• assinatura jornal

Notícias Habitar

29 de agosto de 2015

“Maridos de Aluguel” socorrem quem precisa fazer pequenos reparos

Esses profissionais possuem formação e experiência em diversas atividades, como pitura, serviços hidráulicos e outros, sempre necessários em casa.

Trocar uma lâmpada, montar armário, instalar ar condicionado, pintar paredes. Essas e outras situações são bem comuns no ambiente doméstico, mas que nem sempre o morador consegue solucionar. De olho nessa demanda, pequenas empresas, e grandes franquias, passaram a oferecer serviços de reparos em casas e apartamentos.

Os profissionais que prestam esse tipo de atendimento ficaram conhecidos pelo termo “Marido de Aluguel”. Eles possuem formação e experiência em atividades de pintura, serviços hidráulicos e elétricos, e atendem quem precisa de um reparo emergencial em casa, estando sempre disponíveis. O preço varia de acordo com o tipo de serviço.

Em Teresina, algumas empresas se especializaram nesse tipo de serviço. É o caso de Francisco Cardoso, que atuou durante mais de 20 anos como mestre de obras em uma construtora. Após economizar por alguns anos, ele resolveu investir no próprio negócio.

“É um serviço que sempre vai ser necessário, e dificilmente vai sofrer as consequências da crise que atinge o setor da construção civil. Muita gente não consegue ou não tem tempo de fazer esses pequenos reparos”, relata.

A empresa de Francisco tem pouco mais de um ano no mercado, mas, segundo ele, os resultados já são significativos. “Já temos alguns clientes cativos, que sempre nos procuram para realizar reparos e consertos em suas casas. A expectativa é que a demanda cresça ainda mais”, comenta o empresário.

Concorrendo com os pequenos empresários do ramo, em Teresina também chegam as grandes franquias especializadas em reparos domésticos. Somente no primeiro semestre de 2015 quatro novas, foram instaladas na capital.

Foto: Internet

09 de julho de 2013

Ambientes cheios de elegância na Casa Cor São Paulo

O tema escolhido foi 'Morar Bem'; Confira as fotos dos melhores espaços do evento

A 27ª edição da Casa Cor São Paulo vai até o dia 21 de julho e apresenta ao público 77 ambientes cheios de elegância e requinte. O tema escolhido foi "Morar Bem". Confira as fotos dos melhores espaços do evento.

Uma atmosfera aconchegante e contemporânea. Foram priorizadas as cores neutras e uso de materiais naturais, como o couro na cabeceira da cama e mesa de madeira de demolição na sala. No piso, o prático e elegante limestone.

Uma morada para um jovem urbano, culto e antenado. Uma definição apropriada devido às  cores e a mistura dos estilos clássico e contemporâneo. Na sala, o sofá vermelho  contracena com as gravuras concretistas emolduradas.


Um ambiente pensado para colecionadores. Um local aconchegante onde o proprietário pode mostrar suas coleções e reunir seus amigos.


A proposta deste projeto  foi abordar o essencial, ideal para quem exige praticidade. Peças de design valorizam o ambiente e, aqui e acolá, dão um perfume retrô, como as poltronas e a mesa de centro.


Inspirado pela animação Monstros S.A., espaço ganhou uma decoração supercolorida e prática. Utilizando-se de móveis em madeiras MDF, automação e uma exclusiva luminária, trata-se de um ambiente agradável e acolhedor.


Com o hábito de levar trabalho para casa se tornando cada vez mais comum entre profissionais de vários nichos, esse ambiente foi pensado justamente para unir o lazer ao labor durante os finais de semana.


Setorizado entre espaço gourmet, canto de leitura e bate-papo, além de área para estudos e arquivo de documentos, o  espaço ganha uma atmosfera informal promovida pelos tons de branco e azul.

21 de junho de 2013

Festa junina feita em casa

O mês de junho ainda não acabou, e tampouco as festas juninas. Que tal fazer um arraiá dentro de casa?

O mês de junho ainda não acabou, e tampouco as festas juninas. Que tal fazer um arraiá dentro de casa? Seja para um aniversário ou uma confraternização para reunir os amigos e a família, a decoração junina traz alegria e a descontração para a residência. Já que todos estarão vestidos a caráter, é importante deixar todos os ambientes de acordo com a temática da festa. Além disso, é possível fugir das convencionais bandeirolas de papel e surpreender os convidados com uma ambientação super divertida.

Deixe o clima junino entrar com tudo na casa montando uma mesa farta com delícias típicas. A toalha deixa os pés do cavalete à mostra para dar um efeito legal. O lampião de vidro tem flores colhidas no jardim e o varal é feito com retalhos de tecidos.

As bandeirinhas são as que mais nomeiam esse dia, por isso aposte nas bandeiras diferentes, com cores diversas para poder deixar o ambiente em clima alegre. Procure entrelaçar dentro e fora de casa, e para poder fazer uma festa mais livre, use o quintal, colocando as típicas bandeirinhas por todos os lados. Em uma festa junina moderna troque as bandeirolas por um varal de sisal com retalhos de tecidos. As tiras podem ser presas com cola ou com simples pregadores de madeira

O quentão no bule de ágata, as cachaças e os refrigerantes ficam descontraídos em caixotes de feira livre decorados com tiras de tecidos e pregadores

Outra opção para substituir as tradicionais bandeirolas de papel de seda, são pompons de forminhas coloridas para brigadeiro. Basta fixar o fundo das formas em uma bola de isopor com alfinetes. Depois de tudo pronto, grude um fio de lã nas bolas com cola quente e pendure-as.

Se a festa for à tardinha, ilumine o ambiente com um toque inusitado: uma luminária-móbile feita de luzinhas pisca-pisca e cúpulas de formas de cupcake. Faça um pequeno corte em "x" no fundo da forminha e passe o bico de luz por ele

17 de junho de 2013

14 de junho de 2013

Retrô em alta

Móveis antigos etornaram triunfantes, mais variados do que nunca e transbordando estilo

Os móveis que possuem pés palito apareceram pela primeira vez nos anos 1950, década que viveu o crescimento da economia e consumismo, e foram inspirados nos sonhos das viagens espaciais. Os cantos abaulados de algumas linhas, as cores suaves da fórmica e os pés ficando mais finos em direção ao chão, davam ao comprador a impressão de estar levando o futuro para casa. Com o resgate da moda retrô, eles retornaram triunfantes no desenho de móveis mais variados do que nunca e transbordando estilo.

O armário peça única é em madeira imbuia pintada e conservado em seu estado original. Na cor azul, os pezinhos do armário são palito, o que deixa a peça de acabamento rústico mais moderninha

A cômoda de 1950 em madeira caviúna tem os pés palito e a moldura de baixo ebanizados. Com três gavetas grandes e duas pequenas na parte superior, a chapa de madeira tem desenhos muito comuns da década de 50





A Poltrona Madalena é fabricada em madeira de reflorestamento. Apesar do design anguloso e estofado colorido, os pés palito se destacam e deixam a poltrona super despojada











Os pés palito são a atração dessa mesa da década de 50 porque se fundem com a base que sustenta o tampo de vidro.








O buffet que parece mobília da casas dos Jetsons foi desenhado pelo artista concretista Antonio Maluf, na década de 60. Cheio de ângulos e pontas, os pés palitos complementam o design.