• Novo app Jornal O Dia
  • ITNET
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Notícias Pelo Piauí

18 de março de 2019

TCE determina o bloqueio das contas de prefeituras e câmaras

TCE determina o bloqueio das contas de prefeituras, câmaras, regime de previdência e de consórcio municipal

O Tribunal de Contas do Estado do Estado do Piauí (TCE-PI) determinou, na sessão plenária desta quinta-feira (14), o bloqueio das contas de 15 prefeituras, sete câmaras municipais, dois Regimes Próprios de Previdência Social e um consórcio municipal, que não entregaram as prestações de contas referentes ao período até novembro de 2018. 

O bloqueio foi solicitado pelo procurador-geral do Ministério Público de Contas, Leandro Maciel do Nascimento, e aprovado por unanimidade pelo Pleno do TCE-PI.

Com o bloqueio das contas, os gestores ficam impedidos de fazer pagamentos, saques e outras movimentações bancárias. O desbloqueio só é autorizado após a apresentação das prestações de contas.

As prefeituras atingidas pela decisão são Bertolínia, Bocaina, Colônia do Piauí, Conceição do Canindé, Jardim do Mulato, Manoel Emídio, Miguel Alves, Morro Cabeça no Tempo, Novo Oriente do Piauí, Paes Landim, Pajeú do Piauí, Passagem Franca do Piauí, Redenção do Gurguéia, Santa Luz  e Sebastião Barros.

Também terão as contas bloqueadas as câmaras municipais de Dom Expedito Lopes, Jacobina do Piauí, Morro Cabeça no Tempo, Passagem Franca do Piauí, Pau D Arco do Piauí, Regeneração e Sebastião Barros.

O TCE-PI determinou ainda o bloqueio das contas dos Regimes Próprios de Previdência Social de  Itainópolis e de São Julião, além das contas do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento do Território dos Cocais.

O Tribunal de Contas vai agora adotar os procedimentos internos para comunicar a decisão aos bancos, para que o bloqueio seja efetivado. Caso alguma prefeitura, câmara ou o consórcio regularize a situação antes de a medida ser efetivada, o nome é imediatamente excluído da lista de bloqueio.

Associações de Prefeitos do Nordeste farão encontro inédito em Teresina

Associações de Prefeitos do Nordeste farão encontro inédito em Teresina nesta segunda

A Associação Piauiense de Municípios (APPM) realizará, nesta segunda-feira (18), a partir das 9h, o I Encontro de Associações de Municípios do Nordeste Brasileiro. O encontro inédito acontecerá no auditório da APPM, em Teresina, e contará com a presença do governador Wellington Dias, e do presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi.

O Encontro é uma reunião técnica, que tem como objetivo reunir os presidentes de associações municipais dos nove estados nordestinos que elaborarão a Carta de Teresina – com a pauta de reivindicações municipalistas da região –, para ser entregue à Presidência da República, Congresso Nacional e ao Supremo Tribunal Federal (STF), durante a XXII Marcha a Brasília, de 8 a 11 de abril.

“Esta é uma reunião técnica de trabalho. Nela, os nove presidentes das associações de municípios do Nordeste irão discutir as pautas de cada Estado, para, ao final, elaborarem a Carta de Teresina. Os prefeitos que desejarem prestigiar o Encontro poderão participar como ouvintes e acompanhar tudo que será debatido. Essa foi uma decisão de todos os presidentes de associações, para tornar a reunião mais objetiva”, explica o presidente da APPM, Jonas Moura.

A Carta de Teresina vai compor o documento que a CNM entregará ao Governo Federal na XXII Marcha dos Municípios a Brasília, que será realizada no período de 8 a 11 de abril. O Encontro de Associações de Municípios do Nordeste discutirá, entre outros temas, a Atualização dos Programas de Saúde, Cessão Onerosa, Royalties e 1% do FPM para o mês de setembro.

O evento contará com a presença de representantes da Bancada Federal do Piauí em Brasília. A região Nordeste representa 32,21% do território brasileiro e os nove estados que a compõe possui 1.794 municípios.

13 de março de 2019

Setur orienta municípios para atualização do novo Mapa do Turismo

Setur orienta municípios para atualização do novo Mapa do Turismo

Desenvolver e consolidar novos produtos e destinos turísticos é uma das razões para o Ministério do Turismo (Mtur) realizar o cadastro dos municípios no Programa de Regionalização e, com isso, atualizar o Mapa do Turismo Brasileiro.

A orientação é que os municípios busquem informações mais detalhadas quanto ao calendário da unidade federativa de seu estado. No Piauí, a Secretaria de Estado do Turismo (Setur) se disponibiliza por toda parte relacionada a dúvidas dos gestores municipais.

Segundo o secretário de Estado do Turismo, Bruno Correia Lima, é importante que os gestores acompanhem os prazos de atualização. “Queremos ressaltar a importância de ter os municípios piauienses incluídos no Mapa do Turismo, além de fortalecer nossos destinos, o Mtur terá a classificação das cidades para que as políticas públicas e investimentos sejam mais adequados à realidade de cada região”, ressalta o gestor, acrescentando ainda que o contato pode ser feito pelos telefones: (86) 3216-2664/3216-6000 ou mesmo se dirigir até a sede da Setur localizada em Teresina, na Avenida Antonino Freire, 1473, Ed. Antonieta Araújo, 2° andar. 

De acordo com o MTur, a lista de critérios obrigatórios para integrar o mapa inclui a necessidade do município ter um órgão de turismo em atividade, conselho municipal de turismo funcionando e orçamento próprio destinado ao turismo, além de possuir prestadores de serviços turísticos de cadastro obrigatório registrados no Cadastur. São eles: meios de hospedagem; agências de viagem; parque temático; acampamento turístico; organizadoras de eventos; guia de turismos e transportadoras turística.

“Estamos muito confiantes com os bons resultados que teremos nesta próxima edição do mapa e, para isso, contamos muito com o apoio dos gestores estaduais e municipais”, comenta o secretário nacional de Estruturação do Turismo do MTur, Robson Napier.

Cronograma

- Fevereiro a março de 2019: Mobilização dos gestores municipais e realização das oficinas regionais e estaduais;

- 01 de abril a 30 de julho de 2019: Cadastramento e inserção dos documentos no Sistema de Informações do Programa de Regionalização do Turismo, no endereço eletrônico www.sistema.mapa.turismo.gov.br, e validação das regiões turísticas junto aos Fóruns e/ou Conselhos Estaduais de Turismo;

- 31 de julho de 2019: Encerramento do Sistema de Informações do Programa de Regionalização do Turismo;

- 01 a 15 de agosto de 2019: Ministério do Turismo faz coletânea do banco de dados do Sistema de Informações do Programa de Regionalização do Turismo;

- Agosto de 2019: Publicação da portaria que define o número de municípios e regiões turísticas que deverão compor o Mapa do Turismo Brasileiro 2019.

Centenas de famíliassão beneficiadas com Sasc no Meio Rural

Governo institui Programa Sasc no Meio Rural e beneficia centenas de famílias

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Sasc), criou o programa Sasc no Meio Rural para que o pequeno produtor tenha condições de desenvolver atividades de pequeno risco e alta rotatividade. O programa visa disponibilizar condições de aumento de renda de pequenos agricultores com a disponibilização de meios para que, além de fixá-lo no campo, dê condições de produzir culturas locais e de aceitação do público.

A secretária da Sasc, Ana Paula Araújo, já fez a entrega de kits para várias famílias contendo pintos, bebedouro, ração e comedouros, nas cidades de Jerumenha, Marcos Parente, Landri Sales, Guadalupe, Baixa Grande do Ribeiro, Ribeiro Gonçalves, Sebastião Leal, Canavieira, Bertolínia, Manoel Emídio, Elizeu Martins, Colônia do Gurguéia, Cristino Castro, Bom Jesus e Currais.

Mesmo com a saída de muitas famílias da linha da miséria no Piauí, o estado ainda tem um contingente de famílias vulneráveis. Portanto, visando uma ação que traz benefício imediato às famílias por disponibilizar proteína animal de excelente qualidade, o programa coloca o excedente produzido como uma forma de gerar renda, apresentando um produto de bastante aceitação.

Dessa maneira, o projeto atende às necessidades das famílias carentes, por disponibilizar uma alimentação de qualidade e garantir uma geração de renda por apresentar uma produção de alimento de procura por uma parte significativa da população.

Filme que conta a história de Niède Guidon é selecionado para festival

Arqueóloga conviveu por vários anos na Serra da Capivara, no sertão piauiense

O longa documental “Niède Guidon – Memórias da vida” foi selecionado para o Festival É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários, em São Paulo. “Fico muito feliz em ver que o filme que conta a trajetória dessa grande mulher vai estrear num festival tão importante. O filme também leva um pouco do Piauí e da riqueza do Parque Nacional Serra da Capivara para todo o país e para o mundo. Foram 1.600 filmes inscritos, 66 escolhidos, sendo sete brasileiros e, entre eles, um piauiense”, afirma o deputado estadual Fábio Novo (PT).

Foi durante a sua gestão à frente da Secretaria Estadual de Cultura – Secult, que o filme ganhou o patrocínio do Governo do Estado. “Outro filme, Torquato Neto - Todas as Horas do Fim, também patrocinado na nossa gestão, ganhou o Brasil, a crítica, colecionou vários prêmios e seleção em 8 festivais Brasil afora. É um motivo de orgulho para todos nós. São pessoas que fizeram história no nosso Estado. São histórias que devem ser conhecidas pelo mundo”, afirma o deputado.

O filme documental sobre a arqueóloga Niède Guidon será lançado em abril, na abertura do Festival É Tudo Verdade, na sala de cinema do Instituto Moreira Sales (IMS), em São Paulo. No Piauí, a estreia deve acontecer no dia 5 de junho, no anfiteatro da Pedra Furada, no Parque Nacional Serra da Capivara.

O longa, do cineasta Tiago Tambelli, tem duração de 140 minutos e foi gravado durante dois anos, na região de São Raimundo Nonato. É uma produção da B&T Audiovisual e Lente Viva Filmes, com patrocínio do Governo do Estado do Piauí por meio da Secretaria de Estado da Cultura do Piauí (Secult), financiamento do Fundo Setorial do Audiovisual FSA/BRDE, com recursos geridos pela Ancine e distribuição da ELO Company.

Niéde é um documentário de longa metragem sobre a jornada da arqueóloga brasileira Niéde Guidon, que revelou ao mundo as pinturas rupestres do Sul do Piauí e determinou mudanças fundamentais na história da chegada do homem ao continente americano. Niéde reescreveu a pré-história e uma nova história para a região, durante os 40 anos de sua vida dedicados à pesquisa e a preservação local. 

08 de março de 2019

Piauienses representam o Brasil na Cúpula de Jovens Empreendedores

Piauienses representam o Brasil na Cúpula Internacional de Jovens Empreendedores

A Cúpula Internacional de Jovens Empreendedores Rurais foi realizada durante três dias em Camarões, região Central da África. O evento encerrou neste domingo (03), e contou com a participação de dois piauienses que fizeram parte da comitiva brasileira, a presidente da Ascobetânia (Associação de Criadores de Caprinos e Ovinos do Piauí), Francisca Neri Bida; e o técnico do PVSA (Projeto Viva o Semiárido), Luiz Nogueira. O vice presidente do departamento de estratégias e conhecimentos do FIDA ( Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola), Paul Winters, também esteve presente.

Durante sua apresentação, no estande do Projeto Viva o Semiárido, a agricultora beneficiária do projeto e presidente da Ascobetânia, Francisca Neri, falou sobre sua experiência exitosa na cadeia produtiva da ovinocultura e sobre a organização e ampliação da associação e o crescimento da economia do município e região com o apoio do Projeto. “Este resultado é a realização de um sonho, pois através do Projeto minha vida se transformou, bem como beneficiou 133 famílias, proporcionando um maior potencial de vendas, melhoria no transporte com a aquisição de um caminhão, distribuição de 160 animais em boutiques e supermercados da capital, 95 centros de manejo, um cilo e o reflorestamento, muito importantes para a preservação da natureza”, disse Francisca Neri. 

A jovem presidente da Ascobetânia ressaltou que em 4 anos, foram investidos R$ 8 milhões, diretamente para as famílias e destacou que tem orgulho de poder repassar as ações e experiências, que merecem ser contadas para o mundo como exemplo de sucesso, resultado de um trabalho que inclui boas parcerias.

Francisco das Chagas Ribeiro, diretor da DIP (diretoria de Inclusão Produtiva) e coordenador do PVSA no estado, destaca que a participação dos dois jovens piauienses na Cúpula Internacional da Juventude, em Camarões, na África, tem grande importância para os trabalhos que eles desenvolvem no Piauí relacionados com o PVSA. “Certamente esta experiência vai contribuir muito no trabalho de coordenação que o jovem Luiz Nogueira desenvolve na URGP (Unidade regional do PVSA) do Vale do Sâmbito e vai fortalecer o trabalho da liderança feminina de Francisca Neri, na Ascobetânia.

“Ela teve a oportunidade de falar sobre a ovinocultura, detalhes da organização do trabalho, de como conservar as pastagens, como guardá-las do período que chove para o período seco, além de enumerar o que foi feito na área da Coovita (Cooperativa de produtores e produtoras do Vale do Itaim), entidade que também representa, que garantiu ter animais com mesmo padrão, com mesmo o peso e teor de gordura nos dois períodos, mantendo a qualidade", concluiu.

O evento é uma realização do Ministério da Agricultura e do Desenvolvimento Rural (MINADER) e Ministério da Pecuária Pescas e Industrias Animais (MINEPIA) de Camarões, FIDA, Sistemas de Nações Unidas, e Corporação Procasur.

Hospitais atenderam mais de 11 mil pacientes no carnaval

Hospitais estaduais atenderam mais de 11 mil pacientes no carnaval

Levantamento parcial da Secretaria de Estado da Saúde aponta que os hospitais da rede estadual atenderam 11.147 pacientes durante o período de carnaval. Os dados são referentes a 15 hospitais com perfil de assistência em urgência e emergência e compreendem os atendimentos realizados de sábado, dia 2, até as primeiras horas desta quarta, dia 6.

Os hospitais das cidades de Floriano (Tibério Nunes),  Parnaíba (Dirceu Arcoverde), Picos (Justino Luz) e Piripiri (Chagas Rodrigues) concentraram mais da metade dos atendimentos, com 6.097 pacientes atendidos, o que representaram 54,7%. 
Somente Floriano concentrou 17% do total do período, realizando mais de 80 cirurgias, contando com as de neurocirurgia, ortopedia e vascular.

Em Parnaíba, cerca de 7% dos atendimentos estavam relacionadas a acidentes de trânsito (este em maior predominância) e armas (branca ou de fogo). O hospital registrou somente uma transferência para Teresina.

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, avaliou como tranquilo o período carnavalesco na rede hospitalar, destacando que os hospitais estão abastecidos em sua plenitude, com escalas fechadas. “Observamos que foi um carnaval muito tranquilo, com mais ocorrências de atendimento clínico e poucas transferências para Teresina”, explica.

O SAMU Aéreo fez cinco atendimentos no período de pacientes graves em neurocirurgia e prematuros. As ocorrências foram provenientes de Parnaíba, Floriano e Picos. 

Hospitais:
Tibério Nunes – Floriano – 1.854 atendimentos
Dirceu Arcoverde – Parnaíba – 1.658 pacientes atendidos
Justino Luz – Picos – 1.607 pacientes atendidos
Chagas Rodrigues – Piripiri – 978 pacientes atendidos
UPA de Oeiras – 680 pacientes atendidos
Regional de Campo Maior – 721 pacientes atendidos
Manoel de Sousa Santos – Bom Jesus – 559 pacientes atendidos
UPA de São Raimundo Nonato – 551 pacientes atendidos
Teresinha Nunes de Barros – São João do Piauí – 513 pacientes atendidos
Senador Dirceu Arcoverde – Uruçuí – 502 pacientes
Leônidas Melos – Barras – 461 pacientes atendidos
Dr. Julio Hartman – Esperantina – 340 pacientes atendidos
Gerson Castelo Branco – Luzilândia – 266 pacientes atendidos
João Pacheco Cavalcante – Corrente – 229 pacientes atendidos
Domingos Chaves – Canto do Buriti – 228 pacientes atendidos

19 de fevereiro de 2019

Questionários do IEGM começam a ser aplicados dia 20 de fevereiro

Questionários do IEGM começam a ser aplicados dia 20 de fevereiro

O Tribunal de Contas do Piauí aplicará entre os dias 20/02/2019 e 30/04/2019 questionários de Índice de Efetividade da Gestão Municipal – IEGM para avaliar os municípios do Estado, relativos ao exercício de 2018. O índice foi criado com o intuito de modernizar e tornar eficientes e efetivos os serviços públicos, de modo a acompanhar a evolução das necessidades sociais. 

O envio do questionário IEGM é obrigatório e faz parte das contas de governo, sendo incluso no relatório. O não envio dos questionários por parte dos municípios está sujeito a penalidades ao gestor.

O acesso aos formulários eletrônicos é realizado por meio de uma chave especial, enviada aos responsáveis cadastrados e cabe aos gestores municipais designar os responsáveis de cada formulário por meio do endereço https://www.tce.pi.gov.br/iegm/usuarios. Leia o Manual de Criação de Chaves neste link para mais informações.

SOBRE O IEGM

O IEGM é composto pela combinação dos dados governamentais, dados de prestação de contas e informações levantadas a partir de questionários preenchidos pelas Prefeituras Municipais e avaliará a qualidade de gastos, as políticas e atividades municipais, estabelecendo visões da gestão para sete dimensões da execução do orçamento público, selecionadas a partir de sua posição estratégica no contexto das finanças públicas, a saber: Educação, Saúde, Planejamento, Gestão Fiscal, Meio Ambiente, Cidades Protegidas e Governança em Tecnologia da Informação.

Os objetivos do índice são compor a consolidação do IEGM Brasil relativo ao exercício de 2018, oportunizar aos gestores a correção de rumos, reavaliação de prioridades e consolidação do seu planejamento, contribuir para a transparência e aprimoramento da gestão pública, melhorar a sistemática de acompanhamento e avaliação das políticas públicas, alcançar eficácia e efetividade nas ações de controle externo e fortalecer o controle social.

Para mais informações acesse a página do IEGM no menu do site do Tribunal > Fiscalizado > IEGM

Seplan participa de ação do plano de Ação Territorial da Piscicultura

Seplan participa de ação do plano de Ação Territorial da Piscicultura

O Conselho de Desenvolvimento Territorial Sustentável Entre Rios realizou, na última quinta-feira (14), reuniões com Comitê Gestor Municipal (CGM) de José de Freitas, e na sexta (15), CGM de Nazária-PI. As reuniões tiveram como objetivo fazer o acompanhamento e monitoramento de atividades realizadas nos municípios assim como fazer Avaliação do PAT da Piscicultura, além do cumprimento das metas do Plano de Ação Territorial da Piscicultura, PAT da Piscicultura no Território.

A reunião do CGM de José de Freitas, foi realizada na Secretaria Municipal de Agricultura e teve a participação do Agente Territorial da Secretaria de Estado do Planejamento, Avelar Almeida; do técnico do Banco do Nordeste, Laércio Rodrigues; do presidente do CDTS Entre Rios, Evandro Aragão; da dirigente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de José de Freitas, Maria do Livramento, além de representantes da Associação dos Piscicultores e outros parceiros locais.

Em José de Freitas a ação conta com parceria do Instituto Federal do Piauí (IFPI) e da Secretaria de Agricultura do município e da Associação dos Piscicultores. O IFPI desenvolve atividades de inovações tecnológicas junto as comunidades da Agricultura Familiar.

“Em visita ao campus do Instituto, fomos recebidos pelo diretor, professor José dos Santos Moura, e conhecemos unidades demonstrativas de Agricultura/Criação de pequenos animais integrada com a piscicultura, assim como unidades de fruticultura e hortas com variedades de hortaliças e a unidade demonstrativa com plantas medicinais. O diretor do IFPI garantiu que o instituto está à disposição para contribuir na execução ações em outros municípios do território Entre Rios”, declarou Avelar Almeida.

No município de Nazária, a reunião teve participação de representantes do Banco do Nordeste, da Secretaria de Estado do Planejamento, da Rede de Secretários Municipais da Grande Teresina do STTR, e membros do CGM do município assim como a Associação dos Piscicultores.

Foram debatidos temas relevantes para desenvolver a Piscicultura e a Agricultura Familiar no Entre Rios como Agricultura Integrada com a Piscicultura, a aquisição 80.000 de alevinos junto a Secretaria de Desenvolvimento Rural, com doação para os Piscicultores do município, dos quais já foram 30.000; comercialização do pescado, compra coletiva de ração e financiamento de energia renovável (Energia Solar) pelo BNB para desenvolver a atividade, assim como a discussão da situação do Serviço de Inspeção Municipal e o Serviço com abrangência Territorial visando a venda de peixe para compras institucionais como o PNAE.

Para José de Freitas, foram solicitados 80.000 alevinos junto à SDR para doação aos piscicultores do município, dos quais já foram distribuídos cerca de 30.000, assim como auxílio na comercialização do pescado e compra coletiva de ração. Os parceiros institucionais vão continuar a programação de reuniões com os CGM do PAT, com o objetivo de fazer o encontro do Comitê Territorial.

12 de fevereiro de 2019

Governo assina convênio e beneficia 986 famílias do Semiárido

Governo assina convênio de mais de R$ 8,2 milhões e beneficia 986 famílias do Semiárido

O diretor do DIP ( Diretoria de Inclusão Produtiva), Francisco das Chagas Ribeiro e equipe da SDR, representando a Secretária Patrícia Vasconcelos; o diretor geral do Emater, Marcos Vinicus; e o coordenador da URGP de Picos, José Manoel de Oliveira; participaram da abertura da capacitação em Implementação de Projetos de Investimentos Produtivos (PIPs), nos territórios Chapada do Itaim e Vale do Guaribas, que será executado pelo Governo do Estado por meio da Secretaria, em parceria com o FIDA ( Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola). O valor do investimento ultrapassa R$ 8,2 milhões, beneficiando 986 famílias desses municípios.

Aproximadamente 100 pessoas, representantes de associações comunitárias, técnicos de ATS, coordenadores da URGP de municípios da Chapada do Vale do Itaim e Vale dos Guaribas, participaram do evento, que tratou de aspectos de implementação dos planos de investimentos produtivos, convivência com o semiárido, gestão associativa e uso de bens coletivo e a importância do regulamento para a gestão do PIP.

Francisco Rodrigues, presidente da Associação das Comunidades Quilombolas e integrantes da associação de apicultores de Barro vermelho,em Paulistana, destaca o trabalho desenvolvido na produção de mel .Dos 42 sócios, 28 produzem mel. “Já em 2019 colhemos mais de 15 toneladas de mel (15,800 ton) e já vamos colher de novo estes dias, nossa comercialização vai direto para a Casa Apis e é exportada para Europa e Alemanha.Este convênio vai nos ajudar a melhorar ainda mais esta e outras produções da nossa comunidade”, concluiu o apicultor.

A tesoureira da Associação de Barro Vermelho, Josefa Amélia da Silva, afirmou que aprendeu muito com a capacitação e vai levar o conhecimento para a comunidade. “Além do mel, criamos cabras, ovelhas e bovino, vamos continuar o que já começamos,aprendi bastante e vou levar vários  projetos e tenho fé que vamos colocar tudo em prática e ajudar nossas famílias quilombolas”, destacou.

A programação do evento continuou nesta sexta (8), envolvendo discussões em grupo e esclarecimentos de dúvidas  sobre temas como prestação de contas e gestão financeira e solenidade com assinatura de convênios de colaboração e capacitação em implementação de Projetos de Investimento Produtivo ( PIPs), que serão implantados em 15 muncípios, com a participação de lideranças da região.

“Hoje, o FIDA  ( Fundo Iteramericano de Desenvolvimento Agrícola) considera o PVSA ( Programa Viva o Semiárido) um dos projetos de melhor desempenho dentro dos que eles apóiam no Brasil, tanto  que já abriram a possibilidade de um aditivo ao programa e isso é o  reconhecimento do esforço da equipe e do resultado acumulado ao longo desses anos. Inicialmente trabalham com a possibilidade de U$ 20 milhões de dólares por parte do FIDA e U$ 20 milhões de contrapartida do estado, o que representa aproximadamente R$  120 milhões que serão investidos nas comunidades do Piauí”, destacou o deputado Francisco Limma.

Maria Casé, coordenadora do Movimento de Pequenos Agricultores, avalia que esta é  uma estratégia muito impórtante porque coloca o Piaui num patamar horizontal feito a partir das mãos das associações, dos próprios agricultores, agricultoras e juventude rural e também porque  movimenta as associações que, segundo a coordenadora do MAPA, muitas vezes estão fora da estratégia do desenvolvimento. "A criação deste movimento organiza, desenvolve e ajuda as entidades a aprimorarem  instrumentos, sejam pedagógicos, legais ou de coletividade.Tudo isso é importantíssimo para o desenvolvimento do nosso estado", afirma Casé

O diretor Francisco das Chagas ( Chicão) informou que a primeira etapa do projeto será finalizada em julho de 2020. “Com esta rodada completamos 206 projetos, beneficiando aproximadamente 9 mil famílias e vamos aplicar aproximadamente R$ 42 milhões, para dar continuidade ao trabalho desenvolvido na educação contextualizada em 120 escolas de 89 municípios, que estão nos 5 territórios na área de atuação do Viva o Semiárido, concluindo capacitação de professores e iniciando a implantação de sistemas de agroflorestas, que vão funcionar como salas de aulas nos quintais das escolas selecionadas”, pontuou.

O diretor acrescentou ainda que haverá seleção de alunos e professores que receberão bolsas de iniciação científica para acompanhar estes sistemas, gerar pequenas pesquisas, reunir dados, publicar e dar visibilidade às informações que serão geradas nestas escolas.

Segundo a última avaliação do DIP, a ovinocaprinocultura foi a cadeia produtiva mais apoiada pelo PVSA ( Projeto Viva o Semiárido), com mais de 50% do projeto desenvolvido com cabras e ovelhas ou associadas com criação de galinhas, fruticultura ou apicultura. “A apicultura foi consolidada porque haviam projetos estratégicos e praticamente todos produzem mel orgânico, com certificação e a comercialização para o mercado externo, com selos do IBD e outros, principalmente via duas entidades âncoras, a Casa APIS de Picos e a COMAPI (Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários do Piauí), de Simplício Mendes. Atualmente, o mel disputa com a soja o segundo lugar nos primeiros meses do ano como produto de exportação, e no final do ano quando inicia a exportação da cera de carnaúba e perde espaço, consegue manter o terceiro lugar, mesmo no período seco”, destaca Chicão.

Os Projetos de Investimentos Produtivos têm como objetivo estimular a produção e geração de emprego e renda nas áreas da apicultura, ovinocaprinocultura, avicultura, mandiocultura, fruticultura, quintais produtivos e artesanato. Os municipios que tiveram assinados Planos de Investimento Produtivo, e que serão executados pelo Governo do Estado por meio da SDR e do Programa Viva o Semiárido , através da parceria com o Fida (Fundo Interamericano de Desenvolvimento Agrícola) e o IICA (Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura) foram Betânia, Caldeirão Grande do Piauí, Jacobina, Jaicós,Marcolândia, Paulistana, Campo Grande, Geminiano, Picos, Pio IX, São João do Canabrava, São Julião, São Luis do Piauí, São José do Piauí e Vila Nova do Piauí.

Governo e Fida já investiram R$ 46 milhões em projetos no semiárido

Governo e Fida já investiram R$ 46 milhões em projetos no semiárido

A secretária de Desenvolvimento Rural, Patrícia Vasconcelos; o diretor de Inclusão produtiva e coordenador do Programa Viva o Semiárido (PVSA) no Piauí, Francisco das Chagas Ribeiro e o deputado estadual Francisco Limma receberam, na manhã desta segunda-feira (11), o oficial de Projetos do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola no Brasil, Hardi Vieira e equipe. Na oportunidade foi apresentado o relatório das atividades do projeto e também foi realizada a entrega de sete veículos que serão utilizados para apoiar as ações no estado.

Segundo Francisco das Chagas Ribeiro que, na ocasião, apresentou relatório com ações do Projeto Viva o Semiárido, a missão de apoio têm objetivo inicial de avaliar os trabalhos desenvolvidos pelo Projeto Viva o Semiárido e encaminhar os procedimentos de acordo com empréstimo que encerra em julho de 2020, fase final de implementação dos Projetos de Investimentos Produtivos (PIPs). Nesta etapa, a missão também irá manter diálogo com a Seplan, Sefaz e Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex) para viabilizar o aditivo que vai dar continuidade às ações do Viva o Semiárido no Piauí. "Pela manhã, fizemos um balanço geral dos avanços - principalmente desde a última missão do FIDA, em setembro. Foi uma avaliação dos resultados destes seis anos de acordo de empréstimo e três anos de operacionalização, quando mostramos ações iniciais de 206 projetos aprovados para associações e comunidades com aproximadamente 46 milhões de reais investidos, onde predomina a ovinocaprinocultura no Vale do Itaim (Coovita)", declarou o diretor.

Ribeiro acrescenta que outras ações exitosas podem ser destacadas, como a apicultura, que está presente em quase todos os territórios, e tem destaque estratégico na região de Picos (Comapi) e Simplício Mendes (Casa Apis). "Também foi possível distribuir 25 mil novas colméias, das quais, 20 mil já estão no campo, 5 mil os recursos estão garantidos, já nas contas das associações, que em parceria com 12 novas casas de mel, também resultado da parceria com o Fundo, darão mais incremento na apicultura”, afirmou. Ele diz ainda que vinte e cinco mil matrizes de reprodutores de ovelhas e caprinos reforçaram os rebanhos dos produtores com melhor qualidade genética e também foram distribuídas mais de 180 mil mudas de cajueiro.

O oficial de Projetos Fida no Brasil, Hardi Vieira, afirmou que a equipe ficou satisfeita com os avanços e que o projeto entrou no sexto ano num ritmo forte de produção. "Estamos em campo com mais de 200 PIPs, mas nos resta um desafio muito grande, pois temos que transformar os projetos sustentáveis para estas comunidades, afim de que o PVSA possa gerar renda para as famílias e para as associações onde está sendo feito o investimento”, pontuou. 

Hardi destacou a importância da garantia da qualidade técnica de execução no campo e acrescentou que, após as reuniões com os devidos órgãos durante esta semana, será decida a possibilidade do aditivo, e que o governo do estado também demonstra satisfação na parceria com o FIDA. “Estamos construindo este projeto, que vai gerar um aditivo por volta de 100 milhões de reais, para continuar o trabalho muito bem sucedido do PVSA nos 89 municípios do Piauí”, concluiu.

O deputado estadual Francisco Limma ressaltou a parceria entre os órgãos do governo e o Fida e o trabalho dos técnicos na capital e no interior do estado ao longo dos anos, com as oficinas e avaliações realizadas nas comunidades e associações. O parlamentar destacou a importância do acompanhamento mais intenso de todo o trabalho para que o alcance dos projetos seja ainda maior e continue contribuindo para o desenvolvimento do estado.

Durante a entrega dos veículos que serão utilizados pelo PVSA, a secretária Patrícia Vasconcelos agradeceu o empenho das equipes envolvidas em todas as etapas do projeto e na aquisição dos novos veículos, frisou o trabalho voltado para as mulheres e jovens rurais e questões de gênero e destacou que ao investimento também somam as ações de capacitação direcionadas a Educação Contextualizada para professores de 120 escolas da e ações de cursos de empreendedorismo, que inclui treinamento para 120 jovens da zona rural, graças a co-execução da Setre e Seduc.

A missão cumpre agenda no Piauí até o dia 14 de fevereiro.

08 de fevereiro de 2019

Enel Green Power inicia construção de parque eólico

Projeto será o maior já construído na América do Sul

A Enel, por meio de sua subsidiária brasileira de energia renovável Enel Green Power Brasil Participações Ltda. ("EGPB"), iniciou a construção do parque eólico Lagoa dos Ventos, de 716 MW, nos municípios de Lagoa do Barro do Piauí, Queimada Nova e Dom Inocêncio, no Estado do Piauí. Lagoa dos Ventos, que deve entrar em operação em 2021, é o maior parque eólico atualmente em construção na América do Sul e o maior parque eólico da Enel Green Power no mundo. Os investimentos para a construção da planta vão totalizar cerca de R$ 3 bilhões, o equivalente a mais de 700 milhões de euros à taxa de câmbio atual, em linha com o Plano Estratégico da Enel para o período 2019-2021, e serão financiados por recursos próprios do Grupo. 

“O início da construção desta planta eólica recorde no Brasil é um grande marco de nossa presença no país, que continua sendo um dos mercados mais proeminentes para a Enel Green Power, ” afirma Antonio Cammisecra, Responsável da Enel Green Power, linha de negócios global de energias renováveis do Grupo Enel. “Como o maior parque eólico da Enel Green Power no mundo, Lagoa dos Ventos vai estabelecer um novo e mais elevado padrão na construção de grandes infraestruturas de energia sustentável, contribuindo ainda mais para a diversificação da matriz energética do país. ”

O parque eólico Lagoa dos Ventos é composto por 230 turbinas eólicas e, quando estiver em plena operação, será capaz de gerar mais de 3,3 TWh por ano, evitando a emissão de mais de 1,6 milhão de toneladas de COna atmosfera. Da capacidade instalada total da planta, 510 MW foram conquistados pela Enel Green Power no leilão A-6, em dezembro de 2017, e estão apoiados por contratos de fornecimento de energia de 20 anos para um pool de distribuidoras que operam no mercado regulado, enquanto a produção dos 206 MW restantes será fornecida ao mercado livre para venda a clientes comerciais, alavancando a presença integrada da Enel no país. 

Dada a grande escala do projeto, a EGPB desenhou um layout de planta inovador e baseado numa avaliação em alta resolução dos recursos eólicos para otimizar a produção de energia do projeto. Além disso, a EGPB vai utilizar uma variedade de ferramentas e métodos inovadores na construção de Lagoa dos Ventos, como sensores de proximidade em máquinas para ampliar a segurança na construção, drones para levantamento topográfico, rastreadores inteligentes de componentes das turbinas, assim como plataformas e soluções em software digitais para monitorar e apoiar remotamente atividades de campo e o comissionamento da planta. Estes processos e ferramentas vão possibilitar uma coleta de dados mais rápida, precisa e confiável, aumentando a qualidade da construção e facilitando a comunicação entre os times dentro e fora da obra. A empresa também vai implementar iniciativas em linha com o modelo “Sustainable Construction Site” da Enel Green Power, como ações de economia e reciclagem de água, bem como medidas de eficiência na iluminação. 

No Brasil, o Grupo Enel, por meio de suas subsidiárias EGPB e Enel Brasil, gerencia cerca de 2,9 GW de capacidade instalada renovável, dos quais 842 MW de energia eólica, 820 MW de energia solar fotovoltaica e 1.269 MW de energia hídrica. Além disso, a EGPB tem mais de 1 GW em execução no Brasil, conquistados nos leilões de 2017.

A Enel Green Power é a linha de negócios global do Grupo Enel dedicada ao desenvolvimento e operação de energias renováveis em todo o mundo, com presença na Europa, Américas, Ásia, África e Oceania. A Enel Green Power é líder global no setor de energia verde com uma capacidade gerenciada de cerca de 43 GW em um mix de geração que inclui eólica, solar, geotérmica e hidrelétrica, e está na vanguarda da integração de tecnologias inovadoras em usinas renováveis.

04 de fevereiro de 2019

29 de janeiro de 2019

Governadora pede reforço no monitoramento das barragens do Piauí

Governadora pede reforço no monitoramento das barragens do Piauí

As onze barragens de responsabilidade do Governo do Estado passam por monitoramento regularmente. A informação é do presidente do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), Geraldo Magela, que na tarde desta segunda (28) participou de audiência com a governadora em exercício, Regina Sousa.

A orientação da governadora é de diligência das instituições públicas para o período chuvoso. “O ocorrido em Brumadinho foi um alerta que Minas Gerais nos deu. Por conta do período chuvoso, em dezembro já iniciamos as visitas às represas. Agora toda a atenção para as barragens vai ser dada nesse momento”, garante.

“Já fazíamos o controle permanente das barragens, com atenção especial para Bezerros, em José de Freitas; e Emparedado, em Campo Maior”, explica o presidente do Idepi, enfatizando que nestas duas, o controle e monitoramento é mais frequente. “Neste domingo, o diretor de Engenharia do Idepi esteve em José de Freitas, vistoriando a barragem do Bezerros e nesta segunda, a vistoria foi realizada na barragem do Emparedado, em Campo Maior”, diz.

Magela informa ainda que já está na fase final, o processo licitatório para contratação da empresa que fará as obras de recuperação das duas barragens. “Até a próxima semana será divulgado o resultado dos dois certames”, diz.

Em José de Freitas serão investidos cerca de RS 16 milhões. “Será feita a total recuperação da parede, do sangradouro e de toda área da bacia hidrográfica que alimenta a barragem, além da iluminação da parece”, ressalta, explicando ainda que na barragem do Emparedado serão aplicados R$ 4 milhões.

Geraldo Magela esclarece que a barragem do Bezerro, na situação atual, não apresenta risco devido o trabalho realizado em 2018 pelo Idepi, que fez o rebaixamento do sangradouro. “Portanto, não vai atingir a cota máxima”, explica, enfatizando que o Idepi está trabalhando na construção das barragens de Atalaia, em Corrente; e Ciro Nogueira, localizada no município de Brasileira.

Barragem do Caldeirão

De responsabilidade do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), a Barragem do Caldeirão, em Piripiri, também está sendo monitorara pelos órgãos públicos. O reservatório funciona em conjunto com a PI-237, rodovia importante da região. Identificados em visita técnica ainda em dezembro de 2018, desgastes estruturais por conta do período chuvoso já foram reparados e uma obra de drenagem lateral deverá ser feita em parceria com o Departamento de Estradas e Rodagens, órgão estadual responsável pela rodovia.

O coordenador Nacional do Dnocs, Djalma Policarpo, assegura a segurança da estrutura. “O DER fará a drenagem do coroamento das ombreiras da barragem. Houve um problema na crista e o DER fará as drenagens transversais. O Dnocs tem R$ 1 milhão em obras civil e hidromecânicas. A população de Piripiri pode ficar tranqüila porque as medidas estão sendo tomadas para manter a segurança do reservatório e da população que vive ao entorno da obra”, garantiu.

Tráfego de carretas

O Dnocs e o DER orientam para que seja evitado o tráfego intenso de carretas e cargas pesadas com destino a Lagoa do São Francisco pela parede da barragem do Caldeirão, como forma de preservar a estrutura da barragem.

24 de janeiro de 2019

Encontro reunirá 400 jovens de dez estados brasileiros em Picos

Evento é uma realização do FIDA, através do programa Semear Internacional

A cidade de Picos, no interior do Piauí, será sede da segunda edição do “Encontro de jovens rurais do semiárido brasileiro”, que deverá reunir cerca de 400 jovens de comunidades atendidas por projetos apoiados pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), Banco Mundial, sociedade civil e movimentos ligados à juventude de dez estados do Brasil. O evento ocorrerá entre os dias 05 e 07 de abril e poderão participar jovens entre 15 e 32 anos. As inscrições iniciarão no próximo mês de fevereiro, e se estenderão até fim do mês de março.

Entre os destaques da programação, está uma palestra do sociólogo Leonardo Boff, além de oficinas e plenárias que abordarão temas como gênero e transgênero, mercado de trabalho, identidade cultural, agroecologia, ecogastronomia, meio ambiente, educomunicação e comunicação. Uma feira de talentos locais será realizada paralela à programação do Encontro, com a comercialização de produtos da culinária e artesanato de cada estado participante.

Para a abertura do evento, estão previstas as participações do governador do estado do Piauí, Wellington Dias, o diretor País para o Brasil do FIDA, Claus Reiner, o oficial de programas do FIDA para o Brasil, Leonardo Bichara, autoridades locais, e representantes de todas as entidades envolvidas na coordenação do evento, a exemplo do programa Semear Internacional.

“Será de extrema importância para o estado do Piauí e para o projeto Viva o Semiárido receberem estes jovens e proporcionar discussões e aprendizado que só um evento com este Encontro é capaz de trazer”, disse o coordenador do projeto Viva o Semiárido, Francisco das Chagas.

O evento é uma realização do FIDA, Programa Semear Internacional, Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), Governo do Estado do Piauí, através da secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), Coordenadoria da Juventude do Piauí, Projeto Viva o Semiárido, Instituto Federal de Educação Tecnológica do Piauí (IFPI), além dos projetos apoiados pelo FIDA na Bahia (Pro-Semiárido), Ceará (Paulo Freire), Paraíba (Procase), Sergipe (Dom Távora) e Piauí (Viva o Semiárido) que estarão envolvidos na mobilização dos jovens. O projeto Dom Hélder Câmara, presente em vários estados, também faz parte desta equipe.

Todas as informações sobre como se inscrever, quantidade de vagas e mais detalhes da programação estarão disponíveis, em breve, no site do evento que será lançado na primeira quinzena de fevereiro. Em caso de dúvidas, os interessados poderão entrar em contato com a coordenação do Encontro através do e-mail [email protected]

21 de janeiro de 2019

Médicos tomam posse e vão atuar na rede hospitalar estadual

Aqueles que ainda não apresentaram a documentação têm até segunda-feira (21)

A governadora em exercício Regina Sousa e o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, deram posse nesta sexta-feira (18), a 42 concursados aptos a atuarem como médico na rede hospitalar do Estado. Os médicos  atuarão nas especialidades anestesiologia, neonatologia, cirurgia pediátrica, neurocirurgia, neurofisiologia clínica, neuroradiologia e urologia, nas regiões Planície Litorânea: Parnaíba e Piripiri; Meio-Norte: Campo Maior e Teresina; Semiárido: Valença do Piauí, Picos e Oeiras; Cerrados: São Raimundo Nonato, Floriano, Uruçuí e Bom Jesus. 

Os profissionais começam a trabalhar a partir de segunda-feira (21). A governadora em exercício, Regina Sousa, deu boas-vidas aos profissionais que ingressam agora no serviço público. “Espero que vocês possam trabalhar para nossa sociedade, atuando como bons profissionais que são e melhorando a qualidade de vida dos piauienses”, disse. 

Dos 92 convocados, até o momento, 42 profissionais estavam aptos a assumirem os cargos, vez que apresentaram toda a documentação necessária para a posse. Aqueles que ainda não apresentaram a documentação têm até segunda-feira (21), para tornarem-se aptos a assumir. Outros concursados estão com a documentação submetida à Procuradoria Geral do Estado para análise. 

“O concurso é a  forma adequada e legal de selecionarmos, pelo mérito, a força de trabalho para o o estado e com estes médicos teremos mais servidores efetivos e especializados nos hospitais. Esperamos que estes profissionais possam atender da melhor forma os nossos usuários do Sistema Único de Saúde”, disse Florentino Neto. 

O médico Rogério Medeiros assumirá o cargo de cirurgião pediátrico no Hospital Infantil e para ele “nosso papel é servir à sociedade e pretendemos contribuir para quem realmente precisa”.

A convocação para o ingresso no serviço público de 92 profissionais médicos concursados é referente ao edital de nº 001/2017 e o decreto de nomeação publicado no Diário Oficial do Estado de n° 236, de 19 de dezembro de 2018.

17 de janeiro de 2019

Seduc oferece mais de 150 mil vagas em todo o estado para EJA

As matrículas estão abertas para cerca de 400 escolas

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) está com matrículas abertas para a Educação de Jovens e Adultos (EJA). Para cursar o  Ensino Fundamental é necessário ter a partir de 15 anos, já para o Ensino Médio, é preciso ter,  no mínimo, 18 anos. Uma oportunidade para retornar à escola no ano de 2019.

A Seduc está oferecendo mais de 150 mil vagas em todo o estado do Piauí em cerca de 400 escolas e 28 centros exclusivo para a oferta dessa modalidade. 

Estão sendo ofertadas vagas em todas as etapas da EJA: Ensino Fundamental e Médio; Alfabetização de adultos, Encceja - Certificado do ensino fundamental e médio, para maiores de 18 anos.

De acordo com a diretora da Unidade de Educação de Jovens e Adultos da Seduc, Conceição Andrade, os cursos da EJA são oferecidos nos turnos manhã, tarde e noite. "Estamos com muita procura, é importante que as pessoas não percam tempo e realizem a matrícula na escola mais próxima", explica a diretora.

Segundo Conceição Andrade, o Piauí está em constante aumento na oferta de vagas para educação de jovens e adultos e aquelas pessoas que estão sem estudar há bastante tempo e pensam em retomar os estudos, este é o momento. 

A novidade para este ano é que em Teresina, no bairro Jacinta Andrade, a Seduc vai entregar à população um novo centro destinado à Educação de Jovens e Adultos.

Clique aqui e confira os endereços das escolas.

16 de janeiro de 2019

Fibra ótica será implantada em Teresina e municípios do norte

Primeiro trecho da rede de fibra ótica será implantado em Teresina e municípios do norte do Piauí

O governador Wellington Dias visitou, nesta segunda-feira (14), as instalações da sede Piauí Conectado, localizado no bairro Basiliar, para averiguar o processo de implantação da rede de fibra ótica no estado. Inicialmente, cerca de 500 km de fibra chegarão a Teresina e aos municípios da região norte.

O projeto é realizado por meio de Parceria Público Privada e viabilizará a oferta de internet de maior qualidade aos órgãos da administração pública estadual, aumentando a capacidade de atendimento às demandas dos cidadãos e prestando serviços com mais eficiência e celeridade.

Ao todo, serão 5 mil quilômetros de fibra ótica no estado. "O que tiver de melhor no Canadá, Estados Unidos e China, teremos nesse projeto do Piauí. Estamos falando de investimentos que vão gerar emprego e renda e colocar o Piauí como um estado moderno na área de comunicação. É um passo muito importante, pois não existe estado desenvolvido sem uma boa e eficiente comunicação", disse o governador Wellington Dias.

Para a implantação da rede em quase todo o Piauí, estão sendo investido recursos de R$ 214 milhões. "Estamos esperando apenas que a ordem de serviço seja assinada para que a rede comece a ser construida no Piauí. O projeto se somará ao que temos hoje.  Mais um cabeamento de fibra será estendido, para atender, prioritariamente, as unidades administrativas do Governo do Estado. São hospitais, escolas, delegacias, postos policias que precisam de concetividade com alta velocidade para prestar serviços de forma eficaz", destacou o diretor da Agência de Tecnologia, Avelino Lopes.

Programa de Certificação Profissional é lançado no Piauí

Governo lança Programa de Certificação Profissional do Piauí

Com a proposta de reconhecer o profissional por meio da experiência adquirida ao longo da vida, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), lançou, nessa segunda-feira (14), a Certificação Profissional do Piauí (Certific-PI). O evento ocorreu no Centro Estadual de Educação Profissional (Ceep) Prefeito João Mendes Olímpio de Melo, na Vila Operária, zona norte da capital.

O projeto genuinamente piauiense vai dar oportunidade a jovens, a partir de 18 anos, inseridos ou não no mercado de trabalho, que buscam reconhecimento das habilidades adquiridas na área em que atuam. Assim, aquele trabalhador que exerce uma função, sem um curso ou certificado específico, com o Certific-PI vai poder adquirir formalmente o certificado.

O evento contou com a presença do governador Wellington Dias; da deputada federal Rejane Dias; do secretário da Educação, Hélder Jacobina; representantes das empresas Claro, Oi e Vickstar; dentre outras autoridades, além de trabalhadores e comunidade em geral.

"O Certific é uma novidade no Brasil, o Piauí sai mais uma vez na frente com um excelente projeto. Nós vamos dar oportunidade para um grande público, pessoas que possuem uma profissão, mas não têm o devido reconhecimento, o diploma, e o objetivo desse programa é garantir a valorização dos saberes naturais. O pedreiro, o eletricista, o mecânico, que trabalham há anos em suas respectivas áreas e não têm a diplomação, poderão adquiri-la com o Certific", destacou, o governador Wellington Dias.

Os interessados poderão se inscrever para certificação nas áreas: Cabista de Sistema de Telecomunicações; Instalador e Reparador de Equipamentos de Transmissão em Telefonia; Instalador e Reparador de Linhas de Telecomunicação; Instalador e Reparador de Linhas e Sistemas de Telefonia e Instalador e Reparador de Redes, Cabos e Equipamentos Telefônicos.

De acordo com a diretora da Uetep, Adriana Moura, o Certific é uma demanda já necessária dentro da realidade do estado. "Nós temos na rede profissional pessoas dentro do mercado de trabalho sem a certificação. Então, vamos dar oportunidade para que esses profissionais tenham um diploma que comprove suas habilidades", afirma Adriana.

Outra novidade é que o programa será ampliado no próximo semestre, com a oferta de certificação nas áreas de mestre de obras, eletricista e técnico em informática. Além de inseridos no mercado, os beneficiados com o programa também poderão concluir concomitantemente os estudos pela Educação de Jovens e Adultos (EJA).

"Fico feliz pelo caminho que o Piauí vem percorrendo na área da educação, e hoje foi dado mais um passo com o lançamento da Rede Estadual de Certificação Profissional do Piauí (Certific-PI). Com este programa criado pelo Governo do Estado, por meio da Seduc, onde batalhamos pela sua criação, quando secretária", afirmou a deputada Rejane Dias. 

De acordo com o secretário da Educação, Helder Jacobina, o Piauí já começa a colher os frutos do Certific. "Já recebemos ligações de outros estados procurando conhecer o programa. Temos um número vasto de pessoas que precisam tanto da escolaridade quanto da qualificação, e o Certific vem com essa missão, então queremos colaborar com vocês e precisamos que vocês também colaborem conosco. Agradeço a participação das empresas privadas aqui presentes e queremos envolver mais instituições para assim podermos incluir outras atividades", destacou o gestor.

Para o representante da Claro no Brasil, Reginaldo Silva, essa ideia do governo é bastante significativa e tem uma grande representatividade para os cidadãos. "Isso vai refletir em uma qualidade melhor e até superior no mercado de trabalho, pois existem muitos profissionais que estão por aí afora sem o devido reconhecimento e fora das oportunidades", disse Reginaldo.

Inscrições

As inscrições para o processo de Reconhecimento de Saberes Profissionais, uma espécie de triagem, começam dia 15 de janeiro e se estenderão até o dia 25, presencialmente, na sede da Seduc, das 08h às 13h, na Avenida Pedro Freitas, no Centro Administrativo.

Após a inscrição, os candidatos terão suas habilidades avaliadas por etapas: entrevista com a equipe multidisciplinar e avaliação do desempenho profissional, para então serem encaminhados aos respectivos cursos e, assim, no fim da etapa serem certificados.

Tags: 

PROGRAMAS DE RADIO

CONHEÇA O PIAUÍ

Projeto Rondon realiza operação em 15 municípios do Piauí

Projeto Rondon realiza operação em 15 municípios do Piauí

Pela sexta vez, o Projeto Rondon realiza uma operação no estado do Piauí. A Operação “Parnaíba”, batizada em homenagem ao curso d’água que divide os estados do Maranhão e do Piauí, será realizada no período de 18 de janeiro a 3 de fevereiro.

A ação pretende impactar as lideranças comunitárias, os agentes multiplicadores, os difusores e os replicadores, os professores, os agentes de saúde, os servidores públicos e a comunidade em geral, capacitando-os nas seguintes áreas de conhecimento: saúde, educação, direitos humanos e justiça, cultura, trabalho, meio ambiente, tecnologia e produção, comunicação e comunicação social.

O Projeto Rondon, nesta operação, contará com o apoio do 25º Batalhão de Caçadores, que proporcionará o suporte logístico e a segurança necessários às atividades.

A cerimônia de abertura da Operação “Parnaíba” será realizada no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil, às 11h do dia 19 de janeiro, em Teresina.

A operação

O estado do Piauí receberá 312 rondonistas, dentre professores e alunos universitários, que atuarão em 15 municípios do estado e terá como centro regional a cidade de Teresina.

Ainda participará da Operação uma equipe de Comunicação Social da Universidade do Vale de Itajaí (Univali), com o objetivo de produzir conteúdo e realizar a cobertura jornalística das atividades desenvolvidas pelas demais equipes, dando maior visibilidade às ações sociais realizadas pelos rondonistas e divulgando o Projeto Rondon como ferramenta de integração nacional.

Dentre os municípios selecionados, alguns já receberam o Projeto Rondon nas outras quatro edições. Boqueirão do Piauí e Nossa Senhora de Nazaré receberão as intervenções sociais do projeto pela terceira vez. Outros 11 municípios receberão pela segunda vez e dois farão sua estreia nas operações, sendo elas, Jatobá do Piauí e Novo Santo Antônio.

Dos 224 municípios do Piauí, os rondonistas já desenvolveram ações que trouxeram benefícios permanentes para as comunidades de 56 cidades, principalmente relacionados à melhoria do bem-estar social e à capacitação da gestão pública.

As IESs do Piauí selecionadas para participarem da Operação “Parnaíba” são o Centro Universitário Santo Agostinho (Unifsa) e a Universidade Federal do Piauí (UFPI).

O Projeto Rondon

Em julho de 1967, foi realizada a Operação Piloto, ou Operação Zero, que contou com a participação de 30 alunos e 02 professores universitários da Universidade do Estado da Guanabara, hoje Universidade do Estado do Rio de Janeiro; da Universidade Federal Fluminense e da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Durante 28 dias, os rondonistas realizaram trabalhos de levantamento, pesquisa e assistência médica no território de Rondônia.

No entanto, o Projeto Rondon teve as atividades encerradas no ano de 1989, retornando somente em janeiro de 2005, na cidade de Tabatinga, no Amazonas.

O projeto é uma ação coordenada pelo Ministério da Defesa que, em parceria com instituições de ensino superior, visa a somar esforços com as autoridades municipais e as lideranças comunitárias, a fim de contribuir com o desenvolvimento local sustentável e na construção e promoção da cidadania.

A iniciativa, orientada pelos princípios da democracia, da responsabilidade social e da defesa dos interesses nacionais, tem como escopo de atuação dois grandes objetivos: a formação do jovem universitário como cidadão e o desenvolvimento sustentável nas comunidades carentes.

14 de janeiro de 2019

Tecnologia garante internet móvel em qualquer lugar do Piauí

Tecnologia garante internet móvel em qualquer lugar do Piauí

O Estado do Piauí conta agora com tecnologia de aproximadamente 25 quilos que possibilita o acesso a Internet em qualquer lugar do Piauí. A ferramenta é uma aquisição do programa Piauí Conectado e pode ser usada em ações de serviços de órgãos estaduais em zonas onde não há acesso público à rede mundial de computadores.

As antenas leves foram adquiridas em conjunto com os demais equipamentos fixos de solução via satélite que estão sendo instaladas em escolas, hospitais e assentamentos em todo o estado. O investimento total no sistema de comunicação via satélite do Piauí Conectado já investiu mais de R$ 4,5 milhões.

A tecnologia deve beneficiar diretamente a área de segurança nos territórios do interior e de fronteira. “Permite a PM montar uma blitz na divisa de qualquer município e estado onde não há conexão, possibilitando que a Secretaria de Segurança acesse sistemas nacionais de identificação criminal, base de dados para extrair informações de pessoas que têm mandado de prisão, que têm ficha criminal”, explica o diretor da Agência de Tecnologia da Informação (ATI), Avelyno Medeiros.

As antenas também poderão ser usadas por órgãos de fiscalização e conscientização como a Secretaria de Fazenda e o Batalhão Estadual de Trânsito e o próprio Detran. Os serviços de Saúde itinerante e outras finalidades de conexão com a internet também são alvo da tecnologia.

O estado conta no momento com três unidades da ferramenta. A aquisição pode ser ampliada e adquirida por outros órgãos de acordo com a demanda. Segundo o diretor da ATI, além de leves as antenas são de fácil manuseio. “Qualquer pessoa com conhecimentos básicos de informática consegue montá-las porque elas (antenas) têm um sistema simples”, explicou Medeiros.

Governo do Piauí promoverá capacitação para mil artesãos

Curso terá duração de um ano e será finalizado com feira de artesanato

O Governo do Estado, por meio da Superintendência de Desenvolvimento do Artesanato Piauiense (Sudarpi) promoverá um curso de capacitação para artesãos do Piauí. A iniciativa deve capacitar mil artesãos em cerca de 30 municípios com a maior potencialidade de desenvolvimento de produtos artesanais. 

De acordo com o superintendente de Desenvolvimento do Artesanato Piauiense, Jordão Costa, a capacitação funcionará de duas maneiras: na primeira, o artesão será impulsionado a gerir seu próprio negócio e a ter uma visão empreendedora para o artesanato; na segunda, serão unidos mestres artesãos e designers, tendo como objetivo a criação de novas coleções.

“Nós vamos dar um passo a frente para que os artesãos possam ter novas peças. Isso vai representar um melhoramento nas peças do rico artesanato do Estado. Para nós, é motivo de grande alegria e satisfação iniciar esse tão sonhado projeto”, afirma Jordão Costa.

“Dentro de 90 dias nós vamos iniciar o maior curso de capacitação para artesãos da história do estado do Piauí. Esse curso vai ter a duração de 12 meses e vai culminar com a grande feira de artesanato aqui em Teresina reunindo todos esses artesãos que fizerem essa capacitação”, acrescenta o superintendente.

Os recursos para a promoção desta capacitação vêm de uma emenda do deputado federal Assis Carvalho, no valor de R$ 330 mil reais.

11 de janeiro de 2019

Obras do Polo Têxtil de Piripiri serão aceleradas

Obras do Polo Têxtil de Piripiri serão aceleradas

As obras do Polo Têxtil de Piripiri (PI) seguirão a todo vapor nos próximos meses. O assunto foi tratado durante uma reunião entre o Governo do Estado do Piauí e a Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico (Sedet), nessa quarta-feira (09), no Palácio de Karnak. O projeto tem o objetivo de alavancar a economia do município e gerar empregos diretos e indiretos, por meio da comercialização da mercadoria local.

De acordo com o gestor da Sedet, Igor Neri, o Polo Têxtil de Piripiri, é um espaço de valorização do comércio e integração entre a comunidade. “O município já se destaca como segundo maior polo têxtil do Piauí. Nada mais justo que incentivar o comércio e produtos da região, com o incentivo de uma boa estrutura”, destaca o secretário.

O Polo Têxtil de Piripiri impulsionará o forte potencial criativo da região. As pessoas consomem de uma maneira diferente a cada período, por isso vem a necessidade de inovar e, mais que isso, proporcionar uma experiência de venda e compra diferenciada para a cidade.

O Governo do Estado do Piauí investiu cerca de um milhão e meio de reais. O espaço é de 1300 m², com 27 pontos comerciais, sendo que 4 lojas serão concedidas à cidade de Pedro II. “A preciosidade da opala e o artesanato de Pedro II merecem ser valorizados no polo, movimentando a economia da região”, avalia Igor Neri.

A ideia é levar aos comerciantes e produtores uma infraestrutura que incluirá lojas, restaurante, banheiros, wifi, estacionamento, tudo de forma acessível. A projeção é que a cidade de Piripiri torne-se uma referência de produção têxtil na região Nordeste, acarretando na melhoria das condições de vida da população, em geral.





Enquete

Você tem visto policiamento nas estações de ônibus em Teresina?

ver resultado