• Patrimônio 30/04
  • banner marcas
  • Marcas Inesquecíveis 2018 26/03

Luiz Miranda diz que o fato de ser gay não o impede de fazer cena hétero

Comediante disse ainda que toda vez que alguém sai do armário, automaticamente ajuda e puxa alguém a sair de lá.

13/02/2018 09:58h

O ator e comediante Luís Miranda, 48, afirmou que a falta de recursos para se investir na educação vai empobrecendo intelectualmente o povo brasileiro. Para Miranda, esse empobrecimento impede que um ator que seja homossexual de declarar a sua sexualidade. 
"Nós vivemos em um país muito ignorante. Quando digo ignorante, digo que a falta de recursos para se investir na educação vai empobrecendo intelectualmente o povo brasileiro. Esse empobrecimento não é só de recursos. Isso vai impedir um ator que seja homossexual de declarar a sua sexualidade, que possa ajudar outras pessoas a ser libertarem", disse Miranda, em entrevista a empresária Crisciane Rodrigues para o canal Universo da Cris, no YouTube. 
Resultado de imagem para Luis Miranda
Miranda falou pela primeira vez sobre a sua sexualidade em 2014 durante uma entrevista para revista "Contigo". "Todo mundo dentro do meu círculo de amigos sabe, não tenho problema nenhum com isso, nem de ser gay ou apontado como gay. Vou a passeata gay, já levei namorados para minha casa, apresentei para minha mãe e tudo."
Para Universo da Cris, o ator falou ainda que uma pessoa declaradamente homossexual pode fazer uma cena de "beijo heterossexual, pode fazer uma cena feminina, pode fazer qualquer coisa. Ele é um artista e não tem nada a ver com as suas preferências".
Miranda disse ainda que toda vez que alguém sai do armário, ela automaticamente ajuda e puxa alguém a sair de lá. "Alguém que estava maltratado, humilhado, que estava se machucando, que estava sendo ferido. Se julga que a posição sexual de alguém pode interferir no rendimento, no crescimento, no trabalho e na sua vida social. 
Formado em artes cênicas pela USP (Universidade de São Paulo), Mirando diz a Cris que já sofreu racismo durante a sua vida. "Às vezes é agressivo e ofensivo dentro da sociedade. Eu devolvo [o racismo]. Isso não está em mim, está no outro. É na hora que você tem que fazer o espelho. A pessoa que tem que se enxergar como racista, como intolerante." 
Questionado sobre as temáticas do humor, o ator afirmou que precisa ter um mínimo de respeito para não ofender ninguém. "O humor tem responsabilidade. Há de se fazer humor com um mínimo tom de respeito para que não se ofende ninguém e aquilo realmente seja risível. Pode-se brincar com tudo, só não dá para depreciar da maneira como você brinca."
Luís Miranda já iniciou os trabalhos da quarta temporada de "Mister Brau", que tem previsão de estreia em abril na Globo. O elenco ainda é composto por Taís Araújo, Lázaro Ramos e Fernanda Freitas.

Fonte: Folhapress

Deixe seu comentário