• cultura teresina
  • Cobertura Zé Pereira
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia
Andarilhos

Meu aviso é um conto ainda

(ou "Dias em que nos importamos com algo mais")

26/01/2015 11:09h

Queridos e queridas, (roubei, sim, isto das quintas de Gabriela Aguiar)


meu coração dói ao anunciar que por uns tempos (e uns tempos pra mim é quase metade deste ano), não postarei mais contos. Por motivos superiores de ordens astrológicas objetivando a lógica do alinhamento das galáxias supremas sob a ordem de algum deus que vocês acreditam, vou ausentar-me desta vida de escrever uma página de historinhas, fábulas, narrativas de lauda, narrações, reinações, lendas, contos-do-vigário, causos, casos, fatos, estórias, embustes e outros magníficos sinônimos que a internet acabou de me ensinar. Porém, o Andarilhos já entrou de tal forma nas minhas segundas-feira (segunda-feiras, segundas-feiras, segundo dia da semana) que torna-se inconcebível para mim não entregar-lhes um presentinho nestes dias em que nos importamos com algo mais. Então, você não terão mais contos, mas terão minicontos e respostas sobre a vida. Por minipartes:

- os minicontos são contos menores que podem ter qualquer tamanho, desde que seja menor do que um conto;

- respostas sobre a vida: fui agraciado com um livro chamado "Q&A a day" (foto aqui embaixo, recomendo comprarem). E o que é isso, Victor? Isto, meus senhores e minhas senhoras (pois não sou nada sexista), é uma maravilha que acompanhará meu crescimento e meu amadurecimento (ou a completa falta dele, pois parece que quanto mais velho fico, mais desajuizado me vejo) durante cinco anos. O livro tem 365 perguntas, uma pergunta para cada dia do ano, com espaço para você responder por cinco anos seguidos. Então, tenho certeza de que rirei demais das minhas respostas já no ano que vem. E quero retorno de vocês. Se vocês se sentirem à vontade, respondam comigo estas questões maravilhosas existenciais que o livro me traz! Portanto, jovens de alma, escolherei toda semana 3 perguntas que este incrível livro me fizer para provocar em vocês uma crise existencial, tanto quanto está fazendo comigo. Ainda assim, é uma jornada fantástica!

Daí me pergunto, será que já começo hoje ou deixo para semana que vem?

HOJE!


Miniconto: Polígrafo

Em algum lugar do mundo antigo, inventaram o polígrafo, grandiosa máquina detectora de mentiras, utilizada em depoimentos policiais, judiciários ou de ordem de segurança nacional. Recentemente, tiveram a brilhante ideia de inventar o antipolígrafo, uma máquina detectora de verdade. Foi descartada na primeira semana por falta de uso pela sua inutilidade. Nestes dias, quase ninguém mais diz a verdade.


As 3 perguntas desta semana:

O que faz de você "você"? A atenção dada às pessoas que gosto, a criatividade, a paixão pelo cinema e a vontade de mudar o mundo de alguma forma.

Olhe para a frente. O que você vê? Materialmente, um computador. Metaforicamente, uma nova experiência com esta mudança no Andarilhos e na minha vida.

O que você gostaria de esquecer? Nada. Gosto de acreditar que até as coisas ruins que acontecem na vida servem para aprender com a dor.


Agora como eu me despeço? Deixo um "tchau e boa semana" ou simplesmente vou saindo? Esqueci como a Gabriela faz. Acho que vou só saindo mesmo, assim, de boa.


Por: Victor Lages

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas