• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia
Garrincha

Entrando Agosto

Confira o texto publicado na coluna Prego na Chuteira na edição desta sexta-feira (2) no Jornal O Dia.

02/08/2019 09:05h

Entrando Agosto

Meus amigos, vai começando o mês mais “invocado” do calendário brasileiro   que é este tal agosto. Desde que em me entendo de gente que  ouço  o povo dizer que “agosto é o mês do desgosto”. E eu não sei porque cargas daguas  ou de areias, a  plebe rude e ignara taxa assim um mês que vem logo depois de julho, mês das férias escolares, como mês do azar. Muito  pelo contrário poderia deixar entra ... agosto do freguês que seria mais democrático neste pais de Lula preso. Agora que o nosso povo  está todo gordinho e os fabricantes e vendedores de  roupa estão dando o maior valor porque os números maiores exigem mais pano prás mangas e também para os laranjas que é uma fruta  que prolifera  neste governo daqui e de lá e quiçá, do Ceará. Mas  o tema da coluna de hoje é o mês de agosto no futebol piauiense  que “estava de férias”, nesta era de Carcará.E o desportista  pega seu jornal O Dia,vai para a página esportiva á cata  de noticia sobre o nosso jogo de bola oficial e nada. Nada no seco. Alguns nadam no  sexo e no convexo. Estamos  começando uma nova fase no nosso futebol profissional, iniciamos a “era Carcará”.Assumindo  comando da  Federação  futebol, ele  “El Carcará” que era vice  de Cesarino Primeiro e Único, se vê logo com  o maior problema que assola este Estado  de necessidade (Piauí) que é a liseira. Sempre  que alguém está sem recurso  financeiro que é o que se chama  dinheiro, diz que  o cidadão está liso. A liseira hoje em dia está sendo uma coisa  comum neste Brasil Brasileiro terra de samba e pandeiro e num tempo deste saiu até um bloco de carnaval em Teresina,se gabando e botando uma placa dizendo “Lisos somos”.Afirmação que se  desmentia na ala feminina  que não tinha nada de liso na comissão de frente. Elas eram muito peitudas. Mas, a bola rola, este Garrincha não enrola e futebol não se  aprende  na escola, embora a periferia esteja cheia de “escolinhas” e é preciso ter  cuidado ter cuidado quando botar seu filho numa destas “escolinhas” porque  podem ensinar o que não presta.Mas a vida é uma partida de  futebol e nem todos chegam aos noventa se bem que  tem alguns que vão até á prorrogação que é a turma do “Kaduco”. Mas o tempo  passa e muitos não chegam á “trajectória dos noventa” como diz Dídimo de Castro, o Pequeno Polegar.

Professor Zaqueu do Sinopse

Nunca mais  tive noticias do professor Zaqueu que  era um amante do futsal e brigava pelo Sinopse. Eis, ele aí, numa formação da época, em foto da Stúdio Poduções, Ginásio Verdão e trabalhada pelo seu Elias.

No bofete

Se não temos craques no pé, no jogo e bola, no quesito “bofete” temos um menino aí que promete  dar muita porrada em cara de gente  que é o  Luiz Felipe, aquele que  negrada chama de Buda. É Buda. Não tem ene, não. E esta fera se prepara para lutar em evento nacional, neste mês, em São Paulo e ele já sabe quem vai enfrenta , é um gaúcho, um tal de  Nilton Gavião que dizem que é muito bom e  vamos ver isso no dia 23 de agosto, lá  em São Paulo, quando vão emendar os bigodes para  se ver quem é o mais macho na porrada e no cambito.


Deixe seu comentário