• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia
Megazord

Duro de matar: o melhor filme de natal e uma 'megalist' de outros títulos

Além de todo o encantamento deste período, natal também lembra férias e folgas. Pensando nisto, fizemos uma "megalist" com dicas para conferir neste feriado.

21/12/2018 15:44h - Atualizado em 21/12/2018 16:18h

Então chegamos ao fim de mais de um ano e com ele vem as celebrações natalinas, que muito mais que decorações e presentes, trazem sentimentos de reflexão e gratidão (ou não). Mas,  além das festividades, este período também é sinônimo de férias. Seguindo o roteiro cinematográfico, é hora de enfeitar a casa, preparar a ceia, comprar presentes e esperar a neve cair com uma boa xícara de chocolate quente. Ops, espera, acho que há um erro nesse roteiro (vamos excluir a neve da nossa história,por aqui não neva).

Voltando ao conteúdo. Há diversas produções cinematográficas que celebram este momento mágico de confraternizações que é o natal. E por falar em cinema, qual é o título que ganha sua preferencia nesta época? Comédia, comédia romântica, ação, drama? Qual o primeiro filme que vem a sua mente quando se fala em período natalino? “Esqueceram de mim”? E qual o melhor filme de natal para você?

Segundo a Fox Films, o melhor título de natal é deles, com o longa “Duro de matar” (1988). A produção, estrelado por Bruce Willis, é o único da franquia de cinco filmes que se passa em pleno natal. Na trama, o policial John McClane estava passando as festividades natalinas com a família, quando em uma noite ficou preso em uma festa da empresa de sua esposa, na qual um grupo de terroristas resolve atacar e sequestrar os convidados.

Recentemente, Duro de Matar completou 30 anos de lançamento e a Fox resolveu fazer um vídeo promocional autoproclamando o filme como a melhor história de natal já contada. “Ele só queria passar o natal com a família”, diz o vídeo que tem pouco mais de um minuto de duração. Boa parte dos internautas concordaram com o título.


Diferentemente do que é proposto para os filmes especificamente natalinos, Duro de matar é um filme de ação, com cenas de lutas e sangue. Se isso o descredibiliza, eu particularmente acredito que não. Afinal, é sobre estar junto com a família para celebrar, mesmo que para isso você tenha que sobreviver a um grupo de terroristas querendo lhe matar.

Como as opções são diversas e os gostos podem ser bem diferentes, separei uma lista com dez filmes de natal, incluindo clássicos e novos. Não vai viajar, tem um tempo livre e quer curtir um filminho? Fica aqui as indicações para você. Feliz Natal!

MEGALIST DE NATAL

  • A Felicidade não se compra- 1946


Foto: Divulgação

Começando com o clássico dos clássicos, que inclusive é referência paras outras obras. O filme conta a história de Clarence,  um espírito candidato a anjo que recebe a missão de ajudar um homem muito valoroso, porém desiludido. Em plena véspera de natal, George Bailey está desacreditado da vida e acha que seria melhor morto do que vivo e decide tirar a própria vida quando é salvo por Clarence, que lhe mostra como ele é importante na vida de muitas pessoas.

  • Duro de matar- 1988


Foto: Reprodução

O filme de ação protagonizado por Bruce Willis, conta a história de um policial de Nova York John McClane está visitando sua família no Natal. Ele participa de uma confraternização de fim de ano na sede da empresa japonesa em que a esposa trabalha. A festa é interrompida por terroristas que invadem o edifício de luxo. McClane não demora a perceber que não há ninguém para salvá-los, a não ser ele próprio.

  • Esqueceram de mim 1,2,3 - 1990, 1992 e 1997


Kevin, personagem de Esqueceram de mim 1 e 2. Foto: Divulgação

Apesar de ter várias versões, as indicações vão do 1 ao 3. Sendo o primeiro de 1990 e o segundo de 1992, ambos estrelados por Macaulay Culkin como Kevin McCallister e dirigidos por Chris Columbus.

O terceiro é do ano de 1997. A história é protagonizada por Alex D. Linz, que interpreta o jovem Alex, que tem que lidar com terroristas que estão atrás de um chip que por acaso foi parar em um de seus brinquedos. O conta com a direção de Raja Gosnel.


O pequeno Alex protagoniza o terceiro filme. Foto: Reprodução

  • Um herói de brinquedo - 1996


Foto:Reprodução

A comédia conta a história um pai , interpretado por Arnold Schwarzenegger, que é viciado em trabalho e não tem tempo para o filho. Para tentar compensar isto, ele promete ao filho lhe dar o brinquedo que ele tanto quer de presente de natal. Ao ir em buscar do presente na véspera de natal, ele encontra um problema, outro pai com a mesma intenção e neste cenário que a história vai acontecendo, o que rende boas risadas. 

  • Grinch - 2000


Foto:Reprodução

Grinch, é a famosa história do monstrinho verde que odeia o natal e por conta disso deseja fazer com que todos tenham o mesmo sentimento pela celebração. Recentemente, o filme ganhou um remake, que ainda continua em cartaz nos cinemas. A comédia original era protagonizada por Jim Carrey. 

  • O natal de Eloise -  (2003)


Foto:Reprodução

Outro clássico da sessão da tarde natalina. O filme conta a história de Eloise, uma garota de seis anos que mora em um hotel com sua babá. A menina aguarda ansiosamente a visita dos seus pais no natal, porém uma forte nevasca os atrapalham de chegar até a pequena Eloise.

Em razão de viver no hotel, ela conhece todos os funcionários e algumas vezes se mostra bastante intrometida. Rachel (Sarah Topham), a filha do Sr. Peabody (Victor A. Young), o dono do hotel, regressa com seu noivo, Brooks (Rick Roberts), que ela conheceu quando estava estudando na Europa. Rachel foi enviada à Europa por seu pai em uma tentativa de acabar com a paixão que ela sentia com Billy (Gavin Creel), um garçom do hotel. Eloise sente que Rachel e Billy ainda se amam e resolve fazer de tudo para evitar que ela se case com Brooks. 

  • O Expresso Polar (2004)


Foto:Reprodução

Baseado na história de Chris Van Allsburg, a animação conta a história de um garoto que tinha dúvidas sobre a história do Papai Noel e sua casa no polo norte. Na mágica véspera de natal, ele pega uma carona em um expresso que o fará ter uma nova perspectiva sobre suas crenças. 

  • Um natal brilhante- 2006


Foto:Reprodução

Imagine você ser o rei do natal, conhecido pelas maiores e melhores decorações e do nada aparece um vizinho querendo tomar seu lugar. É o que acontece nessa comédia. Steve Finch (Matthew Broderick) sempre foi conhecido como o Senhor Natal, mas vê sua reputação ameaçada por Buddy (Danny DeVito), seu novo vizinho. Buddy tem planos de fazer uma decoração natalina tão iluminada que sua casa poderá ser vista do espaço. Mas Steve não gosta nada da ideia e declara uma verdadeira guerra contra o seu novo rival. 

  • Um príncipe de natal - 2017


Foto:Reprodução

Em nossa ordem cronológica, do último filme até este demos um salto temporal de 11 anos, e entramos na era do streaming. (não que não tenham outros títulos nesse meio tempo, teve! Mas, tudo são escolhas e a lista não deve ser tão grande para não passarmos o final de semana e o feriado apenas assistindo rs). O filme é uma produção da Netflix, que agradou tanto ao público que ganhou uma continuação, lançada em novembro deste ano.

O filme conta a história de Amber, uma jornalista que tem a missão de entrevistar um príncipe, que deveria assumir o trono. Devido a conflitos, a jovem acaba sem querer se infiltrando no palácio e se disfarça de professora da irmã mais nova do principe. Com o tempo os dois vão se aproximando, e Amber se vê em um dilema, pois sua chefe pediu que ela escrevesse uma matéria deum jeito, que na realidade era totalmente diferente. Sem mencionar, a briga pelo lugar de rei, entre o príncipe e seu primo. Isto tudo as vésperas de natal. 

  • As crônicas de natal - 2018

Nesta, também produção da Netflix,  somos apresentados a família Pierce. Era costume da família comemorar o natal, com decoração natalina e vídeos. Porém, tudo muda quando o patriarca da família morre e a rotina da esposa e dos dois filhos, consequentemente é alterada, levando o filho mais velho a desacreditar do espirito natalino, sem querer comemorar e com um pé no mundo do crime.Porém, sua irmã mais nova decide convencê-lo de que seu pensamento está errado, que vale a pena acreditar e comemorar o natal. Para conseguir tal feito, a garota acaba contando com uma ajuda ilustre. 


Foto: Reprodução


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas