• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
Da Arquibancada

Timon joga por novo empate; Oeirense abre vantagem para jogo de volta

Timon x Cori-Sabbá fazem o jogo de volta na segunda-feira (21). Picos x Oeirense se enfrentam na sexta-feira (18).

14/10/2019 15:04h - Atualizado em 14/10/2019 15:11h

As primeiras definições rumo a final do Campeonato Piauiense Série B aconteceram no final de semana. Em Floriano, o Cori-Sabbá chegou a estar vencendo o Timon por 2 a 0, mas cedeu o empate e agora a Águia Soberana joga por um novo empate por conta do regulamente que lhe dá vantagem por ter encerrado a primeira fase na liderança. O outro confronto aconteceu entre Oeirense e Picos, na cidade de Oeiras e os donos da casa conseguiram uma vitória por 1 a 0, gol marcado por Paulinho Mossoró.

Timon x Cori (FOTO: Jailson Soares)

O resultado do Oeirense tira a vantagem do Picos de jogar por dois empates e agora a equipe da Cidade do Mel, comandada por Adelmo Soares precisa vencer para chegar até a final e por consequência garantir o acesso até a primeira divisão em 2020. Na partida o atacante Caio Cezar deu susto na torcida após dividir uma bola de cabeça e ficar desacordado, mas através de sua assessoria o Oeirense confirmou que o atleta passou por exames e passa bem.

O Timon fez um jogo de recuperação, depois de ver o adversário abrir 2 a 0 no placar, com Emerson, que chegou ao seu terceiro gol marcado na competição e o presidente/atacante Anderson Kamar. No segundo tempo o Timon conseguiu se recuperar na partida. “Faltou jogar com mais inteligência. Primeiro tempo fomos dominados e depois acordamos para partida”, disse o atacante e capitão Eduardo.

O jogo de volta entre Timon e Cori-Sabbá acontece somente no dia 21 de outubro, às 20h, no estádio Linfolfo Monteiro, em Teresina. A partida entre Picos e Oeirense acontece na sexta-feira (18), às 20h, no estádio Helvidio Nunes, em Picos. No Timon a baixa será o lateral direito Paulinho, expulso no jogo em Floriano. 

Por: Pâmella Maranhão - Jornal ODia

Deixe seu comentário