• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
No Mirante

Uma gota de moral na TV Brasileira

BAND tem sucesso com novela turca

18/01/2016 00:48h - Atualizado em 18/01/2016 03:15h

É inquestionável que programas de TV geram influência sobre quem assiste! Quantos artistas já tiveram sucessos musicais pois a música era tema de novela? E marcas de carro que inserem seus veículos em novelas e ganham mercado? Ou o penteado de uma atriz, enfim, TV gera influência e isso é fato. Não gosto do que passa na TV Brasileira de conteúdo produzido localmente, as novelas globais se tornaram uma baixaria (Quando lembro de produções como Renascer de 1993 e A Padroeira de 2001, é triste ver o que virou a produção Global), nem vou citar um certo reality show que está em vias de começar que só traz futilidade diária ao povo brasileiro, este extremamente carente de cultura.

A BAND (TV Bandeirantes), decidiu apostar em novelas importadas da Turquia, tendo êxito com Mil e Uma Noites e agora trilhando o mesmo caminho com a novela Fatmagul - A Força do Amor (originalmente: Que Culpa Tem Fatmagul). A emissora paulista trilha o mesmo caminho do SBT que "imortalizou" novelas mexicanas no país. O enredo típico nacional agora é baseado em traições, filho que sacaneia o pai nos negócios, bala pra todo lado e exploração total de sexualidade de preferência com mulheres nuas ou de trajes íntimos. Mas pois não é que a aposta da BAND trouxe algo interessante para quem gosta de novela?

A novela turca Fatmagul, na verdade é uma série apresentada entre 2010 - 2012 em 80 capítulos de 1h30m no Kanal D, cuja sinopse é a história (baseada em um livro dos anos 70) de uma jovem camponesa (Fatmagul) que é estuprada por 4 homens em uma praia na cidade de Izmir (Esmirna), após a festa de noivado de um dos membros da poderosa família Yasaran. Descoberto o crime a poderosa família move o mundo na tentativa de não ter seus filhos presos e a imagem arranhada, literalmente comprando a todos (A ponto de falirem seu principal negócio) acreditando que uma simples camponesa não irá vencer, paramos a descrição por aqui, pois como já assisti a novela inteira em outro idioma, não vou fazer "spoiler". Vamos aos fatos sobre a questão de imagem e conteúdo da novela

  • As imagens aéreas e fotografia da novela são fantásticas, retratando toda beleza de Izmir e Istambul
  • A personagem principal Fatmagul Ilgaz, interpretada pela bela estrela Beren Saat (atriz mais bem paga da história da TV Turca, atualmente com 31 anos de idade) até o momento (Hoje 18/01 estaremos no capítulo 117) deu apenas 1 beijo no seu marido e 2 no seu ex-noivo, uma média de  0,02 beijos por capítulo, bem diferente das novelas nacionais onde a sexualidade é explorada como atrativo de audiência.
  • Casais com união tipo casamento ou noivado, raramente se beijam na novela, cenas de sexo ficam subentendidas de quem acorda em lençóis e nada mais (nada de mostrar ninguém de calcinha, ou pelada sob a sombra tal como as tramas brasileiras)
  • A tradicional violência das novelas brasileiras onde a bala come solta, até agora em 117 capítulos da trama curta houveram 2 tiros e ninguém morreu.
  • É explícito a questão de união familiar nos episódios com cenas de famílias realizando refeições juntas, trabalhando juntas ou em momentos juntos.
  • Até agora (e sei que não haverá) nenhum filho matará o pai ou vice-versa (Nada de comendador).
  • A única traição da novela foi a personagem Meltem (Seda Guven) que chegou a noite e saiu pela manhã da casa do personagem Mustafá (Firat Celik), onde o máximo de nudez foi ver a Seda Guven das axilas para cima, ah sim, a traição foi uma vingança ao seu ex-marido, pois o Mustafá é inimigo de seu ex-marido.
  • As mulheres que assistem a novela e nutrem adoração, risos, ao personagem Kerim (Engin Akyurek) tiveram como ápice da apelação sexual do rapaz um banho onde novamente só pode ser visto da axila para cima, risos... se fosse em uma novela local, já sabem né?
  • Nota-se uma tendência de empreendedorismo nos personagens, originalmente a Fatmagul junto com seu irmão Rahmi e sua insuportável cunhada Mukkades eram proprietários de um negócio de leite e queijos de cabra, posteriormente a Fatmagul abriu um restaurante para explorar seu talento culinário, já seu marido Kerim é um serralheiro, a poderosa família que domina a cena é ligada ao ramo de transportes e imobiliária. 

Enfim, a trama turca encanta pelo conteúdo, pelas cenas (volto a elogiar a fotografia da novela), pelo desenrolar dos fatos e sensação de justiça (ainda que estejamos em uma fase turbulenta da personagem principal), pela luta dos direitos das mulheres (onde é transmitida costuma causar grande impacto social, especialmente nos países onde as mulheres sofrem abusos sexuais em números alarmantes). O Brasileiro, cansado de futilidades na telinha tem uma opção as 20:25 (Horário de Brasília, as 19:25 em Teresina) para assistir algo legal, sem imoralidades, com belas atrizes e belos atores (não só a imagem física, mas a capacidade de expressão dos personagens), muito bem dublada e com direito a diversas características da cultura turca tais como:

  • Alguém quando vai fazer uma viagem, joga-se um jarro de água quando o carro da pessoa saí para a viagem.
  • Qualquer situação de "agoro", coloca-se o dedo polegar por trás dos dentes superiores
  • Quando alguém vai morar em uma casa nova, coloca-se um espelho embaixo do travesseiro na primeira noite, para "ver com quem vai casar"
Tá ok, mas este blog fala de aviões e postura profissional, agora vai falar de novela é? Não! A novela entrou na pauta pela transmissão de valores morais, do fazer valer toda luta em prol da justiça e vitória, transmite uma mensagem, ao contrário do que vejo nas novelas nacionais onde o desrespeito é incentivado em tempo integral e por isso vemos tanto mal atendimento, tanta falta de respeito entre funcionários e clientes, funcionários e líderes. O Brasil é um país cujo povo tem fanatismo por novela, futebol e carnaval, e isso influencia e muito na sua própria postura, ver uma opção alternativa de excelência na TV é um alento.


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas