• elshallon
  • Unimed
  • assinatura jornal

Polícia Federal prende Wesley Batista em São Paulo

Os agentes investigam se o empresário e seu irmão Joesley se aproveitaram da própria delação para ganhar dinheiro no mercado

13/09/2017 08:15h

A Polícia Federal (PF) prendeu nesta quarta-feira o empresário Wesley Batista, presidente-executivo da JBS, como parte de uma investigação aberta pela PF em São Paulo.Os agentes cumprem ordens para apurar se o empresário e seu irmão Joesley Batista usaram a própria delação premiada para ganhar dinheiro no mercado financeiro. 

De acordo com fontes, seu irmão Joesley Batista, já preso desde o último domingo por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, também é alvo da ação e tem mais um mandado de prisão decretado.

No pedido de prisão, os investigadores enfatizam a existência de provas fartas para comprovar que os dois executivos agiram pessoalmente, negociando ações do grupo e contratos futuros de dólares, dias antes da polêmica delação vir à tona.

Batizada de Tendão de Aquiles, a operação também investiga o diretor jurídico da JBS, Francisco de Assis e Silva, a advogada Fernanda Tórtima, contratada pela empresa, e o ex-procurador da República Marcello Miller, que integrou o grupo de trabalho montado para auxiliar o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na Lava Jato, de acordo com a revista.

Fonte: Exame

Deixe seu comentário