• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia
M³

Meu filho chupa dedo. E daí?

Mulher Mãe Moderna

26/09/2012 20:06h

Por Josélia Neves

Designer, M³ e mãe do Bento

As dúvidas sobre como ser uma boa mãe nos transformam, viram um "ou língua ou beiço", como meu pai diz. Nem sei como, mas sei fazer a tal papinha que tanto me assustava cozinhar. Sei quando o meu Bem tá só cansado, quando é só fome e quando aquela caretinha esconde o soninho. Sei até quando ele tá fazendo aquela birra pra dormir que toda criança faz e que acho certo. A gente é que fica adulto e esquece a importância de dormir, aprende que não se pode dar descanso ao corpo e nem à mente e muito menos perder aquela chance de guardar nas nossas memórias maravilhosos sorrisos e dengos que nós mães, tenho certeza, vemos mais que as outras pessoas.

Meu filho chupa dedo. E daí? Tentei a chupeta, já sei dos dentes, seeeeeeei que acham melhor o bico, seeeeei que podia insistir (insistir mais é redundante?), mas sabe de uma coisa? Meu filho chupa dedo e não é porque acho lindo ou porque é o charme da vovó, mas unicamente porque eu tentei seguir as regras e vi que aquilo é realmente dele. Sigo outra máxima: a escola para uma pode não ser boa para outra criança.

Estou conhecendo-o, aprendendo sobre criatividade e flexibilidade. Não penso sobre hora boa ou ruim para ele ter vindo, mas sobre que lugar dou a ele na minha vida. Nada de ficar pensando no que é certo e errado. Como é algo sem volta, o lance é ser verdadeira com o que penso, sinto e acredito. Só quero ser um bom modelo e não um exemplo, um modelo bom.
Me desculpo todos os dias, mas uma coisa sei: quando sento com ele no chão e a gente ri, aquilo sim é ouro. Luz pra Elizabeth Monteiro (A culpa é da mãe - reflexões e confissões acerca da maternidade) quando ela diz que a maternidade pode ser menos árdua, e prazerosa.

O meu Bento existe, é a nova Josélia.
É meu motivo, desculpa, razão, gosto pra tudo. Até nas comidas tem Bento.
É meu melhor sono de costela, é aquele melhor sorriso do dia, o primeiro café quentinho.
Ele é aquele abraço, aquele bolo de chocolate no meio da tarde e, numa dificuldade, a chance de aprender algo novo, às vezes assustador, mas novo. E lindo.


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas