• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia
João Magalhães

Nenhum piauiense vai compor comissão especial da reforma da Previdência

De certa forma, isso mostra o quanto a bancada de deputados federais piauiense parece não ter prestígio junto aos comandos partidários nacionais.

29/04/2019 16:09h

Os partidos políticos indicaram os nomes que vão integrar a comissão especial para discutir a reforma da Previdência. O núcleo será formado por 49 titulares e 49 suplentes. Nenhum piauiense integra a lista. De certa forma, isso mostra o quanto a bancada de deputados federais piauiense parece não ter prestígio junto aos comandos partidários nacionais.

A bancada federal do Piauí é composta hoje por parlamentares de seis partidos.

A ressalva fica por conta do Progressistas, já que seu presidente nacional, Ciro Nogueira, é do estado. O partido já indicou Margarete Coelho para Comissão de Constituição e Justiça.

Já o Partido dos Trabalhadores tem três deputados federais exercendo mandatos e nenhum integrará a comissão. MDB, PSD, PDT e PSB possuem um deputado cada. Nenhum deles com força junto aos diretórios nacionais. No caso do PSD, Júlio César já lidera a Bancada do Nordeste, o que lhe demanda muito esforço e atuação específica.

No mais, o emedebista Marco Aurélio é novato na Câmara. O mesmo acontece com Dra. Marina, do Solidariedade. Flávio Nogueira, do PDT, além de estar em primeiro mandato oficialmente, discorda da visão da cúpula de seu partido sobre temas importantes da reforma da Previdência. No PSB, a situação é mais crítica ainda, uma vez que Átila Lira só não muda de partido porque a lei o impede. Ele e o diretório nacional do partido não falam a mesma língua.


Deixe seu comentário