Roda Viva

Vamos caminhar!

Vamos caminhar!

14/07/2017 10:18h

Compartilhar no

Vamos caminhar!

Segundo notícia publicada pela BBC Brasil, uma análise da Universidade de Stanford, nos EUA, com dados que equivalem a 68 milhões de dias de atividades minuto a minuto apontou que o número médio de passos que alguém dá por dia é de 4.961.

Hong Kong saiu em primeiro lugar no ranking com uma média de 6.880 passos por dia, enquanto a Indonésia ficou na lanterna, com 3.513. O Brasil ficou entre os últimos colocados - atingiu uma média de 4.289 passos diários. O problema no Brasil é que as pessoas estão com medo de caminhar e acabarem sendo alvo de assaltantes... Não é à toa que a corrida está tão em moda por aqui.

Esse aí é o senador João Alberto (PMDB-MA), presidente da Comissão de Ética do Senado. Quem conhece minimamente o currículo de vossa excelência sabe o quanto é contraditória sua posição. Mesmo com telhado de vidro, ele aceitou a denúncia contra as senadoras que tentaram impedir a votação da Reforma Trabalhista, incluindo a piauiense Regina Sousa. Segundo Alberto, há indícios de quebra de decoro parlamentar. Melhor nem comentar...


Regina Sousa morta

A vereadora Teresinha Medeiros (PSL) usou a tribuna da Câmara Municipal para defender a atitude da Senadora Regina Sousa ao tomar posse da mesa do Senado em protesto à votação da Reforma Trabalhista. Mas, durante a sessão, no momento das votações, ela se confundiu e, ao invés de propor uma Moção de Louvor pelo ato da senadora piauiense, ele solicitou uma nota de pesar. Aos risos, os demais vereadores não aprovaram a proposta.

Sem sacrifício

A comunidade acadêmica do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da UESPI, foi contemplada com a aquisição de 4 modelos de um software desenvolvido pela empresa australiana, AdInstruments. O dispositivo possibilitará aos professores e estudantes de vários cursos relacionados à saúde que realizem aulas práticas sem a necessidade de sacrificar animais.

Pressão

Os Bombeiros do Piauí estão despontados com o que consideram descaso por parte do Governo. No últimoMovimento Legal, nome dado à manifestação dos militares estaduais por melhores condições de trabalho, um dos itens do acordo foi uma nova Lei de Organização Básica, mas somente os Policiais Militares foram beneficiados. Membros da Associação dos Bombeiros Militares estão há quatro dias no Palácio de Karnak pressionando o Governo para agilizar o processo. O projeto cria a Lei de Organização Básica dos Bombeiros já teria o parecer favorável dos secretários de Administração, Fazenda e Segurança, mas estaria parado na mesa do Procurador Geral do Estado, Plínio Klerton.

E a reação?

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, defendeu a adoção de biometria em todas as unidades de saúde e de um "padrão de produtividade" para fiscalizar o trabalho de profissionais que atuam no SUS, em especial os médicos. "Vamos parar de fingir que pagamos o médico e o médico tem que parar de fingir que trabalha", disse. O ministro, primeiro cometeu um ato falho ao reconhecer que não paga os médicos como deveria. Depois, ele deve ter levado em conta apenas sua experiência profissional para afirmar que médicos não trabalham.

Concurso literário

O Concurso de Livros Publicados Poeta H. Dobal inscreveu 32 obras nas categorias poesia, conto, crônica, romance, crítica e ensaio, além de trabalho científico. Esses livros estão concorrendo a uma premiação de R$ 100 mil, oriunda de emenda parlamentar. Organizado pela Prefeitura de Teresina em conjunto com a Academia Piauiense de Letras, o concurso tem como objetivo fomentar a produção literária e científica. Foram inscritos pela Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves apenas livros publicados entre o perído de 1º de janeiro de 2014 e 30 de abril de 2017. 

Prioridade da prioridade

Idosos com mais de 80 anos de idade terão direito a prioridade especial. É o que estipula a Lei 13.466/2017, sancionada pelo presidente da República nessa quarta-feira (12) e publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (13). As novas regras entram em vigor já nesta quinta-feira (13). A partir de agora, entre os idosos, os maiores de 80 anos terão prioridade em atendimentos de saúde, exceto em emergências, e em processos judiciais.

Compartilhar no
Fonte: ODIA

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas