• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia
Roda Viva

Enfrentamento à violência doméstica

Leia a coluna Roda Viva desta sexta-feira.

04/01/2019 09:16h - Atualizado em 03/01/2019 20:21h

Enfrentamento à violência doméstica

Os tribunais de Justiça têm até o fim de janeiro para responder ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) questionário a respeito das ações que vêm sendo implementadas para fortalecer a rede de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra as mulheres. As respostas determinarão a escala dos tribunais em relação ao cumprimento da Meta Nacional 8, objetivo que, desde 2017, é perseguido pelo Judiciário brasileiro. Até setembro, mês da última atualização, as cortes já haviam cumprido 86,6% dessas ações. Doze dos 27 tribunais conseguiram superar os percentuais estabelecidos. Para cumprir a Meta 8, os tribunais precisam atender, ao menos, 70% de ações estipuladas em um questionário de 14 perguntas.

O deputado federal Marcos Aurélio Sampaio (MDB), filho do deputado estadual Themístocles Filho (MDB), usou seu perfil numa rede social para ironizar a polêmica declaração feita pela ministra Damares Alves, titular da pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos. "Menino veste azul e menina veste rosa? Como assim?", questionou Marcos Aurélio. Ainda na noite de quinta-feira, o deputado eleito gravou um vídeo explicando o porquê de ter feito a postagem crítica à ministra de Bolsonaro. "Nós temos que entender também que os ministros de Estado, todas essas pessoas que foram eleitas, seja presidente da República, deputado federal, estadual, todo mundo, aquilo que eles falam repercute. E nós temos que ter muito cuidado com esta repercussão. As falas de ministros de Estado e presidentes da República repercutem, inclusive, internacionalmente, no mercado financeiro e na atração de investimentos", ponderou.

Fanatismo

A declaração de Marcos Aurélio foi uma resposta a alguns eleitores do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que não conseguiram controlar o fanatismo e decidiram atacar o emedebista, após a crítica que ele fez a Damares. Ainda por meio da rede social, o deputado federal eleito fez questão de deixar claro que, assim como Bolsonaro e sua ministra, também é contra o ensino de sexualidade nas escolas públicas.

Merlong na Câmara 

Merlong Solano (PT) confirmou que deve assumir o mandato de deputado federal a partir de fevereiro, e que, portanto, deixará o comando da Secretaria de Governo do Piauí. "Vou apoiar a bancada da democracia", declarou o petista, que é professor efetivo da Universidade Federal do Piauí. Formado em economia e história, Merlong considera importante a experiência na Câmara dos Deputados. 

Merlong na Câmara II

"Além de ser uma grande experiência, nós avaliamos, não só eu, como o governador e o Partido dos Trabalhadores, avaliamos que o Congresso terá a missão de votar temas muito sensíveis nesta legislatura que se inicia em fevereiro. Não vou fazer oposição por oposição. Meu posicionamento estará alinhado com o interesse da população mais pobre", garante Merlong, que ficou na primeira suplência do chapão integrado pelo PT, MDB, PP, PTB, PCdoB, PR, PDT e PSD.

Desrespeito no Detran-PI

Continuam frequentes as queixas aos atendimentos realizados no Departamento Estadual de Trânsito do Piauí. Nesta quinta-feira, uma mulher ficou revoltada depois de ter que esperar mais de três horas para ser atendida. "É um absurdo não resolverem nunca esse sistema falho. Não tem uma vez que eu precise desse Detran e não tenha que ficar um dia inteiro envolvida nisso", desabafou a usuária.

Candidata a vice-governadora nas eleições de 2018, a advogada Vanessa Tapety foi convidada pelo presidente eleito do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, desembargador Sebastião Ribeiro Martins, para ser coordenadora do Núcleo de Gestão Socioambiental da Corte. O convite foi prontamente aceito.


Deixe seu comentário