• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
Logosofia

Estamos prontos? Vamos!

Thainara Abreu da Silva – Goiânia/GO

06/01/2020 11:33h

Você já se perdeu tentando chegar em algum lugar? A sensação é ruim, não é? Felizmente, com a tecnologia, desenvolvemos ferramentas que tornam isso cada vez mais raro, desde que saibamos onde queremos chegar. Mas quando se trata do destino de nossas vidas, sabemos onde queremos chegar? Podemos escolher um destino, ou ele já vem traçado?

Durante a vida nos deparamos com diversas escolhas. Algumas de menor significância, como escolher a cor do lápis, o que comer, que roupa vestir... Outras mais importantes, como a escolha das amizades, da profissão, do namorado, entre atitudes certas e erradas. Por mais importante que essas escolhas sejam, muitas vezes as deixamos no automático. Mas o futuro da minha vida depende das escolhas que faço, ou será que já tenho um destino traçado?

Todos nascemos, crescemos, reproduzimos e morremos. É um processo biológico natural e semelhante para todos. Qual seria então o objetivo da existência diante da diversidade de escolhas que temos de tomar, se essas escolhas não fizessem diferença?

Os seres bem-sucedidos profissionalmente, bem remunerados, inteligentes, de boa família, têm sorte na vida ou conquistaram essas condições com o próprio esforço? E eu? Estou privada desses privilégios? Que vida injusta, não? 

Minha vida ganhou outro significado quando compreendi que o meu destino está estritamente ligado com meus pensamentos, meus atos e minhas palavras, sendo possível, portanto, modificá- lo.

Se quero ser melhor, preciso saber muito bem o que quero ser e buscar cumprir com esse propósito. Se determino que quero ser mais paciente, posso começar sendo um pouco menos impaciente do que fui ontem. Se quero ser organizada, tenho que colocar ordem em minha vida: se ontem fui desorganizada 100 vezes, que hoje eu seja desorganizada 99 vezes ou menos, e assim sucessivamente, até que eu consiga ser plenamente organizada.

Mas para que ocorra essa mudança, preciso saber onde quero chegar. Se eu não souber onde quero chegar, qualquer lugar me serve, e o meu destino estará nas mãos do acaso. Depois não posso reclamar de má sorte.

Devo ir traçando esse destino à medida que vou descobrindo onde quero chegar, não me esquecendo de quem sou e em que lugar me encontro, para que a rota de minha vida siga o melhor traçado. Afinal, eu nunca vi um GPS traçar um percurso sem ter o ponto de partida.

Para saber mais...

Para saber mais sobre a ciência logosófica, visite e assine nossos principais canais: YouTube (www.youtube.com/logosofia), Facebook (www.facebook.com/logosofia) e Instagram (@logosofiabr), além do site oficial da Logosofia – www.logosofia.org.br.

Em Teresina (PI), a Fundação Logosófica – em prol da superação humana – está presente no seguinte endereço: Rua José Paulino, 845 - 1º andar / Sala 110 – Fátima. Mais informações pelo telefone: (86) 994529269.


Deixe seu comentário