Habitar

Pretinho básico, charmoso e elegante

Pretinho básico, charmoso e elegante

04/08/2012 14:21h

Compartilhar no

Na decoração, apesar da crença geral de que o preto é sinônimo de luto e que torna pesado qualquer ambiente, essa cor ganhou notórios destaques no mundo da moda e é utilizado em diversas composições na decoração, estando presentes no mobiliário e até nos revestimentos, imprimindo sofisticação singular a ambientes domésticos e empresariais.

Mas engana-se quem acha que o preto cabe em qualquer situação. Nas paredes, por exemplo, o tom confere profundidade, elegância e até sensualidade, mas muito cuidado para não pesar o espaço. Quando mal usado, o preto escurece e entristece, por isso deve ser utilizado apenas em ambientes com iluminação adequada. Bizet Castro, empresária do ramo da decoração atenta para outro fato importante: o calor típico do Nordeste. "Onde há muita incidência solar, deve-se ter cuidado para não deixar o ambiente muito quente, principalmente em apartamentos menores", pontua.

Em ambientes pequenos, o preto pode estar presente em um painel, um móvel, ou em uma das paredes do espaço. Em ambientes mais amplos, o preto pode ser fundamental para conferir elegância e requinte. De acordo com a arquiteta Renata Pádua, as limitações para o uso da cor são poucas. "O preto é um coringa, pode estar presente em todo tipo de objeto e móvel. Não há uma restrição, uma vez que vai se mesclar com vários outros tons. A ressalva serve apenas para peças maiores do mobiliário e no revestimento", relata.

Sobriedade e requinte dão o tom a essa sala de estar, ambientada basicamente com o branco e o preto. O contraste do sofá com os tons de cinza das almofadas dão um charme a mais ao living.

Nesta sala de jantar, o revestimento de madeira foi pintado com tinta ebanizada preta que, apesar da rusticidade, dialoga perfeitamente com o requinte conferido pelo lustre, também com detalhes em preto.

O painel com acabamento high gloss branco na cabeceira ganha destaque com a parede preta em segundo plano, mostrando que o preto não precisa ter o papel principal na decoração. Neste caso, ele é fundamental para evidenciar os detalhes do quarto.

Assim como o branco, o preto também denuncia a sujeira, logo a cor pode ser perfeitamente utilizada na ambientação da cozinha, tornando-a charmosa e bastante despojada.

Preto e branco compõem a vitrine desta loja, com móveis e objetos decorativos que imprimem elegância ao espaço. O preto aparece pontual na mesa lateral, no abajur e na poltrona.

A arquiteta Renata Pádua lembra que o lavabo também pode receber o preto. Neste caso, a cor está presente nas pastilhas que revestem todo o banheiro, evidenciando a bancada de mármore travertino bruto.

É inegável a contemporaneidade do mais escuro dos tons empregado em qualquer ambientação, sendo considerado um coringa que dialoga harmoniosamente com todas as outras cores e pode ser usado para dar nova roupagem a móveis danificados, como lembra Bizet Castro. "Um móvel antigo, por exemplo, ao ser pintado de preto ganha uma nova leitura bem mais contemporânea, garantindo um ar moderno. De uma forma geral, o preto é na decoração é chique e eterno, sempre esteve na moda e sempre estará", complementa.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas