• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia
Garrincha

Craques no Badminton vieram medalhados do Peru

Confira o texto publicado na coluna Prego na Chuteira na edição desta quinta-feira (8) no Jornal O Dia.

08/08/2019 12:01h - Atualizado em 09/08/2019 11:59h

Medalhistas

Vamos saudar estes dois casais de atletas piauienses que fizeram bonito em Lima, no Peru. Craques no Badminton e vieram medalhados. Francielton Farias, Fabrício também Farias, Jaqueline Lima e Sâmia também Lima. Ganharam de estrangeiros e disseram que a “ficha ainda não caiu” mas é bom que fiquem atentos para quando ela cair que eles peguem logo. Não se deve dar moleza. Que sirvam de bons exemplos para nossa juventude. Esporte  é vida, é saúde, é alegria. E o melhor tempo para se fazer isto é na juventude. Não deve existir nada melhor para um jovem do que  ganhar uma medalha pelos seus méritos, pela sua força, pelo seu talento. Isto vem desde os tempos dos gregos e troianos, depois imitados pelos cariocas e baianos. Ganhar medalha é uma coisa espetacular para o jovem e até para o coroa. Mostrar para quem está na sua frente com aquele sorriso de vencedor e o olhar de quem quer alguma coisa de sal. Nosso Estado tem uma meninada boa de  medalhas. O piauiense é antes de tudo um forte, assim como o nordestino, seja  homem ou menino. Não existe nada mais emocionante do que olhar de um medalhista. É como está em transe, em extase. Foram os gregos quem inventaram  a  medalha como prêmio de uma façanha, a gratificação por um feito  fora do comum. Assim quando ganhavam uma guerra contra os troianos porque lá o campeonato era pau a pau, aliás, lança a lança. E não era como aqui que a negada “lança perfume”, não. Lá fedia era a chifre queimado !

Francielton Farias, Fabrício também Farias, Jaqueline Lima e Sâmia também Lima. Ganharam de estrangeiros e disseram que a “ficha ainda não caiu” mas é bom que fiquem atentos para quando ela cair que eles peguem logo.

Festa em Barras 

Meus amigos, neste sábado, em Barras de Maratoan, vai ter animação esportiva na terra de Manin Rego. O presidente da federação de futebol, que é o o Brauw Carcará, pega mata e come, vai fazer uma festa paidegua com futebol e música, com jogo de meninos e velhos, com o som de Franci Monte. Muitas homenagens, distribuição de coletes e bolas,  churrasco e a muita gelada porque ninguém é de ferro. Muita gente vai para lá e eu não poderei lá está o que lamento muito porque é terra que eu gosto. Mas o tempo passa e  noutra estaremos lá, com fé em Deus e São Francisco de Canindé.

Vamos a lá Praia ? 

Uma  esticada ao nosso litoral não é nada mal e faz bem a vista. Um banho de mar para tirar o caé, tendo muito cuidado para lavar o pé. Uma boa pelada com a rapaziada  depois tomar uma gelada com tira-gosto de pescada assada. E o papo que vai, que rola, uma cerveja ou uma coca-cola ? E assim a vida continua, mulher de biquini, quase nua, um santo remédio para a vista da gente que anda meio embolada e caseira. Com um prego na chuteira. E bola para frente que atrás vem gente e uma corridinha é sempre salutar mas tendo mulher bonita ao sol é bom olhar porque o que é bonito é para se ver.


Deixe seu comentário