• Canta
  • SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia
Roda Viva

Ingovernável

Leia a coluna Roda Viva deste fim de semana.

18/05/2019 08:08h - Atualizado em 17/05/2019 19:31h

Ingovernável

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) enviou para contatos pessoais, por meio do aplicativo Whatsapp, um texto que afirma que o Brasil é "ingovernável fora dos conchavos". A informação foi publicada pelo jornal O Estado de São Paulo, tendo sido, posteriormente, confirmada pelo porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros. O texto, que tem sido compartilhado freneticamente por apoiadores do presidente, inicia afirmando: "Temos muito para agradecer a Bolsonaro". A mensagem diz que "desde a tal compra de votos para a reeleição [referência a escândalo no governo de Fernando Henrique Cardoso], os conchavos para a privatização, o mensalão, o petrolão e o tal 'presidencialismo de coalizão', o Brasil é governado exclusivamente para atender aos interesses de corporações com acesso privilegiado ao orçamento público". Neste contexto, Bolsonaro é apontado como um político que teria a intenção de romper o ciclo vicioso da política brasileira, e que tem sofrido resistência por parte das "grandes corporações" do país. O texto replicado por Bolsonaro afirma, ainda, que o Brasil está "disfuncional", mas que o presidente não é culpado por isto, "pois não destruiu nada, aliás, até agora não fez nada de fato, não aprovou nada, só tentou e fracassou". Em outro trecho, a mensagem cita o risco de o Congresso Nacional não aprovar a medida provisória assinada pelo presidente que reduziu o número de ministérios, no início do governo, o que obrigaria a atual gestão a retomar a estrutura administrativa existente no governo de Michel Temer. "Isso é do interesse de quem?", questiona o texto, que é classificado como "apavorante" na própria corrente. Quando até o presidente da República compartilha uma mensagem que diz que o país é "ingovernável", como exigir otimismo e perseverança por parte da população deste país?

Em nota encaminhada à imprensa para esclarecer o compartilhamento da mensagem (que diz que o presidente "não fez nada, só tentou e fracassou"), Bolsonaro afirma que vem colocando todo seu esforço para governar o Brasil. "Os desafios são inúmeros e a mudança na forma de governar não agrada àqueles grupos que no passado se beneficiavam das relações  pouco republicanas. Quero contar com a sociedade para juntos revertermos essa situação e colocarmos o país de volta ao trilho do futuro promissor. Que Deus nos ajude!", respondeu o chefe do Executivo.

Avenida abandonada

A Prefeitura de Teresina parece não se importar mesmo com os condutores de veículo que precisam trafegar pela Avenida São Raimundo, nas imediações do Mercado da Piçarra, um dos principais pontos turísticos da cidade. A via segue cheia de buracos e ondulações no asfalto. Esta semana, foi preciso que populares colocasse um pedaço de pau com um pneu para alertar os motoristas e motociclistas para a presença de uma cratera gigantesca, que poderia provocar acidentes e inclusive mortes. Até quando a Avenida São Raimundo será ignorada pelo prefeito Firmino Filho?

30 dias para conclusão

Diante da nota veiculada na coluna o Roda Viva do Jornal O DIA de sexta-feira (17) sobre a visita do Ministério Público ao Hospital do Promorar, a direção-geral do hospital enviou o seguinte esclarecimento: "A obra encontra-se em fase de finalização, e, segundo a empresa, será concluída em até 30 dias. A direção tem buscado constantemente, junto ao setor de engenharia da Fundação Municipal de Saúde, a agilização da obra, para cumprir as adequações às normas técnicas em relação a todas as salas do centro cirúrgico".

Ensino superior

A Universidade Estadual do Piauí, através do mestrado profissional em Biotecnologia em Saúde Humana e Animal (MPBiotec), realizou nesta sexta (17), no Centro de Ciências da Saúde (CCS), a aula inaugural da 2ª turma do programa. O mestrado tem como objetivo capacitar profissionais qualificados para o exercício da prática profissional avançada e transformadora de procedimentos.


Deixe seu comentário