• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
Garrincha

O técnico é um profissional que merece toda nossa consideração

Confira o texto publicado na coluna Prego na Chuteira no Jornal O Dia.

09/10/2019 12:32h

Vida de treinador 

Rapaz, toda profissão tem seus espinhos, seus caminhos e descaminhos mas esta de treinador de futebol bate recorde. Olhe que treinar uma equipe profissional e obter bons resultados é uma tarefa muito difícil. É como ser diretor de colégio ou madame de “casa de recursos”. Mesmo porque o relacionamento é com homens e homem, já viu, é uma espécie difícil de se tratar e só perde para mulher. Homem é complicado. Mas isto é outro lado e vamos para o viés do futebol que é mais nossa área e quem tem o que é seu faz o que  quiser fazer. A vida de um treinador de futebol é parecida como gerente de casa de recursos. Você vai logo dizer que casa de recursos é um banco e não o que o nobre leitor está pensando. O técnico de futebol é um profissional que merece toda nossa consideração e estima porque é um educador e de adultos. Ele pega camarada vindo de todo canto e tenta botar nas quatro linhas do gramado, e ensina a ter companheirismo, ter a solidariedade seja qual for a idade, no campo  ou na cidade. O treinador é um guia, um pai, um mestre mas quando ele presta porque um preparador ruim bota o rebanho a perder. Sim, porque entre as muitas denominações que ele desfruta tem esta de “preparador”. Porque ele prepara a equipe, ele aduba o terreno. Também chamado de “coach” pelos que inventaram o futebol, os ingleses. No linguajar do torcedor “pé de chinelo”, o técnico não passa de um “entregador de camisa” porque nas hora das escalação da equipe é ele quem dava as jaquetas aos pupilos. Hoje é tudo automatizado e as camisas tanto as do futebol com as de plástico são industrializadas e caras. Mas vida que passa, a bola rola, este cronista não enrola e estamos falando sobre a vida de treinador de futebol que vive de sobrevida. Não tem nenhum “fundo de garantia” e o seu banco não tem fundos porque se hoje ele se senta, amanhã se arrebenta e o que vale é placar, é ganhar. E ás vezes, empatar. O empate é o adiamento da dispensa. Tem treinador que é especialista  em empatar. É o “empata roda”. Nem faz nem deixa a ninguém fazer. Fica no zero a zero. Escore preferido dos racistas. O placar em branco. Mas o problema não é extrair nem destruir. É distrair. Espero que tenha feito isto  para os senhores com esta crônica. 

Os bons tempos da AABB 

Quando os bancários eram felizes e nem sabiam... Assis Madeira Campos, o presidente da AABB-Teresina, Durval, Ulisses, Alexandre Carvalho e Hélio Carioca mostrando o número premiado  do bingo. Ah, tempo bom!

Caiu Barroca 

Gentes boas, o cidadão com apelido Barroca não é mais o treinador do meu time, o Botafogo. Que com o nome que tem  merece um técnico com nome mais  social do que  Barroca. Barroca é nome de porca não é de um técnico de clube de categoria como o alvi-negro da Estrela Solitária. Pelo amor de Deus... O  clube apanhou cinco vezes seguidas e isto culminou na queda barroquina. Dizem que ele era um “barro” a diretoria havia colocado na parede mas não segurou. Choveu, molhou, caiu. A vida de treinador de futebol em clubes, neste Brasil brasileiro, terra de samba e pandeiro, é sem estabilidade. Depende dos seus resultados. É como exame de paternidade. Pode dar positivo ou negativo.

Timon 

Esta série B de bola no futebol do Piauí nos traz a simpática a agremiação da fronteiriça cidade Timon I (MA) como convidada especial e  assim sen-do a grande atração do certame cabeça de cuia. E  Timon em fazendo uma boa campanha e está nas semifinais, ao lado do Oeirense, dos Picos e dos florianenses que são os corissabanos. É um “inter-municipal de luxo” fazendo uma série D de dado e com um concorrente de outro Estado. Pode ser estado de necessidade mas não deixa de ser outro Estado. E ainda tem uma coisa. O clube do Napoleão Guimarães pode ser o primeiro do Brasil a ser de um Estado e jogar noutro e se for campeão? Vai virar até gozação. O campeão do Piauí é do Maranhão...


Deixe seu comentário