Conto de fadas ganha adaptação para teatro em “Boa Noite Cinderela”

Ao contrário da mocinha inocente e indefesa da história real, a Cinderela do espetáculo é mais decidida e com opinião própria

12/09/2013 08:52h - Atualizado em 12/09/2013 09:00h

Compartilhar no

Quem não lembra da história da Cinderela? Um dos contos de fadas mais conhecidos da humanidade, que traz a história de uma bela moça que era maltratada pela madrasta, ganhou mais uma adaptação e agora chega aos palcos de Teresina. A peça “Boa Noite Cinderela” poderá vista pelos teresinenses nos palcos do Theatro 4 de Setembro nos dias 14 e 15 de setembro, às 17 horas.

A peça é uma adaptação da tradicional história da Cinderela que estamos acostumados a ler nos livrinhos de historinhas infantis. Nele, Cinderela vive uma gata borralheira que é destratada pela madrasta Eufrásia e suas filhas, Eulinda e Eudócia. O espetáculo traz ainda o Gorro (amigo imaginário de Cinderela), a Fada Madrinha e um belo príncipe que se apaixona por Cinderela ao vê-la dançar.

Longe da tradicional valsa dançada por Cinderela na história infantil, a borralheira do espetáculo dança ao som da batida a dança de rua. A montagem é assinada pela Companhia A.S.S. de Dança e Teatro, e o texto e direção são de Vitorino Rodrigues, que também atua no espetáculo.

Vitorino Rodrigues comenta que a peça envolve 10 atores e traz uma montagem atualizada da história para o fictício Reino de Opala, lugar onde mora Cinderela, sua madrasta (Eufrásia) e as filhas da madrasta (Eulinda e Eudócia) e o amigo imaginário de Cinderela – Gorro – com quem a borralheira divide seus momentos de solidão. “A dramaturgia do espetáculo utiliza como fio condutor o ritmo dos desenhos animados e das brincadeiras infantis dinamizando a cena, tornando-a lúdica e também bastante cômica”, comenta Vitorino.

Ao contrário da mocinha inocente e indefesa da história real, a Cinderela do espetáculo é mais decidida e com opinião própria e também sabe se defender das maldades de suas algozes, apesar de viver sob a hostilidade das mesmas. “Apesar disso, é uma princesa que vive presa por conta da madrasta, mas nutre o sonho de ir ao baile e conhecer outras pessoas. E assim faz”, diz Vitorino.

Ao ir ao baile, Cinderela é vítima de um episódio provocado por suas “irmãs” e acaba caindo ao chão. Sem se deixar abalar pelo “incidente”, Cinderela revela sua força, disposição e talento para a dança ao ritmo do street dance. E assim conquista o príncipe. O elenco é formado por Laura Alexandre, Raira Monteiro, Márcio Felipe Gomes, Antoniel Novais, Michael Douglas, Vitorino Rodrigues, Gabriel Silva, Lyvia Thaynara, Potrávio Júnior e Naldo Lazzar. Os figurinos são assinados por Aureni Oliveira (Figurino e Fantasia), a luz é de Tiago Borges, a operação de som é do grupo.

Mais informações podem ser obtidas através dos fones 86 8822-6146 / 9402-5949 / 9917-3647, com o produtor do espetáculo, Vitorino Rodrigues.

Compartilhar no
Por: Mayara Martins

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas