porque ele coloca nas telas suas vivencias, os locais que visitou enquanto criança e jovem e depois as leva de volta a esses lugares”, comenta.

“Signos Acreanos” é uma relação de troca, como se o artista devolvesse um pouco do que colheu em cada lugar e ao mesmo tempo deixando um pouco de si. “O trabalho dialoga sempre com a questão da identidade de cada um, os lugares por onde passamos, os conhecimentos que adquirimos, e o que deixamos de nós, os nossos rastros”, explica o artista.

Ueliton é natural de Madureira, no Acre, e começou os trabalhos artísticos ainda com 16 anos, ao participar de um curso de desenho artístico no centro interescolar. Aos 20 anos, já participava de exposições e ministrava cursos, iniciando ainda uma intensa pesquisa sobre história e filosofia da arte.

Ele também foi presidente da Associação dos Artistas Plásticos do Acre. O trabalho de Ueliton já é conhecido em todo país, já que a exposição já percorreu pelo menos cinco Estados, entre eles Palmas. Ueliton foi ainda premiado no VI Concurso Cultural de Pintura em Tela, promovido pela On Line editora.

O artista possui várias obras publicadas na revista Galeria em Tela, de circulação nacional e internacional. Marina Medeiros explica que o Piauí já recebeu outras exposições por meio do projeto e também já apresentou sua cultura para outros Estados através dos artistas Iolanda Carvalho e do Grupo Valor de PI. Em novembro, Teresina voltará a receber uma nova exposição, desta vez a artista Keila Sobral, do Pará.

Compartilhar no
Por: Mayara Martins

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas