• Banner OAB
  • Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • Novo app Jornal O Dia
Roda Viva

Mais dinheiro, mais empregos

Leia a coluna Roda Viva desta quinta-feira.

24/07/2019 18:48h

Mais dinheiro, mais empregos

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, avalia que a liberação de parte dos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) possibilitará um crescimento de 0,35 ponto percentual na economia brasileira, nos próximos 12 meses. O gestor também estima que, ao longo dos próximos dez anos, 2,9 milhões de empregos formais deverão ser criados no país, graças a esses recursos, tendo em vista que os trabalhadores poderão continuar sacando parte do dinheiro a cada ano, sempre no mês de aniversário. A previsão do secretário, apesar de parecer exagerada, faz um certo sentido. Tendo em vista que a circulação de dinheiro sempre é oportuna para aquecer a economia de qualquer país, sobretudo com os montantes anunciados. Segundo o governo, a medida deve injetar R$ 30 bilhões na economia ainda este ano, e R$ 42 bilhões em 2020. Mas, além de liberar toda essa quantidade de recursos, o governo também precisa adotar outras ações com vistas a melhorar o ambiente de negócios no país e fomentar os empreendedores. Investir na malha rodoviária, por exemplo, é imprescindível. Não há uma receita pronta para se alcançar o ciclo virtuoso de crescimento da economia, mas alguns ingredientes não podem faltar, e o investimento em infraestrutura é um deles.

O presidente da Companhia Metropolitana de Transporte Público (CMTP), Paulo Martins (PT), garantiu nesta quarta-feira (24), em entrevista a O DIA, que não pretende pleitear ser o candidato do Partido dos Trabalhadores à Prefeitura de Campo Maior nas eleições de 2020. O ex-prefeito afirma que está trabalhando para fortalecer o atual gestor da cidade, Jose de Ribamar Carvalho (professor Ribinha, do PT), que é seu correligionário. "Nós vamos trabalhar para fortalecer o prefeito. Na terça-feira da semana passada eu estive com ele, tratando de parcerias que possam fortalecer a renda do povo de Campo Maior", afirma Martins.

Fôlego para a economia

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), principal entidade representativa do setor varejista, manifestou apoio à decisão do Governo Federal de liberar saques de até R$ 500 de contas ativas e inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). A entidade acredita que a medida vai ao encontro das expectativas dos varejistas, que esperam ações que contribuam para a dinamização da economia. "A CNDL entende que a injeção de recursos vai ajudar a aquecer os setores do comércio e serviço, que, juntos, representam mais de 73% do PIB do país, empregam 72 milhões de pessoas e movimentam cerca de R$ 4,1 trilhões por ano. Além do estímulo ao consumo, a liberação do FGTS vai auxiliar o cidadão brasileiro a quitar suas dívidas, reduzir a inadimplência e recuperar o crédito, condições que, juntamente com as reformas em tramitação no Congresso Nacional, são fundamentais para a retomada do crescimento da economia", afirma a entidade. 

Crédito negado

Em abril, o Indicador de Uso do Crédito, apurado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), mostrou que 17% dos consumidores brasileiros tiveram crédito negado ao tentar fazer uma compra a prazo. O levantamento aponta que a principal razão para a negativa é o fato de estarem com o nome inserido em cadastros de inadimplentes (27%). O estudo é realizado bimestralmente e, neste caso, tem o mês de abril como referência.

Tim e Vivo juntas


E a Oi

O presidente da Oi, Eurico Teles, visitou Teresina nesta quarta-feira (24), para alinhar as principais diretrizes da companhia com os colaboradores do Piauí. O executivo reuniu-se, ainda, com clientes do segmento corporativo. A companhia diz ter investido mais de R$ 21,5 milhões no Piauí no primeiro trimestre de 2019, um aumento de 229% em relação ao mesmo período do ano anterior. A Oi oferece cobertura 4G em 16 cidades do estado.

Selo

A Secretaria de Estado da Agricultura Familiar lançou nesta quarta-feira o Selo da Agricultura Familiar. A solenidade aconteceu no município de União, juntamente com a abertura de uma feira organizada por trabalhadores da agricultura familiar, com o apoio da Seaf. "O Selo da Agricultura Familiar tem como objetivo valorizar a produção agrícola do estado, assegurando a qualidade dos produtos comercializados pelos agricultores. No ano de 2018 a Seaf apoiou 89 feiras em todo o estado, e em 2019 a expectativa é aumentar ainda mais esses números", informa a pasta.


Deixe seu comentário