Atores participam de beijaço para revista em protesto

Gero Camilo e Caco Ciocler abrem a série de amassos. Também participaram Lavínia Pannunzio com Maria Manoella e Gustavo Haddad com Kiko Bertholini

28/07/2014 09:42h

Compartilhar no

A sexta edição da revista "Antro Positivo", publicação sobre artes cênicas editada pelo diretor Ruy Filho em parceria com a designer Patrícia Cividanes, não repercutiu na internet como as edições anteriores. Na verdade, fez muito mais barulho que suas antecessoras.

Colocada no ar na quinta-feira passada (30), a publicação trouxe a público a campanha "Liberdade na Vida e na Arte". A série fotográfica organizada pela própria revista e assinada pelo fotógrafo Alex Silva mostra atores que se beijam na boca, homens com homens e mulheres com mulheres. Nem todos são necessariamente gays.

Gero Camilo e Caco Ciocler abrem a série de amassos. Também participaram Lavínia Pannunzio com Maria Manoella e Gustavo Haddad com Kiko Bertholini.

Desde a postagem da revista, o mosaico de retratos que reúne todos os beijos teve mais de 63 mil visualizações, com 377 compartilhamentos. Segundo Ruy, foi a postagem mais acessada da revista. O vídeo de divulgação da campanha (http://vimeo.com/65205170) foi visto mais de 16 mil vezes.

A campanha está entre as manifestações que começaram com a posse de Marco Feliciano (PSC-SP) na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara. "Mas não é contra o cara, simplesmente", diz Ruy. "É por tudo o que está acontecendo, as proibições artísticas, a questão dos direitos homossexuais, o retrocesso que parece tomar a compreensão das coisas no Brasil", diz. O diretor cita a proibição judicial da peça "Edifício London" --baseada no caso Isabella Nardoni--, escrita por Lucas Arantes e montada pelo grupo Os Satyros, como exemplo de restrição à liberdade artística.

Para o diretor, "parece que, cada dia mais, andamos mais para trás". Ele reitera que a campanha não se restringe ao debate sobre casamento ou direitos gays. "É sobre liberdades: liberdade de escolha, de criação, de ser e de fazer".

Além dos compartilhamentos, houve também respostas contrárias à campanha. "Nojento, abominável, horrível..." foi postado por uma leitora. Outro diz: "Nós não somos obrigado a ver estas imagens...".

Compartilhar no
Fonte: Folha Online

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas