• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
Garrincha

O futebol é o esporte rei de todos os outros. É o maior do mundo, vasto mundo.

Porque futebol é conjunto e tem jogador tão habilidoso com a bola que dizem que ele joga com o Cão junto.

12/02/2020 09:50h - Atualizado em 12/02/2020 11:28h

Meus amigos, uma coisa feia, muito feia ocorreu em Teresina-Piauí, neste domingo que passou, na principal arena de jogar bola desta capital. Triste. O futebol é o esporte rei de todos os outros. É o maior do mundo, vasto mundo. Utiliza uma bola, redonda como o próprio universo e prosa. E ela rola para gregos e baianos. Porque futebol é conjunto e tem jogador tão habilidoso com a bola que dizem que ele joga com o Cão junto. Mas ela, a bola rola, e este amigo de vocês, neste “O Dia” não enrola, desde 63, tem que fazer esta coluna todo dia do mês para o caro leitor que é o nosso freguês. Desde o tempo que o coronel era quem dava a ”ordem unida” na redação. E ninguém andava de passo errado e tinha o Lith Feitosa e tinha o Zé Maria. Mas o tempo passa e já estamos nos acréscimos de segundo tempo e não se sabe até onde vai esta “prorrogação” desta “etapa complementar”. E assim sendo João Rosendo, bola prá frente. E o nosso Galo perdeu no seu terreiro. O River apanhou do América de Natal. Foi aqui dentro. No quintal. Em pleno Albertão, num domingão do Faustão. Isto é bonito para o nosso periquito? É verdade que o jogo teve muita confusão, fora de campo. A torcida visitante, muito doida, muito desorganizada dos comedores de jerimun, cheios de mel e outros elementos aeróbicos, pois estes torcedores “cresceram” no rumo dos piauienses com gosto de gás e de outros componentes  químicos porque sem esses “incentivos” não teriam coragem para tanto. Foi confusão generalizada na arquibancada e graças a Deus, entre mortos e feridos, escaparam todos. Mas que foi feio, foi! E além da queda, o coice. Eles saíram cantando de galo no terreiro do Galo e isto é bonito para o nosso periquito? Nem sair de lá, a gente podia. Tivemos que ficar esperando bom tempo chegar. Sabe lá se uma bala perdida achava a gente? Meus amigos, coisa de louco. De tiro, papouco. E este tiro não é só tiro ao alvo. Muitas vezes, atinge até ao Moreno. O nosso guru, William Bogea, diz que futebol é coisa séria mas estão levando a sério demais. E assim sendo, Rosendo, a gente apanha em casa e ainda saem, falando mal  da gente de nosso hospitalidade, de nosso policia, de nossa imprensa. Coisa ruim é taca.

Meio século...

Assim se passaram 50 anos... Nesta foto vemos Carlos Said, Santa Rosa, Salomão Viegas, Agamenon, Antonio Aires, Valdir Araujo, Cesar, Pato Preto, Quinzém Leitão, Zuca Bacana, Teddy Ribeiro, Pato Preto (de costa) e muita gente que ainda está entre nós. Time da imprensa em 1970...

Perdemos feio...

Meus amigos, o Glorioso apanhou do tal de Fluminense, pó de arroz. Uma lástima, Chico Paulo mas é verdade. Foi uma taca que deixou o treinador Paulo Valentim arrumando a mala porque a profissão de técnico de futebol, não tem fundo de garantia ou segurança no emprego. É o emprego mais instável do mundo porque depende de resultados. O placar foi meio humilhante, quase uma goleada. Três a zero. Goleada é de quatro para cima. Daí a expressão “cair de quatro” que é até meio ou toda escandalosa. Arranha o joelho que é uma desgraça. O Fluminense dando de 3 a 0 no Botafogo? Uma tragédia em preto e branco e no céu, uma Estrela Solitária chorando entre as flores tricolores.

Rumo a Sergipe

O nosso Galo está nesta Copa do Nordeste representando o Piauí e fazemos fé no grêmio tricolor. Ele vai jogar, sábado, lá no Batistão, o Albertão do Sergipe e não adianta o time de lá ser jipe que nós vamos ser trator e vamos passar por cima ainda lembrando do tempo do Sima. E é o tricolor o nosso defensor-mor deste jogo de bola argentina, numa terra que teve uma vez Flamengo e este desapareceu e a última vez que foi avistado estava debaixo da asa de um tal de Everaldo que até riverino é, segundo me disse o filósofo do futebol piauiense, William Bogea, o Vei, hoje prefeito da Cacimba Velha. É River na Copa. Estamos com ele não abrimos.


Deixe seu comentário