Portal O Dia
  • Portal O Dia /
  • Política /
  • Serviços de telefonia móvel em Teresina serão avaliados em audiência pública

Serviços de telefonia móvel em Teresina serão avaliados em audiência pública

Moradores da zona Rural da Capital reclamam da situação de descaso das operadoras

11/03/2011 17:43

A Câmara Municipal de Teresina realizará nesta segunda-feira, 14, às 9h, uma audiência pública para discutir a ampliação dos serviços de telefonia fixa e melhoria na área de cobertura da telefonia móvel no município de Teresina. A proposição é de autoria dos vereadores Ronney Lustosa, R. Silva, Teresa Brito, Rodrigo Martins, Rosário Biserra, Cel Edivaldo, José Ferreira e Pastor Levino.

A ideia da audiência surgiu em virtude das inúmeras reclamações da população de Teresina, especialmente da zona rural, que sofre com a falta de comunicação. Os vereadores destacam que muitos moradores precisam andar quilômetros para encontrar um telefone público e ressaltam que o problema é ainda mais agravante no caso de chamadas de urgência e emergência, como o SAMU, ocorrências políciais, bombeiros, entre outros.

Em relação à expansão e melhoria nos serviços de telefonia móvel, os vereadores ressaltam que as pessoas que podem adquirir um telefone celular, acabam não utilizando por falta de cobertura das operadoras. Segundo eles, cerca de 55 mil moradores da zona rural estão tendo dificuldade no acesso à telefonia fixa e móvel.

Foram convidados a participar da audiência, representantes das 4 operadoras ( TIM, OI, CLARO e VIVO); ANATEL; Secretaria de Ação Social do Estado e do Município; Ministério Público Estadual; PROCON; Superintendência de Desenvolvimento Rural; Secretaria de Infraestrutura do Estado; e entidades comunitárias.

Fonte: Da Redação Portalodia.com

Deixe um comentário

Tópicos audiência operadoras política telefonia vereadores,

Veja também

há 24 minutos
Alguns municípios do Piauí já guardam recursos para pagar futuras dívidas trabalhistas.
há 17 horas
Queda de jato matou o ex-governador Eduardo Campos e mais seis pessoas
há 1 dia
Ao todo, existem nove obras em atraso, cinco já foram entregues e uma está paralisada.
há 1 dia
Mesmo elaborado pelo governo em conjunto com o Congresso, o projeto foi vetado por acarretar despesas financeiras à União, justificou a presidenta.