• baile da santinha
  • monge executivo
  • e-titulo
  • TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner
Diário do Malte

Dia Internacional da Mulher com Cerveja

Movimento feminino no I Encontro de Mulheres Apreciadoras de Cerveja

05/03/2018 15:27h - Atualizado em 05/03/2018 15:36h

Quando falamos de mulher e cerveja, praticamente estamos falando de palavras sinônimas. A cerveja andou por muito tempo ao lado da mulher, era ela que produzia as bebidas da casa, era a mulher a única a poder fazer cerveja e era a única a vender também, mas sabemos que teve um momento da história que os laços foram cortados pela Revolução Industrial, quando as atividades de mercado financeiro passou das atividades agrícolas para indústrias, e aí começou a Era Capitalista, a destituição da mulher de uma das coisas que ela fazia de melhor, o líquido precioso, A Cerveja. Houve época na Idade Média que as mulheres passaram a ser consideradas Bruxas por produzir um líquido que entorpecia as pessoas ( tem um artigo do Blog que falo da era das caça às bruxas). Desde então masculinizou-se o mercado cervejeiro.

Por um grande período a mulher realmente ficou de fora de qualquer área, apenas atendo-se à afazeres domésticos, talvez isso imposto por uma sociedade patriarcal extremamente machista na época - ainda temos essa sociedade, mas vem mudando a forma de pensar - porém aos poucos a mulher começa a trabalhar fora de casa, tem uma renda própria, começa a ajudar financeiramente dentro de casa, mas o mercado de trabalho não tinha equidade de direitos entre homens e mulheres, condições de trabalho muito ruins, e como todos sabem a mulher também não participava da vida política, não tinha direito a voto, a partir de 1909 começa nos Estados Unidos constantes atos de protestos contra as condições de trabalho, a partir de 1910 foi instituído do Dia Internacional da Mulher numa reunião Internacional Socialista em Copenhagen em honra ao movimento em suporte ao direito ao voto universal para as mulheres, mas em 1917 na Rússia, em 8 de março, o Governo Provisório garantiu o direito ao voto pela mulher, e desde 1975 durante o Ano Internacional da Mulher pelas Nações Unidas foi instituído em 8 de março o Dia Internacional da Mulher.  

De lá pra cá há muitas vitórias, mas também certos problemas culturais ainda persistem como a violência contra a mulher, mas a luta ao respeito continua sempre. A partir de 1987 a mulher começa a se infiltrar no mercado cervejeiro, principalmente na América através da Norte Americana Carol Stoudt da Stoudt’s Brewing Company, Carol é considerada a primeira mestre-cervejeira dessa nova revolução cervejeira. Outra mestre-cervejeira, Teri Fahrendorf, fundou o Pink Boot Society, uma organização que ajuda no empoderamento feminino no mercado cervejeiro profissional através de seminários, treinamentos. No mercado brasileiro também não é diferente, várias mulheres se destacando como mestre-cervejeira, Beer Sommelier, sócias de cervejarias, entre outras que atuam na área de cerveja, tais como Priscila Colares, Luiza Tolosa, Kathia Zanatta, Bia Amorim, entre outras.

E nas comemorações do Dia Internacional da Mulher o movimento cervejeiro feminino está realizando eventos em todo mundo e no Brasil. Na nossa terrinha Teresina, vai acontecer o I Encontro de Mulheres Apreciadoras de Cerveja, encabeçado pela Design de Interiores Jasmine Malta e a Chef Larissa Batista em parceria com o The Hell's Rock Bar e a Liga de Produtores de Cerveja do Meio-Norte. O Evento será realizado dia 08/03, das 18h às 22h, no The Hell's (fica na Pracinha em frente à Igreja de Fátima) com atrações musicais como as bandas Ana Flor e Duox Live, estarão os expositores de Cerveja Artesanal: Ininga, AD Beer e Sertão, harmonizado com um menu especial. Aberto ao público, sem ingresso ou entrada, cada um paga seu consumo e o couvert artístico.


O Evento é uma ótima oportunidade para mulheres que não conhecem ainda sobre cerveja artesanal e para as que já conhecem compartilharem idéias, conhecimentos, e festejar um dia em honra à nossa luta diária.


Cheers!

Fonte: Anne Carolinne Carvalho Galdino

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas





Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado