Garrincha

Atenção! Quarta-feira no Felipão, um jogão! Altos contra o Galo

Teresina versus Altos, brigando pela hegemonia do esporte bretão. É a capital jogando contra sua cidade mais próxima, bem ali.

09/04/2019 12:50h

Compartilhar no

Apanhou no Côcho

Meus amigos, o futebol dentro de sua seriedade tem uma coisa que é sempre observada e respeitada que é o ”côcho”, palavra popular  que significa “em casa”, jogar no campo próprio. É o falado mando de campo. Neste esporte bretão tem-se a  convicção de que jogando em campo próprio se tem mais vantagem, seja pelo conhecimento do terreno, seja pela torcida ou mesmo pela arbitragem  que é “de casa”. Assim sendo, reverendo, o time que joga em casa tem isto que os ingleses chamam de  “handcap”, e aqui dizem que é  o mando de campo, erradamente, porque quem tem o mando de campo é o árbitro. Sua senhoria, o juiz.  Mas lá no Piripíri, terra muito boa, ela lá e eu aqui, o time de casa, os “bem querer” do Luis “Menez”, o Gavião assim chamado foi descolorado  pelo Jacaré. E com o campo de muro levantado  que a chuva tinha derrubado, os donos de casa viram e não acreditaram  que um time dos Altos viesse para a Arena Itacotiara dar no time do prefeito mais desportista do Estado. Ele ainda joga bola. Mas vamos ao jogo que a bola rola e este amigo de vocês não enrola. Este jogo foi tão espetacular que nem precisou de juiz. E assim sendo, reverendo, ficou assim: final de campeonato  será entre o River e o Altos. O representante do futebol da capital é o nosso Galo Carijó, tricolor de tantas tradições, agora com a grande responsabilidade de defender o nome deste pebol contra uma agremiação dos Altos, o mais novo filiado da Federação Piauiense de Futebol agora sob o comando de Robert Brouwn Carcará “pega, mata e come!”. Meus chegados, a coisa é séria e eu não gosto de pilhéria e o campeonato estadual vai chegando a seu final com River e Altos no jogos decisivos. Altos e Teresina brigando pelo titulo maior de nosso esporte bretão. Altos que nunca fez time bom nem no torneio intermunicipal da APCDEP, agora chega na final de um estadual com cara de favorito. É um progresso muito grande para a terra da Elvira e isto gera turismo e lá é famosa a sua coalhada e sua arte culinária e até seu caldo de cana. O futebol tem esta vantagem. De ser um agente propagador da cidade. E este tempo é a vez de Altos e o confronto  final é com o mais tradicional clube da capital, o famoso Galo Carijó, o River Atlético Clube, que divide com o Flamengo  as simpatias dos teresinenses,ficando bem pouquinho para o Piauí, o Enxuga- rato. Pois é contra a torcida de Teresina que os Altos vem de frente. O campeonato  está entre os dois, o River, eterno campeão e os Altos a nova sensação. Bola prá frente !

Descolorado

Foi um grande batalhador mas parou nos Altos de João de Paiva e agora da prefeita. Em pleno mês de abril o 4 de julho não foi um time agosto do torcedor piripiriense nem de cearense como o Sergil Araujo. E no terreiro alheio, Altos, time da prefeita, não teve pena. Deu no time do prefeito. Bem feito !

Amanhã tem jogão !

Atenção, muita atenção! Quarta-feira no Felipão, um jogão! Altos contra o Galo, decisão do campeonato estadual. Não é intermunicipal ! Teresina versus Altos, brigando pela  hegemonia do esporte bretão. É a capital jogando contra sua cidade mais próxima, bem ali. Os torcedores teresinenses devem se se unir porque já foi uma vez Flamengo. Quem puder ir aos Altos que vá torcer pelo Galo que vai jogar no terreiro alheio. Aproveita para saborear a famosa coalhada e tomar caldo de cana. E pode até trazer umas manguinhas que lá neste tempo, tem demais. A torcida riverina não pode deixar de acompanhar seu clube de coração. Avante, riverino. Com bandeira de glória na mão !

Cabeção do Dirceu

O esforçado Gilvan, desportista do Dirceu, contando com apoio da Graça Amorim e do Júlio Arcoverde,agora na Semel, vai fazer   neste sábado que vem, um baita de um torneio de futebol quarentão e sub quinze, cada categoria numa hora. O trabalho do Gilvan é muito importante na atual conjuntura quando o celular é o grande inimigo do desportista porque ele fica mexendo com os dedos e não mexe com os quartos nem prá subir escada e em consequência, fica dando para engordar. É chegado o momento de se colocar  meninos e meninas para  a prática do  desporto. O brasileiro e o piauiense, em particular vem aumentando de peso, conforme as estatísticas, de uma maneira impressionante.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas