Inferno pessoal de Fábio Assunção volta a preocupar a Globo

O ator enfrenta com altos e baixos uma cruzada contra a dependência de álcool e drogas

24/06/2017 17:36h

Compartilhar no

A vida íntima de Fábio Assunção insiste em confrontar a vida pública – e o resultado tem sido dramático. O ator, de 45 anos, enfrenta com altos e baixos uma cruzada pessoal contra a dependência de álcool e drogas.

O problema tornou-se conhecido em 2008, quando uma operação policial o prendeu em flagrante na companhia de um traficante, no flat em que morava, em São Paulo.

Começava ali um capítulo triste na trajetória midiática de um jovem talentoso, surgido na TV dezoito anos antes, no papel do romântico Marco Antônio no folhetim ‘Meu Bem Meu Mal’.

Fábio Assunção no evento de lançamento da série ‘A Fórmula’

Na noite de sexta-feira (23), mais um episódio lamentável tumultuou essa novela da vida real. Fábio Assunção foi detido por desacato e dano ao patrimônio público (por supostamente quebrar o vidro de uma viatura policial), em Arcoverde, Pernambuco.

O galã global foi à cidade para exibir um documentário sobre a tradicional festa de São João. No final do evento, teria provocado confusão devido ao seu estado alterado. Suspeita-se de consumo excessivo de álcool.

Vídeos postados por moradores locais mostram o artista sendo conduzido por policiais – com uma peça de roupa escondendo os pulsos algemados – e dentro do camburão.

Em triste coincidência, Fábio Assunção mais uma vez provoca tensão na Globo às vésperas de uma estreia. Em julho começará a ser exibida a série ‘A Fórmula’, da qual é um dos protagonistas.

No final de 2010, o ator deixou o elenco de ‘Insensato Coração’ quando já havia gravado várias cenas do personagem Léo, sendo substituído às pressas por Gabriel Braga Nunes. O fantasma da dependência química teria sido o causador do afastamento.

Dois anos antes, abandonara ‘Negócio da China’ um mês depois da estreia da trama das 6 da tarde. “Que Deus ilumine meus passos na minha recuperação e com a confiança de que o mais breve possível estarei de volta para esse público que tanto amor me dá”, escreveu num comunicado.


Em 2016, durante ‘Totalmente Demais’, sucesso da faixa das 19h, Assunção mais uma vez preocupou a Globo ao se ausentar de gravações. Novamente alegou problemas de saúde.

A emissora sempre apoiou Assunção por solidariedade e também por vê-lo como fundamental para o seu elenco. Afinal, há escassez de atores versáteis – igualmente bons como heróis e vilões – na faixa entre 40 e 50 anos.

Fábio se destaca na pele do mocinho clássico, como o Daniel de ‘Paraíso Tropical’ (2007) e o Jorge de ‘Sonho Meu’ (1993), em antagonistas odiados pelo público, a exemplo do Renato de ‘Celebridade’ (2003), e até em tipos densamente literários como o Carlos Eduardo de ‘Os Maias’ (2001). E é bom em comédia, como mostrou nas cinco temporadas da série ‘Tapas e Beijos’ (2011-2015).

Espera-se que o ator consiga se reerguer mais uma vez, assim como milhões de anônimos tentam fazê-lo na batalha árdua e diária contra vários tipos de dependência.

A superexposição de Fábio Assunção na imprensa é um fator complicador para sua recuperação. Mas contra isso ele não pode guerrear. É o ônus de ser um artista popular do maior canal da televisão brasileira.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Terra

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas