• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia
No Mirante

Aviação Comercial no Brasil em 2013

Panorama atual da aviação comercial no Brasil.

16/12/2013 14:41h - Atualizado em 07/09/2017 22:43h

O ano de 2013 está encerrando e 2014 surgindo no horizonte. E como anda a Aviação Comercial Brasileira? Este tópico é um resumo sobre nossas maiores companhias.


Airbus A320 da TAM - Foto de Romulo Oliseski

TAM – A maior empresa aérea Brasileira, desde 2012 parte da LATAM, foi criada em Julho de 1976 a partir de um pequeno táxi aéreo em Marília-SP. Cresceu verticalmente nos anos 90 graças ao Fokker 100. A TAM serve hoje ao Piauí na cidade de Teresina apenas, com destino a Fortaleza, Brasília e Guarulhos (em voos diretos, existem possibilidades de conexões). A empresa paulista voa com uma frota de 160 aeronaves divididas entre os Boeing 777-300 e Airbus A330-200 dedicados quase que exclusivamente ao mercado internacional e os Airbus A321/A320/A319 que operam as rotas domésticas.


Boeing 737-800 da GOL - Foto de João Henrique

GOL – Surgiu em Janeiro de 2001 com uma frota de 6 Boeing 737-700 com o conceito low-cost / low-fare, desde então cresceu verticalmente e opera no Piauí servindo apenas a capital Teresina de onde partem seus voos com destino à Guarulhos, Brasília e Fortaleza (em voos diretos, existem possibilidades de conexões ou escalas). A empresa que pertence ao forte Grupo Áurea que atua a décadas no transporte rodoviário tem hoje 138 aviões divididos entre os Boeing 737-700 e -800.


Embraer 195 da Azul - Foto de www.airfln.com.br

AZUL – Criada pelo Brasileiro David Neeleman, a Azul começou a voar em 15 de Dezembro de 2008 com um par de Embraer 190. Sua frota e atuação no território nacional só fez crescer desde então, é a companhia que melhor serve o Piauí, pois além dos voos em Teresina, recolocará Parnaíba no mapa de voos do país a partir de Fevereiro. Seus voos partem de Teresina para Recife, São Luís, Campinas e Fortaleza, a partir de tais destinos conexões permitem alcançar cidades como Belo Horizonte, Salvador, etc. A Azul hoje é a resultante da fusão entre Azul e TRIP, fato ocorrido em Maio de 2012. Sua frota é de 132 aviões divididos entre Embraer 195, Embraer 190, Embraer 175, ATR72-600, ATR72-500 e ATR42-500.


Airbus A320 da AVIANCA BRASIL - Foto de João Henrique

AVIANCA BRASIL – Criada em 2002 como OceanAir Linhas Aéreas, não serve ao Piauí, se retirou do estado em 2008 quando possuía voos em Teresina. Em 2005 operou em Parnaíba utilizando na época seus Embraer 120 Brasília. Hoje a Avianca Brasil concentra-se em destinos no Nordeste e Sul/Sudeste com uma frota de 36 aviões dividos entre Airbus A320/A319/A318 e Fokker 100.


ATR72 da Passaredo - Foto ATR

PASSAREDO – Regional oriunda da Viação Passaredo (rodoviária) surgiu em 1995 com um trio de Embraer 120 Brasília, suspendeu operações entre 2002 e 2004, retornando com a mesma frota e experimentado uma expansão com jatos Embraer ERJ145. Em 2012 sofreu violenta retração e iniciou uma reestruturação que incluiu a troca da sua frota pelos confiáveis e lucrativos turbohelices ATR72. Não voa no Nordeste além da Bahia. Opera com 9 ATR72-600/500 em sua frota.

SETE – Regional de origem em uma taxi aéreo goiana. Opera especialmente no Centro-Oeste e Pará, onde domina destinos exclusivos. A partir de 2010 iniciou a operação de 2 Embraer 120 Brasília que complementam a frota de 5 Cessna 208 Caravan. Em 2013 indicou interesse de operar no Piauí, fato no entanto não concretizado ainda. É a empresa que tem o avião ideal para iniciar o desenvolvimento aéreo de São Raimundo Nonato, Picos e Floriano.

Outras empresas complementam o cenário como a Manauara MAP que opera 4 ATR42/72 e serve a destinos por enquanto restritos ao Amazonas, a gaúcha BRAVA. A Paraense PIQUIATUBA de Santarém tem 3 aviões sendo um deles o EMB120 Brasília. Em Cuiabá a ASTA faz ligações aéreas sistemáticas com Cessna 208 Caravan.


Embraer 120 Brasília da SETE - Foto de João Henrique

Como podemos notar a região Nordeste não possui nenhuma empresa aérea sediada na região, já faz tempo que tínhamos Nordeste Linhas Aéreas, TAF, Litoranea e NOAR. Será que um dia poderemos ver uma empresa Piauiense?

Não esqueçam de curtir nossa página no face! www.facebook.com/nomirante


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas