Opiniao

'Mais cadeiras no Legislativo': Confira o editorial do Jornal O DIA desta segunda

Leia o editorial do Jornal O DIA desta segunda-feira, 8 de agosto de 2011

08/08/2011 08:07h

Compartilhar no

Nas eleições de 2012, além de preparar a cola para eleger os prefeitos municipais, os eleitores terão a tarefa de registrar nas urnas seus votos para vereadores. No entanto, o próximo pleito reserva uma surpresa: haverá um aumento no número de parlamentares em 35 municípios piauienses. Isso se deve à emenda constitucional 58/09, que altera o número dos vereadores nos municípios e modifica o valor dos repasses para as Câmaras Municipais.

A proposta foi aprovada pela Câmara dos Deputados e aumenta o número de vereadores no país dos atuais 51.748 para até 59.791. No Piauí, pelo menos mais 113 cadeiras de vereadores serão criadas. Em matéria publicada na edição de hoje de O DIA, cientistas políticos, representantes dos vereadores e de movimentos de combate à corrupção comentaram a alteração nas câmaras municipais no sentido de discutir se isso representa maior representatividade dasm comunidades nas casas ou apenas o inchaço do poder legislativo municipal.

Enquanto a Associação dos Vereadores do Piauí defende a mudança, pois acredita que "é fundamental o aumento dessa representatividade", como afirma o presidente da entidade, fica o questionamento a respeito da relação custo x benefício causado pela medida. Por outro lado, como bem alerta o cientista político Ricardo Arraes, o investimento feito pela população no custeio das despesas das câmaras e seus componentes não representa diretamente que a almejada melhoria interna das Câmaras Municipais seja alcançada com o aumento no número de vereadores. Isso se dará somente através da escolha de vereadores e não no aumento de seu contingente.

"Não entendo que o simples aumento da representação política seja algo favorável ou positivo para os parlamentos municipais. É mais uma daquelas questões em que uma coisa nãose explica pela outra, ou seja, aumentar o número não implica necessariamente na melhoria do funcionamento das casas legislativas locais", explicou. Mais uma vez, o eleitor deve comparecer às urnas consciente de suas escolhas. Caso contrtário, ficará apenas com a conta a pagar.

Compartilhar no
Fonte: Jornal O DIA

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas