• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia
Roda Viva

Interdição eterna

Leia a coluna Roda Viva desta quarta-feira.

07/08/2019 08:41h - Atualizado em 06/08/2019 20:03h

Interdição eterna

O Ministério Público do Estado considerou gravíssimas as irregularidades identificadas pelo Conselho Regional de Medicina durante vistoria realizada em julho na Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER). De acordo com a entidade que representa a classe médica, os problemas persistem há vários anos na unidade de saúde, e a situação só piora a cada dia, ameaçando as vidas de inúmeras mães e bebês que são internados na maternidade. Número insuficiente de médicos, de profissionais da enfermagem e de demais profissionais da área assistencial, ausência de equipamentos e de insumos básicos, infiltrações, acumulo de poeira e tantos outros problemas foram elencados num extenso relatório produzido pelo CRM-PI, e que levou a entidade a decidir manter a interdição ética da maternidade por mais 60 dias. Com o objetivo de cobrar uma solução definitiva do Governo do Estado para o problema, o MP-PI convocou uma audiência pública para esta quarta-feira. Na ocasião, se comparecerem, os gestores responsáveis pela MDER serão instados a explicar cada uma das deficiências apontadas pelo Conselho. Por meio de nota, a assessoria do hospital adiantou que, somente de janeiro a junho deste ano, foram concluídas diversas intervenções destinadas a melhorar a estrutura da unidade de saúde da rede estadual, como a reforma do setor de admissão, da sala de classificação de riscos, da central de materiais, do serviço de radiologia e da Ucinca (Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Canguru). A nota esclarece, ainda, que a unidade aguarda a conclusão do processo de licitação para implantar mais 44 leitos de obstetrícia. E elenca, no total, 13 obras que foram realizadas a partir de dezembro de 2018, logo após a primeira interdição anunciada pelo CRM, e durante o primeiro semestre de 2019, dentre outras empreitadas e aquisições que estão em andamento ou previstas para iniciar nos próximos meses.


Foto: Elias Fontinele / O DIA

"Quem não tem cachorro caça com gato. Está difícil conseguir recursos para investimentos aqui no Brasil. E empresas chinesas estão sinalizando investimentos aqui no Piauí, sobretudo na área de energias renováveis. Uma empresa chinesa acabou de adquirir parte do parque eólico ali na região de Lagoa do Barro e Queimada Nova. O governador está apresentando as potencialidades do Piauí para investimentos em várias áreas - do turismo, do agronegócio, da energia renovável e tantas outras áreas" - o deputado Francisco Limma, líder do governo na Assembleia, falando sobre a importância da visita de Wellington Dias (PT) à China.

Novo semáforo 

O novo semáforo instalado pela Prefeitura de Teresina no cruzamento da Avenida Higino Cunha com a Rua Canadá melhorou significativamente o trânsito na região. Além de representar uma alternativa de percurso até o Centro da cidade para os moradores do bairro Cristo Rei, o novo sinal vai ajudar a reduzir os riscos de acidente no cruzamento. Além disso, a Strans teve a preocupação de programar o semáforo para permanecer com sinal verde na Avenida Higino Cunha por um período três vezes superior ao da Avenida Canadá, que é menos movimentada. O ciclo semafórico, portanto, evita a formação de grandes congestionamentos nas duas vias, mesmo nos horários de pico. 

Novo semáforo II

Embora a mudança tenha incomodado alguns condutores de veículos que trafegam pela Avenida Higino Cunha, vale lembrar que o poder público tem o dever de sempre buscar soluções que atendam aos interesses da coletividade, não apenas de algumas pessoas, em detrimento de tantas outras. Para que todos tenham uma qualidade de vida melhor, cada cidadão precisa ceder um pouco. E isso também vale para o trânsito.

Pesquisa fake

Pessoas mal intencionadas usaram os números de uma pesquisa eleitoral feita em Teresina para forjar uma sondagem no município de Água Branca, que, na realidade, nunca foi feita. Os criminosos apenas trocaram os nomes dos candidatos e mantiveram os mesmos percentuais da pesquisa verdadeira, realizada de acordo com o que determina a legislação. A Lei Federal nº 9.504/1997 estabelece, em seu artigo 33, § 4º, que "a divulgação de pesquisa fraudulenta constitui crime, punível com detenção de seis meses a um ano e multa no valor de cinqüenta mil a cem mil UFIR".

Pegou mal

O vereador Edilberto Borges Dudu, do PT, fez declarações que foram consideradas machistas ao comentar um discurso feito pela deputada e primeira-dama Lucy Soares (Progressitas), na última segunda-feira (5), durante o lançamento da programação do aniversário de Teresina. "Ele, prefeito Firmino, tem que cuidar, inclusive, da sua própria cozinha, literalmente, pra não causar prejuízo para a cidade de Teresina", comentou o petista, sobre a declaração feita por Lucy, de que Firmino seria a pessoa mais preparada para governar o estado.

Não foi bem isso...

À coluna, Dudu explicou que não teve a intenção de se referir a Lucy quando falou sobre a necessidade de Firmino cuidar da sua cozinha, "literalmente". Ele disse que, na verdade, estava se referindo à "base do prefeito", que já está falando em lançá-lo como candidato a governador em 2022.


Deixe seu comentário