OAB Notícias

OAB cobra da Corregedoria de Justiça melhorias no atendimento virtual da Advocacia

Seccional encaminhou ofício ao Corregedor-Geral da Justiça requerendo providências quanto ao funcionamento dos canais de atendimento aos Advogados(as)

30/06/2021 17:39h - Atualizado em 30/06/2021 17:50h

Compartilhar no

Nesta quarta-feira (30), a OAB Piauí encaminhou ofício ao Corregedor-Geral da Justiça, Desembargador Fernando Lopes e Silva Neto, requerendo providências quanto ao funcionamento dos canais de atendimento aos Advogados(as). A Seccional destaca que são necessárias providencias urgentes por conta dos reclames da Advocacia referentes ao atendimento das Varas por telefone, WhatsApp e Balcão Virtual.

Segundo o Presidente da Comissão de Relação com o Poder Judiciário da OAB Piauí, Alexandre Pacheco, o ofício atende denúncias de Advogados(as) e também solicita o estabelecimento de horários, bem como os servidores responsáveis pelos atendimentos. “São inúmeras as reclamações referentes ao Balcão Virtual e ao atendimento por telefone e whats. Por isso, a nossa solicitação é para que, de fato, sejam adotadas medidas que garantam que os juízes e servidores atendam os Advogados(as), de forma adequada”, pontua.

Alexandre Pacheco destaca ainda que que a OAB cobra a expedição de ato normativo determinando que a Secretaria de cada Vara informe, diariamente, o nome dos servidores responsáveis pelo atendimento e os horários em que cada um esteve disponível para tal atendimento.

Para o Presidente da OAB Piauí, Celso Barros Coelho Neto, é necessário que providências sejam tomadas imediatamente para que a Advocacia não sofra ainda mais prejuízos diante do atual cenário. “O pedido da OAB Piauí é o reflexo da nossa preocupação com a atuação da Advocacia. Estamos sempre trabalhando para minimizarmos os efeitos da pandemia e garantirmos um atendimento virtual que, de fato, funcione para a Advocacia,” frisou o Presidente.

Confia o ofício na integra.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário