Diário do Malte

A Saga de um Brejeiro do Sertão

Entrevista com o Presidente do grupo Brejeiros do Sertão, Rafael Andrade.

26/07/2017 12:05h - Atualizado em 26/07/2017 12:08h

Compartilhar no

Em nosso post de hoje fizemos uma entrevista com o Presidente do Grupo Brejeiros do Sertão, Rafael Andrade.

O grupo Brejeiros do Sertão é grupo de apreciadores de cervejas artesanais, onde o foco é somente informações relacionadas à nossa grande estrela que é a cerveja e suas variações. Atualmente conta com 122 participantes no grupo de whatsapp, sendo que 77 são brejeiros cadastrados. 

`

Rafael Andrade, Presidente do grupo Brejeiros do Sertão e sua esposa Rosa.


Anne: Então Rafael como conheceu o universo cervejeiro?

Rafael: "Meados de 2012, nas idas ao supermercado sempre aquela sessão com cervejas “diferentes” me chamavam atenção. Isso me fez ir procurar mais informações sobre as chamadas cervejas artesanais. No segundo momento criando coragem para comprar, pois até então as cervejas que tomava eram bem mais baratas. Até que teve o dia que resolvi comprar umas para finalmente visitar um mundo até então desconhecido para mim. Resumiria que foi paixão à primeira vista e desde esse dia ela estão e permanecerão sempre presentes no meu dia dia."

Anne: E como surgiu a idéia de formar o grupo Brejeiros do Sertão?

Rafael: "Brejeiros do Sertão surgiu em 21/04/2015 quando eu e mais três primos (Flávio, Uelton Filho e Delmar) resolvemos criar um grupo de whatsapp para disseminar a mais pessoas o para nós era um grande descoberta, o mundo das cervejas artesanais. Pouco tempo depois veio também o meu amigo Daniel. aos poucos outros amigos foram aderindo, depois os amigos dos amigos. Com essa grande adesão, resolvi comprar a ideia e comecei a ir nas lojas que tinham cervejas artesanais e tentar que esse nosso grupo tivesse desconto. Deu tanto certo que não só as lojas, como também dois produtores locais, uma cervejaria do Ceará e outros locais nos procuraram para fazermos parcerias. O resumo de tudo isso é que hoje contamos com mais de sete parcerias, 122 membros no grupo do whatsapp e 77 brejeiros cadastrados."

Anne: E o leitor que tem interesse em fazer parte dos Brejeiros do Sertão, como faz pra entrar?

Rafael: "Para entrar no grupo hoje você pode falar conosco pelas redes sociais, ou pelo email, ou indicado por algum brejeiro. Informar nome completo, data de nascimento, CPF e ocupação. O que queremos é aumentar e fomentar nossa cultura cervejeira no nosso Estado e fazer com que os grandes centros cervejeiros olhem para nós."

Anne: Quais as vantagens de ser um Brejeiro do Sertão?

Rafael: "A vantagem de ser um Brejeiro do Sertão, ou seja, fazer parte do grupo é todo dia conhecer e aprender algo novo, brejas novas, cultura cervejeira de outros países, pois alguns dos componentes, vez ou outra, viajam e nos mostram tal cultura, matérias e reportagens sobre a cerveja, enfim um grande aprendizado. Para o brejeiro do sertão cadastrado, além de todas essas vantagens ainda tem as parcerias realizadas, com: lojas de cerveja artesanal, produtores, cursos. essas parcerias refletem em descontos, sorteios, eventos e promoções exclusivas aos brejeiros. Outra principal vantagem se trata das divulgações as quais brejeiros ficam por dentro constantemente: locais de venda, dicas de degustações, turismo cervejeiro, promoções regionais (muito aproveitadas) e nacionais, eventos, lançamentos, cursos, vídeos, redes sociais, dicas de fabricação, profissionalização no ramo cervejeiro, enfim, informações de valor excepcional aos brejeiros. Além disso, planos para o futuro prometem fazer com quem ser brejeiro do sertão seja ainda melhor."

Anne: Rafael qual sua perspectiva para a cerveja artesanal no brasil?

Rafael: "O Brasil é atualmente o terceiro maior produtor de cerveja e o décimo sétimo consumidor, isso em termos gerais de qualquer tipo de cerveja. O que se tem percebido mais recentemente é o crescimento da cerveja artesanal neste cenário. Surgimento de novas cervejarias, escolas específicas, cursos, eventos a níveis internacionais, sites, aumento da produção local, surgimento de bares específicos e inserção do produto nos estabelecimentos já existentes, programas de tv, canais e grupos nas redes sociais surgem e replicam o gosto pelo líquido.  Ao contrário de aproximadamente a dez anos atrás, quando quem produzisse teria que buscar equipamentos importados, de prazo de entrega longo e manutenção complicada; cervejas importadas chegavam ao Brasil com sabor alterado em virtude da viagem em condições adversas e armazenamento indevido; hoje o produto , mesmo comprado pela internet, é facilmente acessível. Além disso, o Festival Nacional da Cerveja caminha para a sua décima edição; mudanças na legislação favorecem ao pequeno produtor artesanal (a partir de 2018, poderão ser tributados pelo SIMPLES), facilmente já se encontra a venda cervejas artesanais, importadas, equipamentos para produção, beer trucks; ou seja, tem-se disponível tudo o que for preciso para se deliciar desta aventura contagiante. Portanto, a cerveja artesanal, não só no Brasil, tem se fortalecido notoriamente face à ampla divulgação promovida pelas redes sociais. Quem as bebe, conscientemente ou não, interage com outro mundo, um mundo Gourmet, histórico, artístico, seleto, rico. e isso reflete diretamente no facebook, instagram, twitter, whatsapp, replicado diretamente a qualquer interessado; inclusive, nós."

Anne: Rafael qual sua mensagem para quem tem interesse em participar do grupo?

Rafael: "Brejeiros do Sertão é um grupo de apreciadores de cerveja cujo maior objetivo é promover a cultura cervejeira. Promoções exclusivas, descontos e encontros são os maiores benefícios. Opiniões, dicas, promoções são divulgadas constantemente. Todos aproveitam. Relatos, uns concordam, outros não; debatemos, mas não rivalizamos (ao contrário de futebol, por exemplo). Isso enriquece e favorece ainda mais os participantes. artesanais ou industriais, com ou sem cereais não maltados, amargas ou doces, importadas, nacionais ou locais; tudo relacionado é assunto para o grupo e a cultura cervejeira não para por aí. Também envolve cervejarias, lançamentos, cursos, eventos, turismo, fabricação, ingredientes especiais e regionais. É um mundo amplo, diversificado e gostoso de se participar, divulgar e promover, e os brejeiros estão aqui para isso!"

Foto do 2º Encontro do grupo Brejeiros do Sertão realizado na APCEF, no dia 06/05/2017.


E aí pessoal gostaram da história do Rafael e querem fazer parte do grupo? Então acompanhem os Brejeiros do Sertão nas redes sociais:

Instagram : @brejeirosdosertao 

Facebook: https://www.facebook.com/brejeirosdosertao/

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCtKDUyBzv8AWOQhavvNwXxQ

Maiores contatos email: [email protected]

Compartilhar no
Fonte: Anne Carolinne Carvalho Galdino

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas