• Premium Outlet
  • Salve Maria
  • Jovens escritores 2019
  • Banner paraíba
  • AZ no rádio
  • cachoeir piaui
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Notícias In Design

09 de maio de 2019

Milan Design Week apresenta tendências na arquitetura e design

Milan Design Week apresenta tendências na arquitetura e design

Neste mês, o In Design faz um passeio por Milão, o berço do design.


Hoje vamos começar sobre um passeio por Milão. E eu já começo lamentando que não fui eu quem de fato realizou esse passeio, mas só de ouvir os relatos de quem participou da Milão Design Week a gente já começa a ver as reservas de hotéis e planejar a próxima viagem com destino a essa cidade que respira design em todas as suas formas.

O evento, voltado para o mercado de design, engloba diversas feiras e um verdadeiro universo de possibilidades e imersões para os amantes da arquitetura, urbanismo, interiores e afins.

O Milan Design Week (para sermos fiés ao nome do evento) possibilita aos seus visitantes um excelente contato com novas tendências, novidades e apostas dos expositores que cada vez mais inovam e impactam quem visita a feira.

Tive a oportunidade de conversar com a arquiteta Suzana Costa que foi uma das piauienses presentes na feira e durante um simpático bate-papo nos compartilhou sua experiência na Itália e apresentou todas as novidades e possibilidades que Milão pode despertar em alguém durante a sua passagem na semana do design.

O melhor do design de mobiliário foi apresentado no evento através das instalações, composições e espaços pensados para aproximar cada vez mais as pessoas dos objetos.

De acordo com a arquiteta Suzana Costa, que sempre viaja para a maior feira de design mundial, desta vez, Milão estava diferente. “Era uma cidade que nos trazia muita reflexão e nos despertava um incômodo dentro da gente sobre várias questões sociais, culturais e humanas. Milão estava mais questionadora em 2019”, disse.

Com seus 24 pavilhões repletos de oportunidades e experiências inesquecíveis, o evento trazia os vários recortes do que a própria Milão sempre foi: puro design.

“Cada detalhe daquela cidade respira design. Tudo é pensado, um café que você toma, ou um sorvete, as ruas da cidade são bem desenhadas e cada lugar apresenta uma sensação de cuidado e zelo na sua criação”, pontuou Suzana.

Participar da Milan Design Week sem dúvidas é imergir no mundo criativo e despertar cada sentido humano, trabalhando o desejo em conhecer as novidades e experimentar cada sensação proporcionada no evento.

Todos os showrooms vieram com muita cor e explosão de ideias que mesclavam o atual e o retrô. Cores neutras e mobiliários vibrantes em um espaço. No outro, já podemos perceber o oposto através de uma parede bem colorida e os objetos que compunham o cenário em um tom mais suave.

Claro que eu pedi alguns registros feitos pela Suzana Costa para compartilhar com vocês. Vamos também imergir neste universo através dos clicks feitos por ela. 





22 de abril de 2019

A importância dos lustres na decoração do seu ambiente

Desde o começo do blog In Design fiquei pensando no texto de hoje. O motivo?

Sou apaixonado por este tema e eu tinha certeza de que seria difícil resumir em uma ou duas laudas toda a essência do elemento central desta postagem: lustre. Mas vamos tentar. Lustre é mais do que apenas iluminação. Lustre é energia!

A iluminação de um ambiente é fator crucial para o conforto de quem usufrui do espaço. Seja em um evento ou até mesmo na sua casa, a presença de um lustre modifica qualquer cenário, influenciando até no humor de quem estiver por perto. Os lustres precisam deixar o ambiente mais agradável, confortável e com uma estética favorável.

A iluminação de cada ambiente vai exigir um detalhe especial. Por exemplo, uma cozinha precisa ser bem iluminada já que neste cômodo da casa há o preparo de alimentos. Já na sala de estar, o efeito ideal de lâmpada deve ser aquele que dá uma aparência amarelada ao ambiente, oferecendo uma atmosfera agradável e aconchegante para quem está curtindo aquele filminho ou assistindo ao telejornal.

Para isso, temos existem muitas variedades de lustres que vão agregar na composição do seu ambiente. As opções de lustres vão desde peças de metais pesados a cristais, e claro que o preço varia de acordo com o material. Quanto ao estilo, existem lustres rústicos, modernos e outros mais artesanais.

Os lustres são um tipo de iluminação muito recorrente pelos profissionais que trabalham com a área em questão. Em características físicas, ele é um produto composto por vários braços, que são verdadeiras ramificações onde se encontram as lâmpadas. Eles podem servir como um plano de iluminação principal, mas também podem ser objetos meramente decorativos.

Atenção para um detalhe muito importante: a altura do lustre. O lustre deve ser posicionado a uma altura segura que não atrapalhe a circulação e movimentação das pessoas, especialmente quando colocado sobre a mesa de jantar ou sobre a cama.

Pendentes metálicos

Os projetos de iluminação que levam este tipo de lustre valorizam a beleza de qualquer cômodo da casa que, somado aos detalhes desse lustre, vão deixar os quartos, salas, cozinhas e até as áreas externas bem agradáveis. Disponíveis nos mais variados modelos e materiais, as versões metálica em prata ou dourado são as mais populares. São os objetos que vão trazer detalhes da contemporaneidade ao seu ambiente.

Lustre de cristal

Nada basiquinho. Muito glamour e ostentação, mas vamos combinar que esse tipo de lustre tem uma beleza ímpar, né? Que tal sua sala de jantar exalando requinte e sofisticação com um lustre desses?! A combinação ideal para quem deseja ter um cômodo bem iluminado e de forma ainda mais elegante. Hoje existe uma variedade muito grande de lustres de cristais. E isso é nos traz mais possibilidades, tanto na questão estética, quanto em termos de economia. Não importa onde for colocado, o lustre de cristal sempre transmite aquela mensagem de requinte e sofisticação ao ambiente.

Plafon de cristal

Você com certeza já viu, mas não sabia que tinha esse nome. Assim como os lustres, os pendentes e as arandelas, os plafons cumprem o papel de iluminar as residências aliando bem-estar, conforto térmico, aconchego e, claro, beleza! Está cada vez mais comum encontrar os plafons quando falamos em iluminação de interiores. Em suas diversas versões metálicas e com cristais, eles podem ser pendurados ou embutidos em diversos cômodos da casa. O plafon cria uma iluminação difusa, que proporciona uma iluminação geral eficiente para o ambiente, mas também agrega um toque de acolhimento que torna os espaços muito mais agradáveis.

Pendentes industriais

Esse é o meu favorito. Em um projeto que estamos acompanhando atualmente, inserimos um lustre do tipo pendente industrial que combinou com a decoração rústica exigida pelo cliente no projeto.

Esse tipo de lustre está crescendo muito em projetos arquitetônicos e de interiores atuais. É o tipo de lustre que dá aquele toque final na decoração.

Embora seja utilizada nos EUA desde os anos 70, a linha industrial continua em evidência. Para quem deseja criar ou redecorar um ambiente com um ar totalmente industrial, olha só a dica abaixo.

Ferro forjado

Esse tipo de lustre é mais indicado para ambientes sofisticados e elegantes que possuem uma paleta de cores mais discreta, pois o lustre será o protagonista do ambiente. Sua sala certamente ficará mais elegante, discreta e charmosa com um lustre de ferro forjado. Embora muitos defendam que o ferro forjado traz uma aparência de época, a elegância e requinte desse tipo de pendente está presente em todos os tipos de ambientes, inclusive nos mais modernos salões e espaços para festas, sem falar que há um grupo de pessoas que têm preferência por este tipo de lustres.

01 de março de 2019

Papel de parede líquido: praticidade e sustentabilidade nas paredes

Papel de parede líquido: praticidade e sustentabilidade nas paredes

Conheça o revestimento de parede que tem textura agradável e cores surpreendentes.

Você já ouviu falar em papel de parede líquido? Isso mesmo, o ecopaper, como também é conhecido. Vinda da Europa, essa técnica de revestimento decorativo tem a facilidade do ‘faça você mesmo’ e promete mudar a vida de muita gente que deseja ter as paredes de casa com uma aparência moderna e elegante.

Produzido à base de seda, algodão, madeira e substancias extraídas da natureza, o papel de parede líquido traz um conceito moderno e ecológico, que pode ser combinado com uma diversidade de soluções estéticas capazes de deixar qualquer ambiente mais aconchegante.

O revestimento possui dezenas de opções de acabamento e cor, com modelos belíssimos que mostram uma nova perspectiva decorativa em imóveis de todos os padrões, apartamentos, imóveis comerciais e toda superfície interna de parede e também no teto.

Mas olha, vale ressaltar que o ecopapper não substitui a pintura. Ele é um revestimento decorativo a ser aplicado na parede após o trabalho do pintor. Recomenda-se, inclusive, que a superfície esteja pintada com tinta fosca, pois o brilho de tinta acetinada ou brilhosa podem dificultar a aplicação do produto.

Fácil de aplicar, o papel de parede líquido é um produto muito interessante e diferente de tudo o que vem sendo apresentado no mercado e certamente vai agregar e muito na sua oferta de serviço.

Em Teresina, a novidade já vem sendo usada pelos arquitetos e designers de interiores que prezam pela excelência e satisfação dos seus clientes.

Conversei sobre o assunto com o arquiteto Josino Ribeiro Neto, que é um dos profissionais que já está trabalhando com a aplicação do ecopaper em seus projetos, e defende que o produto é ecológico, antialérgico, sem odor e de fácil remoção.

“A proposta traz, além do produto, um conceito que mistura sustentabilidade com elegância e durabilidade, além de ser o único produto no mercado com Certificado Europeu de Qualidade”, pontua.

Uma das vantagens do papel de parede líquido é que ele também pode ser reaplicado. O recomendado é que a reaplicação aconteça apenas uma única vez para preservar a beleza do produto.

Se você deseja inovar na decoração da sua casa ou escritório, a dica de hoje é essa. O papel de parede líquido não desbota, não descola e não deixa emendas cobrindo as imperfeições nas paredes. Ao contrário do papel de parede comum que com o tempo, começa a descolar, aparecem os pontos de junção e perdem a cor e das tintas que não cobrem as imperfeições e sujam com facilidade. Fica a dica!

12 de fevereiro de 2019

Macramê: o entrelaçado do momento para a decoração

Macramê: o entrelaçado do momento para a decoração

Nesta técnica, usamos apenas os dedos, sem nenhum tipo de máquina, e os fios vão se entrelaçando e ficando presos por nós.

Embora seja uma técnica de tecelagem manual bem antiga, o macramê voltou com tudo nos últimos tempos e tem aparecido cada vez mais em acessórios de moda, sandálias, roupas e na decoração de ambientes, através de quadros, cortinas, cadeiras, suporte de vasos e afins. Nesta técnica, usamos apenas os dedos, sem nenhum tipo de máquina, e os fios vão se entrelaçando e ficando presos por nós. 

De onde veio

A palavra Macramê significa ‘’nó’’, e se originou do termo turco Migramach que significa ‘’tecido com franjas, tramas ornamentais e galão decorativo’’. Este entrelaçado surgiu ainda na pré-história, quando o homem aprendeu a amarrar fios com fibras animais ou vegetais, para se abrigar do frio e para formar objetos de caça ou utensílios. 

Posteriormente, o macramê passou a ser utilizado por marinheiros que faziam suas amarrações, e com o tempo, a técnica foi se expandindo por todos os países, recebendo novas formas e agregando identidade cultural de cada povo que a replicava e aperfeiçoava os nós. 

No Brasil, o macramê chegou na colonização junto com os portugueses que teciam seus enxovais e ensinavam os escravos, fazendo com que estes artesanatos passassem a não pertencer somente às pessoas nobres.

Material utilizado

Linhas e mãos. Apenas isto! Na pré-história, o macramê servia para a sobrevivência humana, por isso eram utilizadas as fibras animais e vegetais. No entanto, hoje podemos utilizar, além desses fios, o barbante em geral (ou até mesmo punhos de rede), linhas próprias para o macramê, fitas, crochê e até linha de tricô. A escolha do fio fará a grande diferença no resultado final. 

Decormê

Na decoração de ambientes, temos uma enorme gama de possibilidades para aplicar o macramê, sendo a mais comum a criatividade do entrelaçado em suporte para vasos de plantas. Em um jardim suspenso, o macramê faz toda a diferença nos chamados macramês plants. 

Almofadas 


Cortinas


Aplicação na parede


Rede de macramê


Assentos 


Iluminação 


11 de janeiro de 2019

Living Coral: a beleza do anoitecer e dos corais para alegrar a vida

Há 20 anos, a Pantone escolhe a cor tendência quando o assunto é moda, decoração e design gráfico

Após a era do Ultravioleta, cor predominante em 2018 (baseada no roxo utilizado por ícones da cultura pop, como Jimi Hendrix e David Bowie),  a empresa Pantone lançou, ainda no fim de dezembro, a nova cor para 2019: o Living Coral.

O coral é um tom de laranja e traz, segundo a empresa, associações com o céu ao anoitecer e com a tonalidade dos recifes subaquáticos. A Pantone é referência mundial em controle e especificação de cores, sendo o principal nome quando o assunto é moda, design e tendência mundial em cores. 

O instituto sempre faz um estudo e lança tonalidades que refletem o momento da sociedade, de acordo com as necessidades e novidades do mercado, considerando as tendências em decoração, moda, indústria têxtil e gráfica. O tom laranja pêssego viria com a responsabilidade de reavivar as relações e conexões entre as pessoas. 

Escolher o coral também foi uma atitude politicamente correta da Pantone, que nos alerta acerca das barreiras de corais, ameaçadas em todo o mundo. O coral representa a combinação de elementos modernos e naturais diante de um mundo cada vez mais complexo e digital.

Ainda no ano passado, já podíamos notar alguns tons avermelhados como tendência, sobretudo nas maquiagens, e agora a paleta de cores começa e clarear e dar mais espaço ao coral forte e quente. 

Ainda em preparação para o reinado coral, tons mais alaranjados foram vistos em passarelas, como no desfile de verão 2019 de Marc Jacobs, na semana de moda de Nova York, e, no mundo da tecnologia, também vimos a tonalidade aplicada no lançamento do iPhone XR.

O coral desperta sensação de bem-estar e conforto na decoração de ambientes e quando falamos de moda, sentimos de longe a leveza e glamour das peças.

Seja na decoração ou no guarda-roupa, o Living Coral permite combinações dentro da mesma paleta, mesclando com os tons terrosos e os mais avermelhados para criar uma atmosfera monocromática.

Mas se o objetivo é contrastar, fica a dica para combinar peças e objetos corais com o azul marinho, o preto e o cinza. 

Na ambientação, as possibilidades também nos permitem brincar e nos sentirmos submersos no mundo dos corais. Em nossas residências, por exemplo, podemos utilizar esses tons na pintura no hall de entrada ou nas paredes principais, acentuando o protagonismo que a cor terá neste ano.

Outra forma possível é bicolorir as paredes e associar o coral a uma cor análoga (mostarda, por exemplo). A união do coral com o roxo ou com o verde escuro também promete muita sintonia. Mas se você prefere uma decoração com um ‘quê’ minimalista, pode optar pelos objetos e móveis em tom coral e deixar as paredes em tons de branco. Para os mais ousados, usar diversos tons da cor aplicados nos móveis é uma boa opção de uma decoração vibrante.

Leveza, sociabilidade e espiritualidade. O coral vivo veio para reafirmar a vida e nos despertar muita energia, propiciando atividades verdadeiramente prazerosas e momentos de diversão.





Enquete

Você é favorável a instalação de estações de passageiros no passeio da Avenida Frei Serafim?

ver resultado