• SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia
Garrincha

Sangue novo no nosso rame-rame de bola

Confira o texto publicado na coluna Canal 1 no Jornal O Dia.

04/09/2019 09:03h

EDU TIMON

Meus amigos, o caso é sério. Eduardo e Bismack foram para Timon. Eles vão reforçar o time maranhense que vai disputar o certame piauiense de futebol profissional. Se a moda pega, Tianguá, Ceará que é bem perto de Piripiri virá também. E enquanto isto não se vê ou se ouve falar do Piaui que já foi Vibrante e “enxugava o rato”.  Com a participação da onzena de Timon no nosso campeonato, a tendência é melhorar a competividade, sangue novo no nosso rame-rame de bola, o Maranhão, nosso irmão. Eles integram a equipe do clube que traz o nome da cidade e sabem onde os que foram apresentados formalmente? No Luxor Hotel de Teresina. Pense numa apresentação de luxor ...Os do River, Flamengo,são apresentados lá no Pingo Dagua mas com direito  música ao vivo. Mas o fato é que a equipe timoneira está formando uma verdadeira seleção para vir disputar o campeonato piauiense de futebol profissional e em alto estilo, no nível de Luxor Hotel, um dos mais conceituados da capital piauiense. Já levaram para lá o Dudu e o Bismarck e o Marcão está morto de contente porque vai contar com estas duas cobras criadas no seu  jovem plantel. Eles irão dar maturidade à equipe porque todo mundo sabe que coco velho é que dá azeite. E até o seguro morreu de velho. E assim a bola rola no Timon e os de Teresina que se cuidem porque o time de lá vem com gosto de gás. E já pensou se o esquadrão timonense ganhar o certame piauiense, o que não vai dizer o cearense, gozador como ele só, do Aracati ao Icó? Meus amigos, futebol é coisa séria, diz o Chico Bactéria, um pensador do clube de amigos Conciliábulo quando o Josimar conta suas aventuras. Pois que agora o futebol piauiense tem um novo componente, o maranhense, com a participação do Timon na série B de bola do campeonato piauiense. Lá no Ceará já estão até gozando nós dizendo que só no Piaui “mermo”, um campeonato estadual tem time de outro estado. Não sabem eles que a nossa maior glória é colaborar com o estado de necessidade porque nós somos solidários uns com os outros e o saudoso filósofo de Piracuruca, José Pergentino Cardoso, o Pergé, já dizia “um amigo é pra ajudar o outro mas todo mundo só quer ser o outro.” Mas o nosso certame de futebol terá uma equipe de Timon, Maranhão e vamos trabalhar para que no ano eu vem, tenhamos uma onzena do Ceará, lá de Tianguá, perto de Piripiri.

O tempo passa... 

Esta foto tem mais de 25 anos. Edmar, Zé Gomes, com o time titular do River de 1993, tempo de Zezé, Luis Eduardo e outros que não me lembro mais...

Corra 

Meus amigos, a coisa está feia e a gente tem que correr se não o bicho pega. Agora mesmo a dica é correr a pé no meio da rua  mas com apoio médico da Unimed, você corre mas você não é doido é apenas agoniado e neste vida tem quer se correr para  sobreviver. As distâncias são de 2, 5 e 10 quilômetros e espera-se mais de mil participantes porque todo mundo está correndo  de alguma coisa, hoje em dia, padre nosso ave-Maria. Não entendo porque é que o cara tem quer pagar porque hoje em dia até para correr no meio da rua tem que se pagar? E doido também paga?

Dois nossos 

Dois rapazes piauienses foram para a Suiça e com muito sacrifício porque pobres como são não tem grana para o custeio da viagem e como não estamos em tempo de eleição, os políticos não são encontrados em lugar nenhum e o jeito, o remédio que há é apelar para as vaquinhas porque a federação deles, a CBTRI não arca com as passagens dos atletas. Só os diretores é que tem direito ás mordomias. Atleta se quiser ir tem que fazer, vaquinha, porquinha, cabrinha ou até galinha. Contanto que arranje a grana para viajar. Aí, o jeito que tem, o remédio que há é correr o saco.


Deixe seu comentário