• SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia
Roda Viva

MBL faz movimento em direção ao centro

O movimento elogia ministros com perfis técnicos, mas critica a articulação política do governo e os filhos do presidente.

13/09/2019 15:44h

O Movimento Brasil Livre, constituído por jovens que se autoproclamam liberais, participou efetivamente do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e alcançou lugares no parlamento. Após uma agenda nos últimos anos bem ligada ao bolsonarismo, o movimento agora faz uma direção no sentido do centro e como a dizer que Bolsonaro é o principal sabotador de seu governo. O movimento elogia ministros com perfis técnicos, mas critica a articulação política do governo e os filhos do presidente. A movimentação é muito parecida com a do governador João Dória (PSDB), de São Paulo, do próprio Wilson Witzel (PSC), do Rio de Janeiro, dentre outros, que cresceram no movimento bolsonarista, começam a perceber o radicalismo das ideias do presidente e procuram se salvar fazendo uma performance mais de centro.

O deputado Federal Átila Lira, após um período de conversas, decidiu que irá se filiar ao Progressistas (PP). O deputado diz que o partido o recepcionou de forma acolhedora e compatível com suas convicções. “Estou feliz de sair desse momento de turbulência e poder trabalhar em um partido com mais liberdade”. A solenidade de oficialização da filiação irá ocorrer no dia 23 de setembro. Com a entrada de Átila, o PP Piauí passa a ter a maior bancada na Câmara Federal.

Valores repartidos

Deputados estaduais já sonham com a “sua parte” do empréstimo. Eles apostam em pelo menos R$ 10 milhões para cada parlamentar da base governista. O dinheiro, obviamente, será indicado para obras nos municípios em que possuem votação. 

Acesso garantido

A deputada federal do Partido dos Trabalhadores e primeira-dama do Piauí, Rejane Dias, reúne nesta sexta-feira, 13, às 9h, onze prefeitos para uma audiência conjunta com o governador do estado do Piauí, Wellington Dias. O encontro proposto pela parlamentar tem como objetivo discutir obras e ações estaduais daqueles municípios.

Tecnologia 

A Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi) lançou o Sistema Integrado de Gestão Agropecuária (Sigadapi). Com esta ferramenta, será possível o acesso via web a serviços da agência como a defesa animal. O desenvolvimento da ferramenta de modernização e inovação tecnológica para a defesa agropecuária piauiense foi possível graças a um contrato celebrado, ainda em 2018, com a empresa Intelit Processos Inteligentes LTDA.

Larga produção

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, na terça-feira (10), a previsão para a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas no Brasil para 2019, com base nos resultados obtidos até o mês de agosto.  Segundo os dados do IBGE, o Piauí produziu em 2018, 4,23 milhões de toneladas de grãos, consolidando o estado como o 3º maior produtor da região Nordeste. Os dados foram divulgados através da pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM). O número corresponde a 1,90% do total que é produzido no país.

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Piauí assinou nesta quinta-feira (12), o convênio que autoriza o repasse de R$ 10 mil para o Instituto Fogopagô.  A instituição é sem fins lucrativos e foi vencedora da chamada pública realizada pelo CAU/PI para fomentar projetos de desenvolvimento da cultura, história e planejamento urbano de Teresina. Os recursos serão utilizados pela Fogopagô para produção do documentário “As camadas das águas invisíveis. Capítulo 1: Fogos, pescadores, vapores e vagões”. O convênio foi assinado pelo presidente Wellington Camarço, pelo vice-presidente Edmo Campos e pelo representante do instituto, Antonio Augusto Teixeira.


Deixe seu comentário