Ativista protesta contra frase supostamente machista do ator Bruno Gissoni

Sara Winter ficou completamente nua, amarrada a uma grade e suja de tinta vermelha, simulando sangue.

27/02/2014 13:58h - Atualizado em 27/02/2014 14:19h

Compartilhar no

Para protestar contra uma frase supostamente machista dita pelo ator Bruno Gissoni, a ativista Sara Winter ficou completamente nua e se amarrou a uma grade, no Centro do Rio de Janeiro.

Sara, que é uma das fundadoras do grupo feminista Femen, pintou seu corpo com uma tinta vermelha, simulando sangue, e colocou um cartaz aos seus pés, com a seguinte frase: "Bruno Gissoni, machismo mata!", em letras garrafais.

Atualmente, Sara Winter integra o grupo BastardXs. Ela decidiu protestar contra uma frase dita por Bruno Gissoni em entrevista ao jornal O Globo. 

O ator, que faz parte do elenco da novela Em Família, disse: "Sou mais conservador quando se trata de relacionamento. Um pouco de machismo é bom também, porque senão vira muita bagunça [risos]”.

Foto: Sandro Vox / Agência O Dia (Rio de Janeiro)


Compartilhar no
Fonte: PortalODIA.com

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas