Da Arquibancada

Vence e não convence: River derrota Santos-AP que estava com goleiro improvisado

Em partida pela Série D o Galo venceu o Santos-AP por 3 a 1, no Albertão, com gols de Max, Erivan e Bruninho.

14/10/2020 18:56h - Atualizado em 14/10/2020 19:15h

Compartilhar no

A equipe do River venceu o Santos-Ap por 3 a 1 na tarde desta quarta-feira (14) no estádio Albertão, em Teresina. O jogo válido pela 6ª rodada da Série D do Brasileiro. Os gols da partida foram marcados por Max, Erivan e Bruninho para o River e o Santos-AP diminuiu com Dedé, mas o que chamou atenção jogo não foram os gols e sim o fato do time visitante ter jogado com goleiro improvisado, 10 minutos de acréscimos na primeira etapa e as expulsões no segundo tempo. Apesar do cenário incomum, o River venceu e somou mais três pontos chegando aos 10 na tabela e retornou ao G-4.

Max marcou o primeiro gol do Galo (FOTO: Victor Costa/RiverAC)

O jogo

Começo de jogo e em dividida com Guto, do River, o goleiro do Santos-AP, Vinicius leva a pior e fica no chão. Passado o primeiro susto, o River se impõe na partida e tem as melhores chances. Aos 28, o atacante Max abre o placar para o Galo Carijó, golaço, da entrada da pequena área ele gira e bate com chute certeiro. No minuto seguinte o Camisa 10, João Gabriel, recebe bola de Edy e chuta na trave, desperdiçando boa chance de ampliar a contagem.

A partida foi marcada por cenas extremamente incomuns. A equipe do Santos-AP teve seu goleiro Vinicius lesionado logo nos primeiros minutos. O Camisa 1 ainda lutou e tentou resistir para ficar em campo, mas não conseguiu, abriu a coxa, lesão grave. O natural seria a entrada do segundo goleiro, mas o jogador estava com infecção intestinal e não conseguia sequer aquecer, imagine entrar em campo e então sobrou para Otávio, zagueiro/lateral, ir para debaixo das traves, aos 39 minutos do primeiro tempo.

A vitória quebra a sequência de duas derrotas consecutivas (FOTO: Victor Costa/RiverAC)

Após tudo isso, o River ainda cede empate, aos 44 minutos, Dedé, marca de cabeça aproveitando cobrança de falta. Por conta dos atendimentos e muitas trocas ainda na etapa inicial o juiz decidiu dar dez minutos de acréscimos e o primeiro tempo foi até os 55.

Inicio de segundo tempo, Flávio Araújo promove a primeira mudança no River e tira Jairinho e entra Erivan e dois minutos é o suficiente para o recém saído do banco marcar o seu gol e colocar o Galo á frente no placar. A jogada surge após cobrança de falta de João Gabriel. Depois disso, uma sequencia de expulsões. Juninho pelo lado do Santos-AP, aos 12 e João Gabriel do lado do River, com 27 minutos.

Com apenas 10 de cada lado e lembrando - goleiro improvisado no Santos-AP o River vencia por 2 a 1, mas mesmo assim via seu adversário crescer no jogo e o camisa 1, Vinicius, precisou fazer boas defesas. Mesmo em vantagem, o River pouco finalizava no gol e vencia, mas andava longe de convencer.

Erivan e Diego Aragão tiveram boas chances, mas pecaram pela força e colocaram a bola para fora. Ronald arriscou realmente em direção ao gol e o improvisado Otávio defendeu. A outra única chance real surgiu em bola bem trabalhada e gol de Bruninho, sem chances de defesa até para goleiros de ofício. O próximo compromisso do River será contra o São Raimundo-RR, no domingo (18), ás 17h, no estádio Canarinho, em Roraima.

Compartilhar no
Por: Pâmella Maranhão - Jornal ODIA

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas