• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Equatorial fullbanner
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia
No Mirante

Piauí em Sampa

Relato de um visitante da décima edição

08/06/2014 13:16h - Atualizado em 02/01/2017 15:48h

Não perdi a chance de ir a 10° edição da Piauí em Sampa, o que não deixa de ser uma prova de amor a minha terra, da amanha é a complexidade da operação para mim que moro fora de São Paulo, a missão começou as 05:05 da manhã e terminou as 23:12... mas valeu a pena!


Vista panorâmica do evento, bem movimentado e belos stands

Os stands este ano tinham formato de casinhas, o que achei bem interessante! Já começo criticando: SETUR!!! Cadê você??? Cadê folhetaria do estado?? Aí convido amigos a irem lá, se interessam em conhecer o estado e não há nada a oferecer de atrativo! A salvação? As belas fotos colocadas entre um stand e outro! Muita coisa bacana de artesanato, opalas, confecções e etc, mas foco é foco e o meu é o que possa ser degustado, risos.

De qualquer forma estava muito bom, fui então provar dos produtos agronegócio, que é o que me interessa: cajuína, rapaduras, mel e afins! O forte econômico desta terra é o agronegócio. Se ano passado eu tive reclamações sobre um expositor pelo jeito aéreo, displicente com o cliente, mas este ano eu “encontrei um tesouro”! CLIENTE É CLIENTE sempre, a arte de conquistá-lo é para poucos e aí surgiu o atendimento ímpar de Bruna e o Seu Antônio! Também bati um longo papo com Lenildo, da Cajuespi, que já havia conhecido em edição anterior, tem ótimos produtos e foi um dos batalhadores pela condição da Cajuína ser patrimônio histórico.


Produtos da ImpérioDoce, pelo segundo ano me convencendo a fazer "a feira"

Morando em BH, cajuína para o mineiro é algo completamente desconhecido e a Piauí em Sampa é minha chance de comprar em “atacado” limitado apenas pelo número de 10 garrafas na aeronave. Iria comprar de uma marca X, que tem um belo produto, mas um PÉSSIMO ATENDIMENTO! Eis que a simpatia de Seu Antônio, preocupadíssimo em embalar as garrafas da melhor maneira possível, aliado a simpatia, carisma e o profundo conhecimento do produto (visível, me encantei) que faz e vende por parte de Bruna, troquei de marca em dois palitos... já agendando inclusive uma visita a Teresina para comprar mais e mais! Sabem o que é isso leitores? DEDICAÇÃO, COMPROMETIMENTO e, sobretudo consciência de quem move o negócio é o cliente. Parabéns a pai e filha, serei cliente e sou extremamente fiel a quem me trata bem e oferta um produto de qualidade. Precisamos de gente assim no mercado... alô restaurante Flutuante, procurem essa moça e ofertem uma cajuína de qualidade em um dos mais famosos pontos turísticos de Theresina!


Bruna da BRASUCOS, atendimento de excelência e conhecimento técnico

Quem me conhece sabe como sou enjoado, nojento, exigente, chato e crítico com atendimento a cliente! Fiquei feliz com a melhoria de humor dos expositores este ano. Com alguns expositores comentei a questão do Rio Poty e Parnaíba, abraçando a causa da Juliana Guerra (www.facebook.com/salvemosriospotyeparnaiba). Para fechar um ótimo almoço com o Lito do Aviões e Músicas , site para qual escrevo desde antes o No Mirante, e claro levei ele para provar dos produtos Piauienses.

Nosso estado possuí riquezas naturais, um povo guerreiro e possui exemplos excelentes como a Bruna e o Seu Antonio! Possui exemplos como o Lenildo, possui o SEBRAE que realiza este evento a 10 anos e é disso que precisamos! O Piauí pode ser muito mais do que já é, depende de nós!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas