Boas e novas

Por que Deus permite a morte de uma criança?

A morte do pequeno Felipe comove, indigna e leva muitos a perguntar: Onde está Deus?

19/02/2014 23:45h - Atualizado em 20/02/2014 08:36h

Compartilhar no
Seis aninhos de idade. Um sorriso lindo e contagiante. A alegria dos pais. Depois de um dia de atividades, tudo o que Felipe queria era comer uma pizza. Certamente ele e a família fariam uma oração de agradecimento ao Senhor antes da refeição. Mas não houve tempo. Na porta de casa, um tiro leva embora os sorrisos, os sonhos, os anos... 

Mas, como pode? Estamos falando de uma família cristã, que honra seus compromissos, que ensina seus filhos a andarem no caminho correto, que prega o amor e o perdão, que ora para que Deus salve os pecadores... Onde estava Deus, que permitiu esta tragédia? Como alguém pode continuar servindo a este Deus que sequer evita a morte de uma criança de seis anos? 

Além da revolta contra os culpados, nesta hora de dor alguém pode questionar a Deus. Desde a hora que eu soube do que aconteceu com meus amigos e irmãos Robson e Milla, confesso que também fiz algumas perguntas: “Por que, Senhor? Por que o Senhor permitiu? Por que tanta dor na vida dos teus filhos?”. 

E graças a Deus que o Senhor nos responde e nos consola. Conversando com meu pastor a respeito do assunto, eu perguntei: “Pastor, o que dizer para alguém que, em horas difíceis como essa, perguntam onde está Deus?”. Ele me disse: “Em momentos como esse, Deus está no mesmo lugar onde estava quando mataram o filho dEle”. 

Deus está no mesmo lugar onde estava quando seu filho, o perfeito Filho, Jesus Cristo, padecia nas mãos de opressores e era crucificado. Deus está contemplando todas as coisas. Deus contempla cada escolha do ser humano, cada decisão de se aproximar ou de se afastar dEle. 

E quando entendemos isto, todas as perguntas da nossa vida são esclarecidas. Deus não somente permitiu, mas planejou que Jesus fosse morto, por causa de um grande propósito: que todos os homens tivessem a chance de serem perdoados de seus pecados e de se achegarem a Ele. Ainda hoje, Deus deseja que todos os homens sejam salvos e que o Seu nome seja glorificado. Mesmo em um episódio tão triste como a morte do Felipe, eu vi o nome do Senhor sendo glorificado. Em entrevistas, o pastor Robson declarou que perdoava o assassino de seu filhinho. Somente um homem perdoado pelo Deus Perfeito, ciente de que não merecia tal perdão, pode perdoar desta forma. 

“Mas por quê?”. Engraçado é que facilmente questionamos o Senhor quando algo sai diferente do que planejamos, quando algum mal nos sobrevêm. Mas tão difícil é questionar a bondade dele, que se manifesta diariamente em nossas vidas. Quando começarmos a fazer isto, veremos que grandes coisas o Senhor tem feito por nós, e há muitos motivos para render louvores de gratidão a Ele. 

Aos meus irmãos Robson e Milla, eu digo que somente o Senhor conhece a dor dos vossos corações e somente Ele é poderoso para confortar e renovar as suas forças para vocês continuarem sendo as pessoas maravilhosas que são. Lembrem-se sempre de que o Senhor é bom e eterna é a sua bondade!


Compartilhar no
Edição: Pollyana Rocha

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas