• monge executivo
  • e-titulo
  • TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner
Lasciva

A histeria coletiva com os seios da Bruna Marquezine

A “polêmica” que revela mais sobre os problemas de quem reclama, do que sobre os “defeitos” do corpo da atriz.

14/02/2018 11:19h

Até agora eu estou procurando o defeito que as pessoas acharam nos seios da Bruna Marquezine, e só encontro problema na mente de quem criticou.

Da parte dos homens, constato que eles realmente não gostam de mulher. Uma boneca inflável lhes cai bem, pois possui a forma que eles escolheram no catálogo, com os seios plásticos e duros e com três buracos para receber um único pinto, que geralmente não corresponde aos ideais mínimos de beleza. Ah, e essa “mulher” ainda fica calada, quietinha no canto que o homem a colocar.

Mas a Bruna também foi criticada por mulheres. E aí é que minha cabeça dá um nó. É como se, criticando uma celebridade considerada ícone de beleza, as pobres mortais conseguissem elevar sua auto estima. A lógica é diminuir a outra para se sentir melhor. Isso vale pra peitos, pra bunda e pra comportamento social.

A Bruna poderia colocar silicone, mas não o fez. Obviamente não tenho atestado para falar em nome dela, mas arrisco dizer que ela se gosta da forma como é. Se eu, com meus seios pequenos, minhas gorduras localizadas e todas as celulites e estrias, me olho no espelho e continuo normalmente minhas atividades diárias, por que ela não faria o mesmo? Por causa da opinião pública? hahahaha (riso bem debochado).

Que tempos loucos vivemos, em que um corpo natural é desvalorizado? Que mundo é esse, onde se sentir bem consigo mesma vale menos do que agradar a opinião alheia? A “polêmica” sobre os seios da Bruna Marquezine revela mais sobre os problemas de quem reclama, do que sobre os “defeitos” do corpo dela.

Fonte: Nayara Felizardo

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas





Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado