• TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner
Especial

Mesa de Natal deve trazer elementos que lembram a data, diz arquiteta

Karine Tito trabalha com decoração de eventos e ensina duas opções que podem ser utilizadas na Ceia de Natal

22/12/2018 09:25h

O final do ano é um período de celebração e bastante esperado por muitas pessoas. Reunir a família e os amigos, comemorando o ano que está se encerrando e mentalizando coisas boas para o que está por vir: independente do credo ou religião, esse espírito de união está bastante presente nessa época. Por isso, a mesa natalina vem acompanhada do capricho que a data exige, com muitas cores que despertam nossa memória afetiva e nos remetem ao Natal. Celebrar se torna mais divertido e gostoso! 

A arquiteta Karine Tito é especialista na decoração de eventos e dá todas as dicas para montar uma mesa com requinte, especialmente para a data. Para exemplificar tipos de arrumação que podem ser feitas para a mesa na ceia de Natal, ela apresenta duas propostas: uma mesa mais despojada e outra tradicional.

 O uso da fita no guardanapo ou um pedacinho da tuia (um tipo de pinheiro) são elementos simples de usar e que dão efeitos natalinos na decoração

Em ambos os casos, a temática natalina dá o tom da arrumação. Um ponto que imprime a “identidade natalina” pode ser a colocação de algum objeto que lembre a data. No caso das propostas apresentadas pela arquiteta, foram colocadas  pinhas e bolas de Natal. “Todo mundo tem pinha em casa de alguma decoração natalina antiga, só é preciso arrumar no próprio centro de mesa que você já tenha e dar um clima festivo com as mini bolinhas de Natal”, diz. Os objetos também podem servir para outras comemorações.

Além disso, o uso da fita no guardanapo ou um pedacinho da tuia (um tipo de pinheiro) dá um efeito do Natal. “Você também pode usar copos coloridos ou investe em um prato de sobremesa com o tema natalino”, reforça.

Para essas duas propostas, a comida não é colocada no centro da mesa. Quem está organizando a festa, pode colocar a comida em um aparador ou servir à francesa. A arquiteta explica ainda que não é preciso colocar lugares à mesa para todas as pessoas que estão na casa, caso exista alguma impossibilidade, como o próprio tamanho da mesa. Nesses casos, o anfitrião pode deixar os lugares à mesa para os mais velhos e orientar os mais novos para que se sirvam com a comida disposta no aparador e ficar no sofá, por exemplo.

Dicas da especialista para a arrumação da mesa de Natal

Karine Tito explica que quando a mesa não tem toalha, não é indicado colocar os talheres diretamente sobre ela. “Por isso, [na segunda proposta] amarramos os talheres junto com o laço, para não apoiá-los na mesa. Fica bonito, descolado, moderno. Não é aquela coisa tão tradicional de Natal”, assinala.
Quando o anfitrião deseja criar algo ou economizar na arrumação da mesa, pode confeccionar o próprio sousplat ou jogo americano. São diversas opções, desde comprar um tecido para fazer um jogo americano ou personalizar o sousplat em casa. Outra opção é comprar o guardanapo com as cores natalinas, que já traz um ar festivo para a comemoração. 

“A pessoa pode comprar um tecido ou pode usar um círculo de madeira e envolver com o tecido. Uma outra opção é fazer um jogo americano com um tecido natalino, que fica super bacana”, destaca.

Karine orienta ainda que, antes da preparação da mesa, a pessoa use a criatividade e agregue o que já tem em casa. “Quando se está arrumando a mesa de Natal, é importante observar o que você tem em casa e a partir disso você faz um investimento. Não adianta sair comprando tudo. Comece com um prato que você tem, um jogo americano, um enfeite de mesa ou umas velas bonitas que você viu. A partir disso, você consegue compor a mesa de Natal”, afirma.

O anfitrião também precisa estar atento às bebidas. “No caso do champagne, você não precisa necessariamente tomar em copo transparente e, por conta disso, usamos um copo mais colorido na primeira proposta. Já o vinho é uma bebida que só serve em taça transparente. Até a água pode-se colocar em taça colorido, mas o vinho é uma exceção, já que você precisa ver a cor. Se você optar por uma mistura, coloque a taça de água colorida e para o vinho use uma taça transparente”, ensina.

Edição: Biá Boakari
Por: Ananda Oliveira

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas