• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
Da Arquibancada

“Sentimos culpa”, diz Capitão do River após queda de Márcio Goiano

O técnico José Roberto, do Sub20, assume de forma interina. O River volta a campo no sabado (1º) quando recebe o CSA-AL pela Copa do Nordeste

30/01/2020 19:09h - Atualizado em 30/01/2020 19:21h

Um começo de temporada fora do planejado e a primeira consequência apareceu no Poleiro do Galo; a queda do treinador Márcio Goiano. A diretoria do River confirmou o desligamento do técnico na manhã dessa quinta-feira (30). Márcio sai do comando após quatro jogos. Foram três no Campeonato Piauiense (duas derrotas e um empate) e um na Copa do Nordeste (empate). O River optou por colocar José Roberto, do Sub20, para comandar o time de forma interina e deve estar à beira do gramado no sábado (1º) contra o CSA-AL e novo técnico deve ser anunciado nos próximos dias.

River se reapresentou apos derrota para o Tubarão (FOTO: Elias Fontenele)

Após a derrota diante o Parnahyba, por 1 a 0, fora de casa, o treinador não resistiu no cargo. O novo nome em negociação é mantido em total sigilo pelo gerente de futebol do clube Mazinho Patrão. ‘Nos começamos essa negociação á noite. Preferimos não dar dicas sobre esse novo técnico, até como forma de não atravessar a negociação. A gente está aguardando a resposta de um treinador e a gente tem pressa por conta da sequencia de jogos, temos pressa mais não significa que traremos qualquer nome”, disse Mazinho Patrão.

Entre os jogadores um discurso de culpa, peso e muita responsabilidade. O Capital e zagueiro Cris deixou isso claro e fez questão de frisar que a saída de Márcio reflete em todo o elenco e fez comparações com a temporada 2019, em que o Galo foi campeão invicto após a chegada de Flávio Araújo, mas antes disso o time teve um começo de competição marcado por tropeços. “O fato da gente está jogando bem, mas estar conseguindo vencer e ter sobrado digamos assim para o treinador nós da um peso. Porque se tivéssemos vencido os jogos isso não estaria acontecido principalmente pelo empate no domingo (diante o Piauí), porem a gente se sente culpado e queremos dar resposta”, disse Cris.

O técnico interino, José Roberto, não quis falar sobre possíveis mudanças na formação titular, mas frisou o desafio de assumir o cargo, mesmo de forma interina. A última vez que José Roberto comandou um time profissional foi em 2012, quando estava à frente do Sumaré-SP. “Precisamos priorizar recuperar o atleta emocionalmente, fisicamente e principalmente nesse momento de mudança, pois pesa um pouco, porem falar de mudanças agora seria prematuro e vamos fazer apenas um treino antes da partida em si, pois chegamos de viagem na noite (de quarta)”, disse José Roberto. 

Dentro do Campeonato Piauiense o River é o lanterna na tabela, com um ponto somado em nove disputados em três jogos. O próximo compromisso será no dia 1ª, sábado, diante o CSA-AL, no estádio Albertão. Na sequência tem jogo contra o Bahia, pela Copa do Brasil, na quarta-feira (5).

Planejamento financeiro

O técnico Márcio Goiano foi anunciado no dia 22 de outubro de 2019. Ali teve um inicio um planejamento voltado para a temporada 2020 contando com ele como técnico ao longo de todo o ano. No momento que existe a necessidade de troca de comando se gera custos, pois a rescisão de contrato do técnico tem multa e junto a chegada de um novo nome existe a possibilidade de novos atletas, pois cada treinador tem suas preferencias.

Mazinho Patrão (FOTO: Elias Fontenele)

O gerente de futebol, Mazinho Padrão falou sobre esses custos, que não estavam no planejamento do Galo para esse inicio de temporada. “Toda dispensa gera custo, não só de treinador, mas também de atletas. Quando você inicia um planejamento você não inicia pensando em rescindir, mas o desenrolar dos campeonatos e jogos acaba nos forçando a tomar essas decisões, mas em relação aos atletas já existe uma margem para fazer duas ou três contratações até por conta de necessidades da equipe, agora vamos esperar a chegada do novo treinador e quando fechar aí a gente passa para ele essas opções”, frisou Mazinho. 

Por: Pâmella Maranhão - Jornal ODia

Deixe seu comentário