• Premium Outlet
  • Salve Maria
  • Jovens escritores 2019
  • Banner paraíba
  • AZ no rádio
  • cachoeir piaui
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner
Roda Viva

Tucano no ninho petista

Leia a coluna Roda Viva deste fim de semana.

11/05/2019 08:22h - Atualizado em 10/05/2019 19:27h

Tucano no ninho petista

O líder empresarial Landerson Carvalho, filiado ao PSDB e que nas eleições do ano passado chegou a ser pré-candidato a deputado federal pelo partido, assumiu o cargo de superintendente de Desenvolvimento Econômico da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico do Piauí. Segundo o blog do jornalista João Magalhães no portal O DIA, a nomeação de Landerson para ser o número 2 da secretaria tem causado ciúmes em muitos aliados de Wellington Dias, tendo em vista que o jovem fez campanha para Luciano Nunes e sempre disparou críticas pesadas aos governos anteriores do petista. A nomeação já foi publicada no Diário Oficial do Estado. Em junho de 2018, por exemplo, pouco antes das eleições, Landerson Carvalho participou da edição da Caravana“O Piauí pode dar certo: ideias para transformação”, em Oeiras, ao lado do então pré-candidato ao governo Luciano Nunes. O objetivo da caravana organizada pelo Instituto Teotônio Vilela, braço ideológico do PSDB, era apontar críticas ao governo de Wellington e alavancar o nome de Luciano Nunes. Em outubro de 2017, quando Landerson era presidente da Associação dos Jovens Empresários – AJE, a entidade organizou um encontro com os ex-governadores Wilson Martins, Zé Filho, Freitas Neto e Hugo Napoleão (todos de oposição a Wellington Dias), na sede da Federação das Indústrias do Piauí. A nomeação vai de encontro ao que Wellington Dias definiu em reunião realizada na manhã desta sexta-feira (10), no Palácio de Karnak, quando ficou acertado que apenas lideranças políticas que votaram nele para o governador seriam contemplados com cargos no governo.


Quem também já conseguiu uma boquinha no Governo do Estado foi Benigno Nuñez Novo, irmão do deputado estadual Fábio Novo (PT). Ele foi nomeado para exercer o cargo em comissão de assessor técnico III, símbolo DAS-4, da Secretaria de Estado de Cultura, pasta comandada pela artista e produtora cultural Bid Lima, que, coincidentemente (ou não), foi indicada por Fábio Novo.

Repúdio

A Fenafisco (Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital) divulgou uma nota de repúdio a uma afirmação feita pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, durante audiência pública sobre a reforma da Previdência realizada na última quinta-feira, na Câmara dos Deputados. Na ocasião, Guedes afirmou que funcionários públicos teriam "parte da culpa” pela “roubalheira” que atingiu o país nos últimos anos. "Além de generalista e desprovida de critérios jurídicos básicos, a fala fere o princípio da presunção da inocência, previsto pelo artigo 5º, inciso LVII, da Constituição Federal, que preceitua que ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória", destacou a entidade de classe.

Repúdio II

"Este princípio constitucional é imprescindível para a efetiva garantia dos direitos fundamentais da pessoa humana. Por ele, o próprio ministro tem seus direitos garantidos, uma vez que é investigado pela Polícia Federal, a pedido do Ministério Público Federal, por suspeitas de fraude na gestão de fundos de investimentos que receberam aportes no valor de R$ 1 bilhão, oriundos de fundos de pensão de empresas estatais brasileiras. Ademais, o Tribunal de Contas da União abriu recentemente um processo para apurar supostas irregularidades em negócios feitos por uma empresa do próprio ministro com fundos de pensão patrocinados por estatais", acrescenta a Fenafisco.

Abraço pela Educação

O Instituto Federal do Piauí realizará, no próximo dia 13, o ato público "#AbraçoPelaEducação". A iniciativa acontecerá em todos os campi e reitorias dos institutos federais do país, e tem como objetivo sensibilizar a sociedade para a importância da oferta de ensino público gratuito e de qualidade. No IFPI, o ato será realizado na Reitoria e nos 20 campi da instituição, com participação da comunidade acadêmica. Durante a manifestação, será realizada a leitura da nota do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) sobre os cortes no orçamento determinados pelo governo de Jair Bolsonaro. 

O ex-ministro da Saúde e agora senador Marcelo Castro (MDB) dando exemplo, ao tomar a vacina que imuniza contra três subtipos graves da influenza (A H1N1; A H3N2 e influenza B). A campanha nacional de vacinação vai até o dia 31 de maio. O emedebista tem 68 anos e faz parte dos grupos prioritários.


Deixe seu comentário