• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
Boas e novas

Feliz dia dos quase-heróis!

Através dos próprios erros, nosso pai nos ensina que também podemos errar, sem nos acomodarmos, sempre lutando para falhar menos e acertar mais

10/08/2013 20:07h - Atualizado em 10/08/2013 20:27h

Ser pai é carregar o pesado fardo de ser o herói dos filhos. Ele tem que ser o mais corajoso, o mais forte, o mais inteligente, o que diz as palavras certas na hora certa, o que nunca falha, nunca atrasa, está no lugar certo no tempo certo. Você tem um pai assim? Eu não. O meu pai é forte, corajoso, inteligente, nunca atrasa (isso é verdade), diz palavras certas, mas... às vezes falha, como qualquer ser humano. E é exatamente por isso que eu e meus irmãos o amamos tanto, porque ele é um grande pai apesar das imperfeições. Através dos próprios erros, ele nos ensina que também podemos errar, sem nos acomodarmos, sempre lutando para falhar menos e acertar mais. Por ser imperfeito, nosso amado pai nos mostra que precisamos da ajuda dos outros para fazer aquilo que não podemos fazer sozinhos. Meu pai é, sim, o meu herói. Ele não tem uma capa mágica, nem resolve todos os problemas do mundo, mas trabalha e batalha para resolver o que está ao alcance de suas mãos, todos os dias.

Como prova de que meu pai não é um super-homem, eis alguns exemplos: ele nunca sabe onde colocou as chaves de casa ou do carro, apesar de deixá-las bem guardadas num lugar onde ele pensa que vai lembrar; nunca deixa o celular por perto (preciso ligar para minha mãe para falar com ele); ele é chorão e sempre emociona todo mundo no natal, réveillon, dia dos pais, dia das mães, despedidas... Falando sério, todas estas “falhas” e as demais que não foram citadas não são nada perto de uma coisa enorme que ele carrega no coração – o seu amor pelos filhos. E por isso nós também o amamos e admiramos!

Se você tem um pai cheio de falhas, não deixe de dar um abraço bem apertado nele hoje e todos os dias, e agradecer por ele ser o melhor pai do mundo para você, o pai que Deus escolheu para ser seu!

Quanto às perfeições, estas ficam com Deus, o Pai forte e poderoso (Sl. 24:8), o Criador do Universo (Gn. 2:3), que se importa pessoalmente comigo e com você (Sl. 8:3,4), que não dorme e nem tosqueneja (Sl. 121:4), que não poupou o seu próprio filho por amor aos que lhe rejeitaram (Rm. 8:32).

Se neste dia dos pais, você não tem um pai maravilhoso como eu tenho, ainda assim se alegre, porque o Pai Perfeito tem todo o interesse de ser o Seu Pai! Basta que você o receba: “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos FILHOS DE DEUS, aos que creem no seu nome” (João 1:12).

“Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos. E, porque sois filhos, Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai. Assim que já não és mais servo, mas filho; e, se és filho, és também herdeiro de Deus por Cristo”. (Gálatas 4:4-7).

  

Edição: Pollyana Rocha

Deixe seu comentário