• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia
No Mirante

Vida de Artista, Salário de Figurante (síndrome do chefe)

Quando o ego sobe a cabeça...

31/01/2014 09:47h - Atualizado em 02/01/2017 15:49h


Ao longo da vida obviamente já estive em muitos lugares, muitos estabelecimentos, fui professor, fui atendente de clientes e depois fui cuidar de avião e obviamente vi e tive muitos gestores, colegas que substituíram gestores. Colecionei muitos causos! Mas o tema do nosso post de hoje é a síndrome do chefe!

A pessoa é parte da engrenagem, mas com função operacional e não função gerencial, aí por qualquer razão o coordenador, gerente, gestor, diretor, seja lá o que for, põe a pessoa de função operacional – sem prévia experiência em gestão na maioria das vezes – para tocar o setor ou filial por um período seja 1 dia, 1 turno, 1 mês... O que ocorre com a maioria das pessoas? Sobe para cabeça! A pessoa incorpora o gestor à moda antiga, chicote na mão e o ego e arrogância sobem a cabeça, com excesso de autoridade e pior destratando colegas com os quais ele já vai conviver novamente na horizontal do organograma e não na vertical!

O pior dessa atitude é que quem a faz, no final do mês recebe o mesmo salário que seus colegas que foram pisados e destratados! Ou seja prejuízo social, antipatia gratuita e nenhum retorno financeiro! Por que se faz isso?

Falta de preparo por parte do gestor que alocou a pessoa na posição para a qual não foi preparada e sequer treinada e falta de preparo psicológico de quem “abraça o rojão”... ora pois, abraçar uma causa dessa não é para qualquer um! Cabe a quem vai abraçar lembrar de algumas coisas

1.  Não foi promovida a chefe, está apenas no cargo temporariamente.

2.  Autoritarismo não agrega valor a equipe, pelo contrário afasta sua equipe de você!

3.  O mundo é redondo hoje você está por cima, amanhã está por baixo

4.  Quem bate esquece, quem apanha não esquece jamais...

Portanto você gestor, pense duas vezes antes de entregar a “braçadeira de capitão” a um funcionário de sua equipe e você que vai receber a braçadeira de capitão pense 10 vezes antes de mudar o seu comportamento típico com os colegas... toda ação gera uma reação, isso é fato e você deve estar preparado para consequencias. 


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas