Boas e novas

Você vai desatar os nós

Esquecemos que não existe um nó cego, o que nos falta é experiência e paciência

14/08/2013 01:24h

Compartilhar no

A busca de um ideal em nossa vida pode ser comparada a um longo caminho traçado por uma corda. A corda é extensa, cheia de nós e, aparentemente, é muito difícil desatá-los.

Começamos a jornada. Estamos animados, pois estamos desatando os “nozinhos”; até agora eles não nos trouxeram dor de cabeça, entretanto, quando menos esperamos, tem um nó que está dando um trabalho...

É aí que a gente se desespera! Gritamos, esperneamos, culpamos a tudo e a todos por este “maldito nó”. Insistimos em dizer que fizeram um nó cego e que é impossível desatá-lo.

Esquecemos que na realidade não existe um nó cego, o que existe é falta de estratégia para desatar o nó, que nós não temos paciência e experiência para lidarmos com a situação difícil. Que falta um alicerce seguro (JESUS) que nos firma, nos acalma e nos orienta diante do tal nó. Será em vão a luta com o nó se nós não nos revestimos destas objeções.

Depois de nossa conscientização, desatar o tal nó será uma acessibilidade! Logo após que se descobre o enigma de libertação; os nós somem; e às vezes tornam-se quase inexistentes. Eles não exercem mais nenhum peso sobre nós. É só confiar.

Por ser testemunha e conhecedora deste tipo de situação eu posso afirmar: você vai desatar os nós custe o que custar.  


Autoria de Valquíria Fernandes, irmã em Cristo, pedagoga, colaboradora do Boas e Novas.

Compartilhar no
Edição: Pollyana Rocha

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas