Roda Viva

Mais carne fraca

Mais carne fraca

01/06/2017 09:59h

Compartilhar no

Mais carne fraca

Pouco mais de dois meses após deflagrar uma operação para desarticular um suposto esquema criminoso envolvendo fiscais agropecuários federais e empresários do agronegócio acusados de adulterar a qualidade da carne e de seus derivados, a Polícia Federal (PF) desenvolveu hoje (31) a segunda fase da Operação Carne Fraca.

O principal alvo da nova ação policial é o ex-superintendente do Serviço de Inspeção a Produtos de Origem Animal, da superintendência do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento em Goiás, Francisco Carlos de Assis.

Assis foi uma das pessoas conduzidas coercitivamente (quando o suspeito é levado a prestar depoimento e liberado em seguida) em 17 de março, quando foi deflagrada a primeira fase da Operação Carne Fraca. Além disso, a PF afirma que o investigado foi flagrado em interceptações telefônicas destruindo provas relevantes.

Segundo a PF, o ex-superintendente participava do esquema de corrupção, tendo impedido que uma “grande empresa” do setor alimentício fosse interditada em razão das irregularidades constatadas por fiscais que inspecionaram o estabelecimento.

Será o golpe no golpe? Senadores de oposição conseguiram aprovar na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado, por unanimidade, a admissibilidade da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 67/16, que prevê a realização de eleição direta para presidente e vice-presidente da República se os cargos ficarem vagos nos três primeiros anos anos de mandato. Depois do impeachment, tudo pode ganhar ar de legalidade e passar adiante...acaba não...

Não tem jeito

Matéria publicada na edição desta quarta, dia 31, em ODIA mostra como o esporte vive no banco de reservas no Piauí. Primeiro que o Albertão nunca abre para receber jogos, pois não tem as licenças necessárias para receber público. Segundo que agora até mesmo o Lindolfo Monteiro poderá receber público. No jogo do Altos pela Série D do Campeonato Brasileiro, neste fim de semana, os portões permanecerão fechados para a torcida. Perde o esporte, perde o time (que fica sem torcida e sem a renda da bilheteria).

E já?

O desembargador Néviton Guedes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, decidiu nesta quarta (31) libertar o ex-governador do Distrito Federal (DF) Agnelo Queiroz, que foi preso temporariamente na semana passada durante a Operação Panatenaico, da Polícia Federal. Agnelo é suspeito de participar de esquemas de superfaturamento em diversas obras no DF, incluindo a reconstrução do Estádio Mané Garrincha para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil, cujas fraudes teriam acarretado prejuízo de R$ 1,3 bilhão aos cofres públicos.

Novidade boa!

Os pacientes diagnosticados com esclerose múltipla terão mais uma opção de tratamento no Sistema Único de Saúde (SUS). O Ministério da Saúde incorporou o medicamento teriflunomida. A nova medicação, além de oferecer redução dos surtos e da progressão da doença com menores riscos aos pacientes, será o primeiro medicamento da primeira linha de cuidado, por via oral. A novidade estará disponível em até 180 dias nas unidades de saúde do país e deve atender, cerca de 12 mil pacientes, que já recebem tratamento na rede pública de saúde, além dos novos casos diagnosticados.

Deu sorte

A Secretaria Estadual da Fazenda realizou nesta quarta-feira (31) o 21º sorteio da Nota Piauiense e divulgou o nome dos dois ganhadores que receberam os maiores prêmios, o de R$ 50 mil e R$ 20 mil. A artesã Lucivânia da Silva Carvalho Marques, que mora no bairro Gurupi, em Teresina, foi a ganhadora dos R$ 50 mil. Ela nem acreditou quando recebeu a notícia. “Meu Deus a emoção é demais, já estava com um certo tempo que tinha feito o meu cadastro mas nunca ganhei nada. E esse prêmio veio em uma hora maravilhosa, eu estava meio parada no meu trabalho com o artesanato, e como a situação está muito difícil, acabei atrasando algumas contas. Agora vou poder organizar a minha vida financeira”, comenta Lucivânia.

Pedro II

Foi lançado oficialmente, nesta quarta-feira (31), a 14ª edição do Festival de Inverno de Pedro II, que acontece entre os dias 15 e 18 de junho. Na solenidade, o secretário de Cultura Fábio Novo (PT) anunciou mudanças na corrida Desafio Serra dos Matões. Segundo Fábio Novo, haverá apresentação da Escola de Dança de Teresina e de músicos em pontos específicos ao longo dos 21 km de percurso pela zona rural de Pedro II. 

Compartilhar no
Fonte: ODIA

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas